A Era As Trevas Do Monasticismo

Páginas: 18 (4276 palavras) Publicado: 4 de junho de 2015
 A Era das Trevas
SOB O REGIME DOS BÁRBAROS

O Velho imperio Romano estava moribundo, e não se sabia. Além das suas fronteiras do Reino e do Denúbio agitava-se uma multidão de povos para irromper nos territórios romanizados. Estes povos, aos quais os romanos chamavam de "barbaros", segundo o exemplo dos gregos, tinham habitado as florestas daEuropa Ocidental durante séculos. Desde seu inicio o imperio Romano fora constantemente obrigado a proteger suas fronteiras contra as inclusões dos bárbaros. Para isto construiu fortificações acompanhando o Reino e o Denúbio, e na Grã-Bretania uma muralha que separava os territórios romanizados dos que permaneciam em mãos de bárbaros. Para facilitar a defesa, repartiram as terras entre os soldados,que viviam nela como colonos, em condições de correr ao campo de batalha se fosse necessário.
O imperio Romano estava ruindo, por isso o imperio Romano tinha de sucumbir porque era impossivel manter o equilibrio que existia entre os seus súditos e os bárbaros.
Por esta razão, quando os bárbaros comaçaram a atravessar as fronteiras, e por alguma razão o imperio não estava pronto para adefesa, recorreu-se repetidamente ao recurso dos ricos, para comprar a boa vontade dos opositores. Dava-se terras aos bárbaros, dando-lhe permissão para viver dentro das fronteiras do imperio, com o nome de "federados", para que em troca defendesem as suas fronteiras. O resultado disso é que em pouco tempo a maioria de seus soldados eram bárbaros. Estas tropas se consideravam romanas, e algumas vesesdefenderam valentemente o imperio. Mas em outras simplesmente se rebelaram contra as autoridades imperial, e seguiram seus proprios interesses. Boa parte dos bárbaros que causaram grandes prejuizos nas margem do mediterraneo na verdade eram soldados do imperio. Por exemplo: o godo Alarico, cujas tropas tomaram e saquearam Roma no ano 410, era oficial do exercito Romano, e como tal tinha lutado nabatalha de Aquileia em 394, sob o comando do imperador Teodósio.

Resumo e conclusão
Os séculos V a VIII foram um período de obscuridade e angustia na Europa Ocidental. As invasões dos bárbaros puseram um fim ao poderio efetivo do Império Romano na região, mesmo se durante séculos muitos destes mesmos bárbaros continuaram considerando-se súditos deste império.
Osbárbaros reintroduziram na Europa Ocidental os elementos que pouco antes pareciam estar quase desaparecido: o paganismo e o arianismo. Quase todos os invasores eram arianos: os vândalos, os visigodos, os ostrogodos, os suevos, os burgúndios e os lombardos. Com o passar do tempo estes povos ou desapareceram (os ostrogodos e os vândalos). Ou se tornaram católicos (os suevos, os visigodos e osburgúndios). Quanto aos povos pagãos, todos se tornaram católicos. Algumas destas conversões foram resultado da pressão exercida por algum povo vizinho. Porém na maior parte foram simplesmente o resultado de assimilação que ocorreu depois das invasões. Os bárbaros não penetraram no Império para destruir a civilização romana, mas para participar dela. Por esta razão a maioria deles logo esqueceu as línguasbárbaros e começaram a falar o latim. Esta é a origem do cristianismo ocidental.

O Monasticismo Benetidino
O Monasticismo oriental, todavia, não se adaptava de todo a europa ocidental. Além das diferenças de clima, que impediu que os montes e ocidentais levassem a mesma vida que levavam os do Egito, havia diferenças significativas na maneira de encarar a vida cristã e a função do monasticismo nela.A primeira destas diferenças provinha do espírito prático o que os romanos tinham deixado com o seu legado à igreja ocidental. O cristianismo latino não ouvia com bons olhos os excessos de vida ascética dos anacoreta do oriente.
Outra diferença entre o monasticismo grego e o latino é que este último nunca sentiu a enorme atração pela vida solitária que dominou boa parte do monasticismo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O monasticismo
  • trevas
  • É a treva
  • coração das trevas
  • Coração das Trevas
  • Idade das trevas
  • Idade das trevas
  • Das trevas para a luz

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!