A alegorização da obra "o auto da barca do inferno" de gil vicente

Páginas: 52 (12795 palavras) Publicado: 4 de dezembro de 2011
Por Carla Ninos

APRESENTAÇÃO
A realização do Trabalho de Conclusão de Curso é condição necessária para a conclusão de um curso de nível superior. É a etapa mais importante na vida de todo e qualquer acadêmico que deseja consolidar tudo que foi aprendidoo teoricamente no decorrer dos seus estudos.
A concretização do TCC abre perspectivas ao educando para que este aplique oconhecimento adquirido nos seus quatro anos e meio de universidade de forma consciente e produtiva, contribuindo para o seu desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional.
O presente trabalho expõe um pouco da visão alegórica no Renascimento literário português. Para tanto, busca os fatos históricos que foram determinantes para o advento da Nação portuguesa, que influenciaram a cultura, a religião ea organização da sociedade lusitana. Fatos estes que estão diretamente ligados ao processo de alegorização da Europa Ocidental; e que serviram de base para o teatro popular vicentino, que apareceu no contexto de transição do trovadorismo para o humanismo e se caracterizou por representar os tipos da sociedade de então.
A análise das alegorias e dos tipos da sociedade portuguesarepresentadas na peça “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente, dramaturgo e fundador do Teatro Português, é o objetivo deste trabalho. Além de fazer um estudo das alegorias do Bem e do Mal na Idade Média.

1º Capítulo – A visão alegórica no Renascimento Literário

1.1 – A Nação imaginada de Portugal

Para que possamos analisar as alegorias no “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente,precisaremos entender como se deu esse processo de alegorização na Europa Ocidental. Tendo em vista que este processo está intrínseco aos fatos históricos que levaram ao advento da Nação Portuguesa, vamos estudar, a princípio, o conceito de Nação.
De acordo com o contexto da época, um povo passa a se identificar enquanto Nação, quando acontecimentos históricos levam a consolidação de quatroaspectos importantes: o surgimento da figura do Rei, uma Religião oficial, uma Língua e uma Literatura – poema épico.
Analisando esses aspectos, vemos que o processo de alegorização vigente no Renascimento Literário da Europa Ocidental, mais precisamente em Portugal, está intrínseco ao processo histórico de formação das línguas românicas como, também, dos Estados nações, desde a queda doImpério Romano, passando pelas invasões bárbaras, a conquista pelos mulçumanos e a guerra da reconquista, culminando com os Estados Modernos e a expansão marítima. Tendo em vista que todos esses acontecimentos foram marcantes na sociedade lusitana de então e decisivos para o advento da “Nação” portuguesa. Portanto, para entendermos um pouco melhor este conceito de Nação vamos estudar cada um dessesaspectos.
A Língua Portuguesa – de acordo com os estudos Lingüísticos Filológicos a teoria de um latim vulgar homogêneo já não se sustenta mais. O filólogo Serafim da Silva Neto1 defende a tese de um “latim provincial”, diferenciado regionalmente em virtude de causas históricas, geográficas e sociais.
Vários fatores concorreram para essa ebulição lingüística, a transformação dolatim vulgar nas línguas neolatinas, para a dialetação românica: o tempo, a política de dominação dos romanos, a vastíssima extensão geográfica do Império e sua fragmentação política e, principalmente, a ação de substratos e superstratos.

__________________________
1 SILVA NETO, Serafim. História do Latim Vulgar. Editora Acadêmica. Rio de Janeiro, 1957.
O romanista alemão GustavoGröber2 defende a teoria de que a causa da diferenciação das línguas românicas deveria encontrar-se nas diferentes épocas de colonização. Assim, entre o Sardo (a Sardenha já se achava ocupada desde o séc.III a.C.) e o italiano, língua que representa a transformação de um latim mais recente, deveriam situar-se as demais línguas românicas. O português e o espanhol basear-se-iam num latim ainda do tempo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Auto da barca do inferno de Gil Vicente
  • Gil vicente
  • AUTO DA BARCA DO INFERNO
  • O auto da barca do inferno
  • An Lise Da Obra O Auto Da Barca Do Inferno De Gil Vicente
  • Autor, obra e dois personagens-resumo auto da barca do inferno-gil vicente
  • O auto da barca do inferno, de gil vicente
  • Análise de auto da barca do inferno: a literatura de gil vicente.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!