A criação do assentamento pirituba ii nos municípios de itapeva/itaberá-sp e a participação dos movimentos sociais no campo

Páginas: 25 (6214 palavras) Publicado: 1 de outubro de 2012
XIX ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, São Paulo, 2009, pp. 1-19.

A CRIAÇÃO DO ASSENTAMENTO PIRITUBA II NOS MUNICÍPIOS DE ITAPEVA/ITABERÁ-SP E A PARTICIPAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS NO CAMPO. Fábio Barbosa Venâncio1 Orientador: Prof. Dr. Júlio César Suzuki.

Resumo: Nas décadas 1960 e 1970, os conflitos se intensificaram no campo entre os grandes proprietários de terra e principalmenteos posseiros que almejavam a reforma agrária. Esta intensificação de conflitos acontece justamente por que neste período acontece uma grande concentração de terras, neste país, nas mãos de uma minoria dominante a qual usa da violência, tal como a tortura, seguida de morte, para subjugar os trabalhadores rurais e permanecer no seu domínio expansionista. A Igreja Católica aparece como agente dedenúncia das violências as quais sofriam os excluídos, dentre eles, os trabalhadores temporários, os bóias-frias, os posseiros e os sem-terra. A partir de 1975, surge a CPT (Comissão Pastoral da Terra) que, de forma mais organizada, se apresenta como instrumento de contenção dos conflitos fundiários e das injustiças sociais que ocorriam no campo. Nesse contexto de agudização do conflito pela terra, opapel da CPT vai além das denúncias assumindo-se como uma mediação, no sentido de organizar os trabalhadores na luta pela posse da terra. O Assentamento Pirituba, localizado nos municípios de Itapeva-SP/Itaberá-SP, teve a efetiva participação da CPT e do MST (que estava se constituindo na década de 1980), em conjunção com os anseios das famílias de trabalhadores rurais que lutavam em prol dodireito à posse, direito que ficou adormecido neste país durante séculos. A pesquisa em tela tem como objetivo compreender a luta dessas famílias e a participação dos movimentos sociais no campo (CPT e MST), no momento de surgimento do Assentamento Pirituba II. É diante desse processo que iremos entender as lutas, os conflitos entre os trabalhadores e os boiadeiros na fazenda Pirituba, até a criaçãodo assentamento em 1984, marco de sua criação. Entendemos que o processo de formação do Projeto de Assentamento (PA) Pirituba antecede a sua criação, entendimento que valoriza as lutas desenvolvidas pelos camponeses e possibilita o entendimento da história desses sujeitos em consonância com a história do próprio assentamento. Neste contexto de lutas, com retrocessos e avanços, os trabalhadoresrurais sem-terra conseguiram, amparados pelos movimentos sociais no campo, conquistar um espaço de direito, que lhes era negado pelos que lhes privavam o acesso à terra.

1

Mestrando em Geografia Humana. Pós Graduação do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo.

2

XIX ENGA, São Paulo, 2009

VENÂNCIO. F. B.

Resumen: En las décadas 1960 y 1970, los conflictos se hanintensificado en el campo brasileño entre los grandes dueños de tierra (latifundistas) y principalmente los pequeños productores rurales sin tierra que deseaban la reforma agraria. Esta intensificación de los conflictos ocurre exactamente porque en ese periodo acontece una gran concentración de tierras en las manos de uma minoria dominante que utiliza la tactica de la violencia, tal como latortura, con muerte, para sujetar los trabajadores rurales y seguir en su domínio expansionista. La Iglesia Católica aparece como agente de denuncia de las violencias que sufrian los excluidos, entre essos los trabajadores temporarios, los “bóias-frias” y los pequeños productores sin tierra. A partir de 1975, aparece la CPT (Comissão Pastoral da Terra) que, de una manera más organizada, se apresentacomo instrumento de contención de los conflictos agrarios y de las injusticias sociales que acontecian en el campo. En este contexto de agudización del conflicto por la tierra, el papel de la CPT sobrepasa las denuncias y se asume como uma mediación, en el sentido de organizar los trabajadores en la lucha por la propiedad de la tierra. El Asentamiento Pirituba II, ubicado en las ciudades de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Movimentos Sociais de Resistencia no Campo
  • Movimentos no campo social da saúde
  • Movimentos Sociais no Campo
  • MOVIMENTOS SOCIAIS NO CAMPO
  • Movimentos sociais no campo
  • Movimentos sociais no campo
  • Movimento grevista general motors do brasil em 1985: assistente social frente à nova configuração socioeconômica no...
  • movimento social II

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!