A Escola de Frankfurt

Páginas: 5 (1115 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
Livro: A Escola de Frankfurt – Cap. 5 – Teoria Crítica Hoje, p.49-61 – Olgária Mattos, 2006.

Introdução(resumo)

Os pontos de partida fundamentais de suas reflexões foram a teoria marxista (na verdade, uma leitura bastante original desta teoria) e a teoria freudiana, que trouxe à tona elementos novos sobre o psiquismo das pessoas. Mas há também outras influências, como as de Hegel, Kant oudo sociólogo Max Weber.
A Escola de Frankfurt concentrou seu interesse na análise da sociedade de massa, termo que busca caracterizar a sociedade atual, na qual o avanço tecnológico é colocado a serviço da reprodução da lógica capitalista, enfatizando o consumo e a diversão como formas de garantir o apaziguamento e a diluição dos problemas sociais.
De acordo com Max Horkheimer (1895-1973) eTheodor Adorno (1906-1969), a razão iluminista, que visava à emancipação dos indivíduos e ao progresso social, terminou por levar a uma maior dominação das pessoas em virtude justamente do desenvolvimento tecnológico-industrial. Horkheimer acreditava que o problema estava na própria razão controladora e instrumental, que busca sempre a dominação, tanto da natureza quanto do próprio ser humano.
WalterBenjamin (1892-1940) se distingue de Adorno e Horkheimer por uma postura mais otimista no que diz respeito à indústria cultural. Em seu texto A obra de arte na época de suas técnicas de reprodução, ele se mostra otimista com a possibilidade de que a arte, a partir do desenvolvimento das técnicas de reprodução (discos, reprografia e processos semelhantes), se torne acessível a todos.
Dentre osteóricos da Escola de Frankfurt, o que maior influência exerce atualmente é Jurgen Habermas (1929). Ele discorda de Adorno e Horkheimer no que se refere aos conceitos centrais da análise realizada por esses dois filósofos: razão, verdade e democracia.
De acordo com Habermas essa é uma posição perigosa em filosofia, pois poderia conduzir a uma crítica radical da modernidade e, em conseqüência, darazão, que levaria ao irracionalismo. Em seu artigo Modernidade versus pós-modernidade, ele enfatiza esse ponto, afirmando, contra a tendência ao irracionalismo presente na chamada filosofia pós-moderna, que “o projeto da modernidade ainda não foi cumprido”. Ou seja, que o potencial para a racionalização do mundo ainda não está esgotado. Por isso Habermas costuma ser descrito como “o último granderacionalista”.
O filósofo também discorda dos resultados pessimistas da análise de Adorno e Horkheimer, segundo a qual a razão não mais se realizaria no mundo, porque o capitalismo, em sua complexidade, teria conseguido narcotizar a consciência do proletariado e, dessa forma, perpetuar-se como sistema. Para Habermas, existem alguns pontos falhos nessa análise cuja identificação permitiria propor umaretomada do projeto emancipatório, porém em novas bases. Para Habermas caberia à razão comunicativa, enfim, o papel de resistir e reorientar essa razão instrumental.


1 – O Indivíduo Contra o Totalitarismo
Expressões indústria cultura e sociedade unidimensional, apontam para um mundo dominado pelo principio da indiferença entre, tal como este é concebido no pensamento de Marx. Vide citaçãop.49 – 1º parágrafo
Tudo equivale ao mercado; todos os valores em valor de troca no mercado. Entretanto a noção de individuo é portadora ainda hoje de valores de igualdade, liberdade e fraternidade, mas hoje esses valores estão em extinção mesmo antes de terem se efetivado. Tem significado apenas para a burguesia; se universalizou só para esta classe social.
Dialética Negativa – pensamentonegativo, não é segundo Adorno suficientemente negativa. A dialética hegeliana não possui em si mesma nada que garanta o não retorno daquilo que foi transcendido, ultrapassado, que está morto; não garante que o que passou não volte a se repetir no presente. Para ele só o indivíduo pode contrapor-se aos universais negadores do individual, aqueles mesmos universais que faziam dele um acidente no...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Escola de Frankfurt
  • Escola de Frankfurt
  • Escola de frankfurt
  • A Escola de Frankfurt
  • A escola de Frankfurt
  • Escola de Frankfurt
  • A Escola de Frankfurt
  • Escola de frankfurt

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!