A ética de kant

Páginas: 7 (1544 palavras) Publicado: 7 de março de 2013
ESQUEMA SOBRE A ÉTICA KANTIANA

A TEORIA DEONTOLÓGICA DE KANT
TIPOS DE ACÇÕES SEGUNDO KANT |
Acções contrárias ao dever | Acções em conformidade com o dever | Acções feitas por dever |
Acções que violam o deverEx: Matar, roubar, mentir. | Acções que cumprem o dever não porque é correcto fazê – lo mas porque daí resulta um benefício ou a satisfação de um interesse.Ex: Não roubar por receiode ser castigado. | Acções que cumprem o dever porque é correcto fazê – lo. O cumprimento do dever é o único motivo em que a acção se baseia. A intenção de cumprir o dever não está associada a outras intenções, é a única intenção.Ex: Não roubar porque esse acto é errado. |
AS ÚNICAS ACÇÕES MORALMENTE BOAS |
 As únicas acções moralmente boas são as acções feitas por dever. Agir por deversignifica reconhecer que há deveres absolutos como não roubar, não mentir e não matar. |
 AGIR POR DEVER É CUMPRIR O QUE A LEI MORAL EXIGE |
Quem apresenta este princípio «Age por dever!» à minha vontade? A razão.Que nome dá Kant ao princípio ético fundamental que exige que eu cumpra o dever sempre por dever, sem qualquer outra intenção ou motivo? Kant dá -lhe o nome de lei moral.As acções feitaspor dever são assim acções que cumprem o que a lei moral exige. |
 REPEITAR A LEI MORAL É CONSIDERAR QUE O SEU CUMPRIMENTO É UM IMPERATIVO CATEGÓRICO |
Ouvir a voz da lei moral é ficar a saber como cumprir de forma moralmente correcta o dever. Essa lei diz-nos de forma muito geral o seguinte: «Deves em qualquer circunstância cumprir o dever pelo dever, sem segundas intenções». O cumprimento dodever é uma ordem incondicional, não depende de condições ou de interesses. Devemos ser honestos porque esse é o nosso dever e não porque é do nosso interesse.Pense em normas morais como «Não deves mentir»; «Não deves matar»; «Não deves roubar». A lei moral, segundo Kant, diz-nos como cumprir esses deveres, qual a forma correcta de os cumprir. Assim sendo, é uma lei puramente racional e puramenteformal. Não é uma regra concreta como «Não matarás!» mas um princípio geral que deve ser seguido quando cumpro essas regras concretas que proíbem o roubo, o assassinato, a mentira, etc. |
O que é um imperativo categórico | O que é um imperativo hipotético |
Um imperativo categórico é um princípio que: - Ordena que se cumpra o dever sempre por dever, ou seja, ordena que a vontade cumpra o deverexclusivamente motivada pelo que é correcto fazer.- Ordena que se aja por dever.- Ordena que sejamos imparciais e desinteressados, agindo segundo máximas que todos podem adoptar.- Ordena que respeitemos o valor absoluto de cada ser racional nunca o reduzindo à condição de meio que nos é útil«Deves ser honesto porque esse é o teu dever!» | Um imperativo hipotético é um princípio que:-Transforma ocumprimento do dever numa ordem condicionada pelo que de satisfatório ou proveitoso pode resultar do seu cumprimento.As acções baseadas num imperativo hipotético são:- Acções conformes ao dever, feitas a pensar nas consequências ou resultados de fazer o que é devido.- As acções que cumprem o dever baseadas em interesses e por isso seguem máximas que não podem ser universalizadas.- As acções quenão respeitam absolutamente o que somos enquanto seres humanos«Deves ser honesto se quiseres ficar bem visto perante os vizinhos do teu bairro. |
AS FORMULAÇÕES MAIS IMPORTANTES DO IMPERATIVO CATEGÓRICO |
     Fórmula da lei universal“Age apenas segundo uma máxima tal que possas querer ao mesmo tempo que se torne lei universal | Fórmula da HumanidadeAge de tal maneira que uses a humanidade, tantona tua pessoa como na pessoa de outrem, sempre e simultaneamente como fim e nunca apenas como meio. |
Imagine que uma pessoa com problemas financeiros decide pedir dinheiro emprestado. Sabe que não pode devolver o dinheiro que lhe for emprestado, mas prometê-lo – mentir – é a única forma de obter aquilo de que precisa. A máxima da acção poderia enunciar-se assim “Se isso servir os teus...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ética
  • Kant e a etica
  • ÉTICA EM KANT
  • A Ética de Kant
  • Ética de kant
  • ética em kant
  • A ética de kant
  • Etica de Kant

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!