ZABALZA, M. A. Qualidade em educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998

Páginas: 5 (1068 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2014
OLIVEIRA, Zilma Ramos de. Educação infantil: fundamentos e métodos.
São Paulo: Cortez, 2002. (Coleção Docência em Formação).

Educação infantil e participação – o início da solução


É fato conhecido que a sociedade contemporânea vem passando por
rápidas transformações que repercutem em nossa forma de pensar e agir. Essas
rupturas indicam alterações no mundo do trabalho, ocasionadas peloavanço
tecnológico, meios de informação e comunicação entre outras influências. De
certo que todas essas coisas influenciam fortemente a Educação e, em especial,
a tarefa da Escola. Nesse contexto, transformar práticas culturais tradicionais
e a burocracia constitutiva dos equipamentos escolares, embora não seja tarefa
simples, apresenta-se como objetivo fundamental de todos os envolvidosnas
lides educacionais. Para dar conta desse objetivo macro, aponta-se a necessidade
da participação dos diversos atores da sociedade – professores, diretores,
funcionários, pais, sindicatos e governantes.
O objetivo central da obra de Zilma Ramos de Oliveira é oferecer aos
profissionais da educação uma reflexão sobre os temas do cotidiano escolar,
em seus respectivos contextos institucionais,e sobre as políticas, no confronto
com as teorias educacionais e a experiência empírica. Assim, o professor,
figura imprescindível no processo de mudança social, deve acompanhar essas
mudanças transformando sua prática de acordo com as necessidades, o que só
será possível pela retomada da consciência crítica desse profissional sobre ela,
bem como a constante busca por uma variada gama decompetências que vão
do campo da prática à consciência política.
Na proposta da autora, as creches e pré-escolas devem buscar uma
reflexão sobre a multiculturalidade, as diferentes linguagens, os temas ligados
à subjetividade, como elementos constituintes do desenvolvimento humano
voltados para a construção da imaginação e da lógica, considerando que estas,
assim como a sociabilidade, aafetividade e a criatividade, têm muitas raízes
e gêneses. A obra trata exatamente da ação integrada entre educar e cuidar
como forma de acolher.
A autora analisa as dificuldades nas propostas das creches e da pré-escola,
para integração das tarefas de cuidar ou educar necessárias à ação pedagógica
desses equipamentos socioeducativos. Essas dificuldades têm sua explicação
nas influências deixadascomo herança à educação infantil pelas políticas
que historicamente priorizaram a dimensão sanitarista e assistencialista que
vivenciamos ao longo da trajetória da Educação Infantil.
A retrospectiva histórica indica que, nos séculos XV e XVI, a expansão
comercial e as atividades artísticas estimularam o surgimento de novas
visões sobre a criança e sobre como ela deveria ser educada, criando-senovos
modelos educacionais. Com isso, ampliou-se a idéia de que a ação educativa
das creches e da pré-escola deve interpretar os interesses imediatos da criança
e os saberes já construídos por elas, além de buscar ampliar o ambiente
simbólico a que estão sujeitas.
O pensamento educacional da Modernidade, explicitado por Comênio,
Rousseau, Pestalozzi, Decroly, Froebel e Montessori,contribuiu para
mudanças do conceito de educação e estabeleceu as bases para uma relação de
ensino/aprendizagem mais centrada na criança.
No século XX, as preocupações voltaram-se tanto para o debate das
concepções sobre a infância que implicavam estudo mais rigoroso, científico
e integrado ao exame das condições de vida da criança em uma sociedade concreta quanto para os valores sociais produzidos nocontexto dos embates políticos e econômicos que orientavam as metas para a educação infantil.
Ainda nessa época, o incremento da industrialização e da urbanização no país
propiciou novo aumento da participação da mulher no mercado de trabalho,havendo maior procura por creches e parques infantis.
Outras contribuições provocaram mudanças nas condições existentes
para a educação das crianças,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Qualidade em educação infantil. miguel a. zabalza
  • [1] HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Tradução Jussara Haubert...
  • SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  • Fichamento: SOLÉ, Izabel: Estratégias de Leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  • • Hernández, fernando. transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. porto alegre: artmed, 2002.
  • A qualidade na educação infantil
  • Os Gestores e a qualidade na Educação Infantil
  • qualidade na educação infantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!