A criação do texto literaria

Páginas: 5 (1178 palavras) Publicado: 11 de agosto de 2012
MOISÉS, Leyla Perrone. Flores da Escrivaninha, In: A criação do texto literário. São Paulo: Cia das Letras, 1990. Págs. 100 à 110.


FICHAMENTO

* “A criação do texto literário. Embora pareça bastante neutro, em sua generalidade, esse título já implica uma determinada teoria da literatura. A palavra criação supõe o tirar do nada, o tornar existente aquilo que não existia antes. É umapalavra teológica. Assim como Deus criou o mundo a partir do Verbo, assim o autor literário instauraria um mundo novo, nascido de sua vontade e de sua palavra”. (p. 100)
* “Entretanto, o título proposto acopla criação a outra palavra que aponta para outras teorias, mais recentes. É a palavra texto. Ao introduzir-se a palavra texto, remete-se para a materialidade do escrito, e atenua-se o inefávelda palavra criação. Forma-se assim um título de compromisso, de conciliação entre o ‘divino’ da gênese e o ‘humano, demasiadamente humano’ do objeto criado”. (p. 100)
* “A literatura, felizmente, continua existindo, apesar de não acreditarmos mais na possibilidade de a linguagem representar ou expressar um real prévio, criar, inventar ou produzir um objeto que seja auto-suficiente ou, pelocontrário, reabsorvido e utilizado pelo real concreto. A literatura parte de um real que pretende dizer, falha sempre ao dizê-lo, mas ao falhar diz outra coisa, desvenda um mundo mais real do que aquele que pretendia dizer”. (p. 102)
* “A literatura nasce de uma dupla falta: uma falta sentida no mundo, que se pretende suprir pela linguagem, ela própria sentida em seguida com falta”. (p. 103)* “A primeira falta é experimentada por todos, no mundo físico a que chamamos de real. O mundo em que vivemos, o mundo em que tropeçamos diariamente, não é satisfatório”. (p. 103)
* “[…] O que há, e já houve em doses mais confortadoras para o homem, são modos de reagir à insatisfação que o mundo nos causa: pela religião, aceitando os desígnios da providencia e remetendo o mundo sem falhas parao além-morte; pela ação social, desde aquelas integradas num vasto projeto político até as isoladas, que se aplicam a fazer pequenos consertos no real; pela imaginação, pelo faz-de-conta, que nos compensa, por alguns momentos, da insatisfação causada pelo real”. (p. 103)
* “[…] A imaginação como fuga ou compensação, como prêmio de prazer, é exercitada por todos os seres humanos”. (p. 104)* “De todas as práticas de que podemos valer-nos para refazer o real, com a ajuda da imaginação, a que aqui nos ocupa é a literária, isto é, a reconstrução do mundo pelas palavras. Nas histórias inventadas podemos, eventualmente, encontrar um mundo preferível àquele em que vivemos; em certos poemas podemos encontrar os dados do real harmonizados de modo mais satisfatório”. (p. 104)
* Mas,“que dizer daquelas narrativas que nos mostram um mundo ainda mais terrível do que esse, já tão insatisfatório, que nos cerca? E daqueles poemas que manifestam uma dor ou um pavor ainda maiores do que os quotidianamente nos assaltam? E esse é o modo de ser histórico da literatura contemporânea, mais para o negro do que para o cor-de-rosa. Ora, nessas obras negativas lê-se ainda mais claramente ainsatisfação causada pela falta. Acentuar o que está mal, torná-lo perceptível e generalizado até o insuportável, é ainda sugerir, indiretamente, o que deveria ser e não é”. (p. 104)
* “Na sua gênese e na sua realização, a literatura aponta sempre para o que falta, no mundo e em nós. Ela empreende dizer as coisas como são, falantes, ou como deveriam ser, completas. Trágica ou epifânica, negativa oupositiva, ela está sempre dizendo que o real não satisfaz”. (p. 104)
* “Inventar um outro mundo mais pleno ou evidenciar as lacunas desse em que vivemos são duas maneiras de reclamar a falta. […] A linguagem não pode substituir o mundo, nem ao menos representá-lo fielmente. Pode apenas evocá-lo, aludir a ele através de um pacto que implica a perda do real concreto”. (p. 105)
* “A...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Criação de textos
  • Bolsa criação literária
  • As formas literárias de apresentação de Texto.
  • A lógica da criação literária, Kate Hamburger
  • CRIAÇÃO DE TEXTO ARGUMENTATIVO
  • Leitura e escrita de textos do gênero memórias literárias
  • LITERÁRIA
  • criacao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!