A 1ª metade do séc. XX

Páginas: 8 (1783 palavras) Publicado: 17 de abril de 2014
Crise nos EUA
A década de 1920 conheceu um período de prosperidade no EUA, associada ao desenvolvimento do crédito e da publicidade. A partir de 1925, surgiram os primeiros sinais de crise (diminuição de vendas de automóveis,…). Era o início de uma grave crise de superprodução e vivia-se numa especulação bolsista. No dia 24/10/1929, a bolsa de Nova Iorque sofreu o crash (queda vertiginosa dopreço das acções).Da crise bolsista passou-se à crise financeira, que se transformou rapidamente numa depressão económica, causada pela deflação1, falência de empresas, crescimento elevado do desemprego, quebra no poder de compra, acumulação de stocks,…
Dimensão mundial da crise
A crise nos EUA levou a que os mesmos:
Exigissem os empréstimos que fizeram à Europa;
Provocou a redução drástica dassuas importações de produtos fabricados nos países europeus e de matérias-primas dos países e das colónias europeias;
Verificou-se uma quebra acentuada da produção industrial e uma redução do comércio internacional;
O desemprego fez diminuir o poder de compra e, em consequência, baixou o consumo. As condições de vida das pessoas tornaram-se precárias. A miséria social foi o espelho mais visívelda crise. Ao mesmo tempo, eram destruídos pelos produtores milhões de toneladas de alimentos, numa tentativa de repor os preços. Vivia-se num clima de descontentamento geral. Cresciam protestos e reivindicações dos operários, dos camponeses e das classes médias. Na Europa muitos aderem aos movimentos políticos de extrema-direita ou de extrema-esquerda.

A intervenção dos EUA na economia
Com aeleição de Franklin Roosevelt para a presidência dos EUA, em 1932, este país desenvolveu uma política económica intervencionista, New Deal2. A intenção era relançar o consumo e controlar a produção.
Apoiar a agricultura, com indemnizações aos agricultores para reduzir a área cultivada, para diminuir a produção e, assim, estabilizar os preços;
Na indústria, limitar a concorrência, fixando preçosmínimos e níveis de produção e baixar as taxas de juro do crédito;
Regulamentar as actividades da banca e da bolsa;
Criação de emprego, com o fomento de obras públicas;
Estimular a subida dos salários, estabelecer um salário mínimo e criando subsídios de desemprego;
Em muitos países europeus, a democracia não resistiu, surgindo regimes autoritários que seguiram uma política de autarcia eauto-suficiência. Na Europa, apenas a Inglaterra e a França adoptaram políticas democráticas de intervenção estatal.

Regimes ditatoriais na europa
Após a 1ª guerra mundial, a Europa parecia ter alcançado o caminho seguro para a paz e as condições para a consolidação das democracias liberais. Contudo, vários factores acabarma por favorecer o desenvolvimento de regimes autoritários:
Grandesdificuldades económicas na reconstrução da Europa no pós-guerra e, depois, decorrentes da Grande Depressão dos anos de 1930, contribuíram para a adesão a movimentos de extrema-direita que prometiam estabilidade e segurança através de um Governo forte;
Receio do avanço de movimentos socialistas e comunistas;

A ascensão do fascismo
O primeiro país a conhecer um regime ditatorial de extrema-direita foia Itália, com o regime fascista, implantado por Benito Mussolini. Os factores que contribuíram para a adesão a este movimento foram:
A Itália não viu alcançadas as compensações teriitoriais que reivindicava no Tratado de Versalhes, facto que levou a um grande descontentamento e manifestações de nacionalismo;
A grave crise económico-social dos pós-1ª guerra mundial, manifestada pelo desemprego ena inflação;
A violência e a propaganda foram os dois meios mais utilizados pelos fascistas para se imporem ao poder, pela acção das suas milícias armadas (camisas negras). Em 1922, Mussolini organizou uma “marcha sobre Roma” em que participaram cerca de 50 mil camisas negras, uma manifestação que levou a que o rei Victor Manuel III convidasse Mussolini a formar governo.
A consolidação do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • As artes da 1ª metade do século xx
  • Arte na 1ª metade do século xx
  • economia alema na metade so sec XX
  • crises, embates ideologicos e mutaçoes culturais na segunda metade do sec xx
  • sec XX
  • Sec xx
  • O sec XX
  • Arte na metade do século xx

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!