A concepção do estado em marx e engels

Páginas: 28 (6796 palavras) Publicado: 28 de abril de 2011
A concepção do Estado em Marx e Engels

Os pensadores políticos desde Maquiavel até Hegel

Nicolau Maquiavel 1469 1527
Devemos estudar as coisas como elas são e fazer o que se é necessário fazer e não aquilo que seria certo fazer, pois quem quiser ser bom entre os maus fica arruinado.

Jean Bodim 1530- 1596
Nem o território nem o povo definem o Estado tanto quanto o poder.

ThomasRobbes 1588- 1679
O homem em sua natureza acaba se jogando uns contra os outros por causa de riquezas, desejo de poder e propriedades. Surge ai a necessidade de estabelecer um contrato para lhes dar segurança e organização, e assim surge o Estado.

John Locke 1632- 1704
O Estado é soberano, mas sua autoridade vem somente do contrato que o faz nascer, sua finalidade é a conservação dapropriedade. A liberdade esta em função da propriedade.

Emmanuel Kant 1724- 1804
Separação formal entre o Estado e a sociedade civil, distinção dos cidadãos em dois grupos, os cidadãos dependentes e os cidadãos independentes.
A soberania pertence ao povo, mas deve ser delimitada por leis invioláveis e indiscutíveis.

Jean Jacques Rousseau 1712- 1778
Existe um estado natural do homem, defelicidade, virtude e liberdade que é destruído e apagado pela civilização.
A igualdade é fundamental para Rousseau, o homem só pode ser livre se for igual.

Benjamim Constant de Rebecque 1767- 1830
Leva ao máximo de nitidez a separação do estado e sociedade civil.
O homem goza de sua liberdade principalmente na vida particular e essa liberdade é limitada na esfera pública.

CharlesTocqueville 1805- 1859
Contesta a questão da liberdade acrescida igualdade, teme que a igualdade no qual a humanidade almeje não venha destruir a liberdade.

Benedetto Croce 1866- 1952
Identificou diferenças entre a democracia e o liberalismo, que concebiam de maneira diferente, o individuo, a soberania, a igualdade e o povo.

Georg Willhelm Friedrich Hegel 1770- 1831
Coloca o Estadocomo fundamento da sociedade e da família, não há povo se não houver um Estado que o funde.

A crítica de Karl Henrich Marx 1818- 1883
Começa sua critica a partir do comunismo utópico, que tem como tese central o fato de que após ser conquistada a igualdade jurídica, devemos ganhar a igualdade efetiva, ou seja, a igualdade sócio econômica.
Estado e sociedade civil estãoentrelaçados, e não separados como afirmava o pensamento liberal. O Estado é a expressão da sociedade civil, das relações econômicas que nelas se instalaram.

O Marxismo no Estado

Primeira experiência de ditadura do proletariado na história, governo revolucionário da classe operária criada pela revolução proletária em Paris. Durou 72 dias: de 18 de Março a 28 de Maio de 1871.
AComuna de Paris foi resultado da luta da classe operária francesa e internacional contra a dominação política da burguesia. A causa direta do surgimento da Comuna de Paris consistiu no agravamento das contradições de classe entre o proletariado e a burguesia decorrente da dura derrota sofrida pela França na guerra contra a Prússia (1870-1871). O empenho do governo reacionário de Thiers da fazer recairo fardo dos gastos da guerra perdida sobre os amplos setores da população originou um poderoso movimento das forças democráticas.
No princípio exerceu o poder um governo revolucionário provisório chamado Comitê Central da Guarda Nacional, ou seja, um órgão eleito pelos batalhões da milícia popular que haviam se formado para defender a cidade contra os exércitos prussianos. Porém em 28 de marçoo poder passou às mãos da Assembléia de Deputados do Povo: a Comuna,
O papel governante cabia aos operários, muitos dos quais eram membros da Primeira Internacional. Foram proclamadas, também, Comunas em Lion, Marselha, Tolouse e algumas outras cidades que, entretanto, existiram por pouco tempo.
A Comuna de Paris destruiu a máquina estatal burguesa (liquidou o exército permanente e a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Concepções de Estado em Marx, Engels, Lenin e Gramsci
  • A concepção de Karl Marx sobre a teoria do Estado
  • Marx e engels
  • Marx e engels
  • Marx e Engels
  • Marx & Engels
  • Tudo começou com maquiavel: as concepções de estado em marx, engels, lênin e gramsci.
  • Concepção de Estado

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!