A educação física e o ideário de promoção da saúde na contemporaneidade: estratégias de controle do corpo

Páginas: 17 (4162 palavras) Publicado: 12 de abril de 2013
A EDUCAÇÃO FÍSICA E O IDEÁRIO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE NA CONTEMPORANEIDADE: ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO CORPO Roberta Jardim Coube Felipe Lameu dos Santos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ belcoube@hotmail.com

Resumo Este texto procura, de maneira introdutória, identificar as possíveis ressignificações do ideário do movimento higienista (a vulgarização de hábitos saudáveis), apartir da leitura das propostas de alguns autores ligados à Educação Física e áreas médicas. Buscamos analisar como eles concebem a educação física e sua relação com a promoção da saúde e ao combate dos males da vida contemporânea, os quais aumentam a predisposição de doenças crônicodegenerativas. Defendemos a tese de que o movimento Higienista ainda está presente na Educação Física brasileira, mascom um caráter “novo” (“novo higienismo”) e continua buscando os mesmos ideais de combate aos hábitos ditos não saudáveis, com o objetivo de manter e promover a saúde individual e coletiva. A ideia de que um povo educado e com saúde é a principal riqueza da nação chega com força a nossos dias e ainda aglomera em torno de si forças que se sentem progressistas (Gois Junior e Lovisolo, 2003).Utilizamos a leitura foucaultiana acerca da questão do corpo e da ação dos dispositivos do poder disciplinar sobre o mesmo. Há, na contemporaneidade, estratégias de controle do corpo contidas tanto na Educação Física quanto no ideário de promoção da saúde, que influenciam as visões de professores e alunos da área e a sociedade como um todo. Palavras-chave: corpo, saúde, poder disciplinar

IntroduçãoNão há dúvidas da importância de discutirmos temas relacionados às inúmeras questões referentes ao corpo, à corporeidade nos cursos de Educação Física, intentando problematizar e ampliar o olhar do professor em formação com o fim de compreender que as discussões/situações do mundo do trabalho possuem relação intrínseca com sua intervenção pedagógica, além de entender também em quais condiçõesele foi/é educado. Eis o antigo e igualmente atual assunto sempre em cena de que é premente indagar quem educa o educador e que tipo de sociedade é construída e constrói o mesmo. Na contemporaneidade o cuidado com a saúde vem sendo atrelado à individualização da responsabilidade dos sujeitos. Nesse contexto, a educação física apropria-se do mesmo discurso. Parece-nos viável analisar tal questão apartir de uma perspectiva foucaultiana, entendendo a intervenção da ginástica (inclusa a modalidade laboral) como um modo de docilizar o corpo tornando ao mesmo tempo útil e subserviente. Enquanto a empresa possui como objetivo principal fazer o trabalhador suportar o esforço decorrente da jornada de labuta na cadeia produtiva; o Estado e suas políticas públicas em saúde visam transferir para essemesmo trabalhador a responsabilidade de manter hábitos de vida saudáveis. Assim, tendo em vista a importância que o corpo adquire no modo de produção capitalista, será ele o foco que privilegiaremos a partir do ponto de vista marxista – que apesar de ressaltar a significativa dominação dos corpos existente na sociedade industrial, como defendia também o filósofo Michel Foucault, subordina osprocessos de mudança histórica das condições econômicas e políticas a uma nova concepção de sujeito, onde o homo faber não pode ser dissociado do homo intelectus. As relações de trabalho no sistema capitalista são engendradas de forma a intensificar as mazelas corporais na medida em que o trabalhador não deve refutar as condições impostas pelo empregador. No intuito de identificar as possíveisressignificações do ideário do movimento higienista (a vulgarização de hábitos saudáveis), a partir da leitura das propostas de alguns autores ligados à educação física e áreas médicas, buscamos analisar como eles concebem a educação física e sua relação com a promoção da saúde e ao combate dos males da vida contemporânea, os quais aumentam a predisposição de doenças crônicodegenerativas.

Educação...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Promoção da saúde e educação na qualidade e na contemporaneidade
  • educação fisica corpo e saúde
  • Educação física como instrumento de promoção a saúde
  • Promoção da Saúde em Educação Física escolar
  • Corpo, Saúde e Beleza
  • Educação física escolar: uma proposta de promoção da saúde
  • Promoção da saúde na estratégia de saúde da família
  • atividade física na promoção da saúde

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!