A crise da saúde pública

Páginas: 5 (1007 palavras) Publicado: 6 de agosto de 2013
A Crise da Saúde Pública


Nos anos recentes vem se expressando, por toda parte, um sentimento de que os problemas de saúde estão se acumulando e os modelos assistenciais não conseguem mais responder às expectativas das pessoas e às necessidades da sociedade. Junto com o desemprego e a violência, a questão da saúde sempre aparece com destaque entre as preocupações identificadas comoprioritárias, quando são realizados levantamentos nos diversos grupos populacionais.
Os meios de comunicação expõem, diariamente, as limitações e mesmo absurdos que se acumulam no atendimento prestado pelos serviços de saúde, enfatizando os dramas individuais e colocando em questão sua função social.
Este sentimento de crise parece particularmente paradoxal quando se considera, por um lado, o impacto queos modelos de atenção à saúde, individual e coletiva, apresentaram neste século, resultando no aumento progressivo da duração média da vida, em níveis inéditos na história, compreendendo ainda uma extensão lenta, mas sempre continuada do acesso a cuidados médicos e condições de saneamento para muitos grupos populacionais até então excluídos.
Por outro, registramos o potencial de desenvolvimentocientífico e tecnológico das práticas de atenção à saúde, possibilitado pelas recentes e revolucionárias transformações nas ciências bio-médicas, a partir da generalização da aplicação da engenharia genética e da informática.
Apesar destes avanços sociais, tecnológicos e científicos, a constatação de que a crise da saúde é concreta se impõe. Isto nos obriga a analisarmos suas atuaiscaracterísticas, determinantes e possibilidades de desdobramento, a partir de uma perspectiva que não reduza a complexidade do problema apenas ao fracasso do atual modelo assistencialista.
Quanto às suas dimensões, ou modos de expressão, podemos destacar, além da financeira, que é sempre a mais discutida, a redução da resolutividade das práticas. Isto nos remete às expectativas das pessoas em relação à saúde, eà questão ética do valor da vida, da dissociação entre o discurso dominante e a experiência cotidiana.
Na dimensão do financiamento identificamos que passaram a ser cada vez mais questionados o volume e a prioridade da aplicação dos recursos públicos em saúde. Tal discussão está mais forte em relação aos recursos dirigidos a assegurar a prestação de atenção médica a populações cada vez maisidosas, já excluídas dos processos de trabalho e necessitando sempre de procedimentos de complexidade tecnológica e custos crescentes. Ao mesmo tempo, a maior parte dessas pessoas não tem rendimento ou poupança privada capaz de assegurar o pagamento dos novos e custosos serviços e medicamentos.
Mas a crise atual da saúde não se resume a isto. Um componente também marcante é a descrença na efetividadeda atenção médica. Observamos uma crescente dúvida em relação à sua capacidade de contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas, e até mesmo quanto ao seu potencial de reduzir o sofrimento e a dor.
A medicalização de diferentes problemas sociais, ampliando de modo injustificado a abrangência e as expectativas em relação à efetividade das ações de saúde, certamente contribuiu para esteceticismo. Ao mesmo tempo, o modelo assistencial dos sistemas públicos de saúde priorizou a extensão de cobertura e a universalização do acesso a algum tipo de cuidado, sem assegurar igualmente resolutividade ou ao menos satisfação com o atendimento recebido. A simples atenção das demandas de saúde não resulta mais em eliminação dos problemas, que, ao contrário, se acumulam. Mesmo quando sãocapazes de evitar ou retardar a morte, as práticas atualmente utilizadas não reduzem igualmente a morbidade. Isto tem resultado em uma grande revalorização de práticas da medicina

Processos Saúde Doença

Os processos saúde-doença podem ser reconhecidos, a partir da posição do observador e aparecem, segundo cada posição, como alteração celular, sofrimento ou problema de saúde pública.
A...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Crise na saúde pública
  • saude publica
  • saude publica
  • Saúde pública
  • Saúde publica
  • Saude publica
  • Saude publica
  • Saude pública

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!