A criminalidade feminina como expressão da "questão social"

Páginas: 8 (1768 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
A CRIMINALIDADE FEMININA ENQUANTO EXPRESSÃO DA “QUESTÃO SOCIAL”

Evilyn Prado de Oliveira (aluna do curso de Especialização Planejamento e Gestão de Programas e Projetos Sociais da UNESPAR Campus de Paranavaí – e-mail: evilyn.prado@hotmail.com ) – Teone Maria Rios de Souza Rodrigues Assunção (Orientadora – Profa. Ms. do Curso de Serviço Social da UNESPAR Campus de Paranavaí – e-mail:teone.assuncao@gmail.com )

INTRODUÇÃO
O presente texto trata sobre a mulher envolvida com crimes, mais precisamente sobre aquelas mulheres que por algum motivo se envolveram em práticas ilegais. O crescimento da população encarcerada nas últimas décadas, junto com o aumento das organizações criminosas e suas redes de contato em todo o mundo, motivadas, sobretudo, pelo tráfico de armas e entorpecentesque fazem circular fortunas de forma ilegal é uma realidade não só no Brasil como no mundo. Neste sentido as análises feitas neste texto s pelo estudo crítico da criminologia revelam um vínculo importante entre população pobre e prisão. Ou seja, as prisões como um espaço destinado a “pequena delinquência” praticada pela maioria da população pobre ou das camadas sociais de renda inferior. Esteestudo se constitui como parte do Trabalho de Conclusão de Curso de Serviço Social apresentado a Universidade Estadual do Oeste do Paraná no ano de 2010, é fruto de uma análise da situação da mulher que se envolve em atividades ilegais, ou crimes. Para concretizar tal análise buscou-se compreender através da experiência do Programa Pró-Egresso localizado no município de Toledo/PR, analisando quaissão as principais expressões da “questão social” presentes na condição social dessas mulheres.
OBJETIVOS: Analisar a relação da mulher com a criminalidade; Entender quais os determinantes que permeiam o envolvimento da mulher com a criminalidade e sua relação com a “questão social”.
METOLOGIA: Trata-se de revisão bibliográfica junto as obras de autores/autoras que são referências no assunto.RESULTADOS
Conforme destaca Souza (2005, p. 13) a intensificação da criminalidade nas últimas décadas no Brasil, tornou-se motivo de preocupação aos mais diversos setores da sociedade. Os juristas veem a violência e a criminalidade associadas ao direito ilícito, porém, tanto a violência, como a criminalidade, vão muito além da questão do emprego da força física, elas permeiam as relações sociaisem suas inúmeras situações (VOEGELI, 2006). No que tange o campo intelectual, vários estudiosos passaram a desenvolver pesquisas sobre o assunto; entretanto, poucos são os que tratam da criminalidade feminina, mesmo sendo este um fato como destaca Magalhães (2001, p.94) que tem crescido cada vez mais no noticiário da imprensa falada e escrita, envolvendo a mulher não só como vítima mais tambémcomo agente de crimes.
Devemos considerar que a mulher é inserida em uma sociedade que a coloca em uma condição de sujeição ao pai, marido ou companheiro, nesta situação a mulher estaria protegida e distante do acesso às condições que contribuem para sua entrada na criminalidade (NERI, 2007, p.39). Este discurso também é sustentado por sociólogos como Durkmeim, como destaca Almeida (2001), estesexplicam o afastamento da mulher com a criminalidade através dos discursos dos meios familiares e da socialização diferenciada entre homens e mulheres, enfatizando sempre que a mulher deve permanecer no âmbito privado.


No senso comum, é papel da mulher, quando se fala em criminalidade, o de vítima ou o de causadora do delito, quando esta delinque não se espera que use de violência. Então: nãose espera que a mulher cometa delitos, mas se o faz não se pensa como comum ou normal que se utilize de meio violentos. È que o delito é relacionado com violência, que por sua vez é ligada no senso comum, a força física, atributo considerado masculino (VOEGELI, 2006, p.30).



Durante muito tempo o estudo da mulher delinquente não foi tão explorado, pois se partia do princípio que os dados...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Saúde indígena: uma expressão da "questão social"
  • A violência enquanto expressão da questão social
  • Criminalidade Feminina
  • criminalidade feminina
  • CRIMINALIDADE FEMININA
  • Adolescentes em conflito com a lei
  • O trabalho e trabalhadores na pecuária: uma expressão da questão social do ceará no período colonial
  • A violência urbana como expressão da questão social: Uma análise a partir do PCC

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!