VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO: PRECISAMOS BUSCAR POR CULPADOS OU POR SOLUÇÕES?

Páginas: 7 (1708 palavras) Publicado: 29 de setembro de 2013
UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL
Leitura e Escrita na Formação Universitária
Profa. V. M. Salvatti
Horário: 66-67

Semestre: 2013/2

Aluno: XXXX

VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO: PRECISAMOS BUSCAR POR CULPADOS OU
POR SOLUÇÕES?

Há algumas semanas atrás, ao sair do meu trabalho, necessitei ir até a
cidade de Carlos Barbosa, distante quarenta e oito quilômetros de Caxias do Sul.
No primeirotrecho1, a estrada de pista dupla estava bem sinalizada até porque,
há bem pouco tempo, era privatizada. No entanto, a partir do trecho em que a
rodovia fica aos cuidados do governo do Estado, encontrei pista simples e mal
sinalizada. Além das estradas estarem em más condições, principalmente no
trecho que interliga Farroupilha a Bento Gonçalves, o que deixa esta situação
ainda pior, é o intensotráfego de veículos, somado às imprudências cometidas
por alguns motoristas. Este trajeto que, no final da tarde, há pouco tempo, se fazia
em quarenta minutos, nos dias de hoje, leva mais de uma hora. Essas
circunstâncias acendem o sinal de alerta para com os problemas relacionados ao
trânsito. Não obstante, neste dia, presenciei três acidentes na viagem de ida e um
na volta, sendo que esteteve, como resultado, uma vítima fatal e justamente na
categoria que se constata, um número crescente de vítimas, a dos motociclistas.
Índices de pesquisas revelam que o número de vítimas fatais, no Rio
Grande do Sul, em acidentes envolvendo motos, tanto em rodovias estaduais
quanto federais, sendo que nestas, 793 acidentes foram registrados, crescem a
cada ano. Várias reportagens revelam estatriste realidade, no entanto, quero
destacar a reportagem do site do G1, publicada em abril deste ano, por intermédio
de dados fornecidos pelo Departamento de Trânsito do Estado (DETRAN). Esta
reportagem revelou que, nos três primeiros meses deste ano, um motociclista
1

O primeiro trecho, RSC 122, tem a extensão de 15 km, entre os municípios de Caxias do Sul e
Farroupilha. Este trecho, até odia 31/05/2013, era de responsabilidade da Convias. Do município
de Farroupilha até Bento Gonçalves, trajeto pela RSC 453, com a extensão de 21 km. Por fim,
mais 12 km pela RSC 470, entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa.

2

morreu a cada dezesseis horas em nosso Estado. O chefe de comunicação da
Polícia Rodoviária Federal, Alessandro Castro, alega que a maioria desses
acidentes ocorrempor dois motivos, a pressa e a desatenção e, ainda, comenta
que “os acidentes graves com motos são diários e quase todo o dia morre um
motoqueiro em nossas rodovias”.
Sabe-se que não é recente a preocupação com os problemas do trânsito e
suas consequências, tanto no Brasil quanto no exterior.

De acordo com

Waiselfisz (2012, p. 3), sociólogo e coordenador da Área de Estudos sobreViolência da FLACSO - Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, autor
do livro Mapa da Violência2, “o progressivo agravamento da violência no tráfego
das vias públicas levou as Nações Unidas a proclamar a Década da Ação pela
Segurança no Trânsito 2011/2020”. Esta ação foi sugerida como uma tentativa
para estabilizar e, posteriormente, reduzir o número de vítimas no trânsito, através
daformulação e implementação de planos nacionais, regionais e, também,
mundial. Como argumento para que tal ação acontecesse, dados estatísticos
foram revelados. Assim, em 2009, em 178 países do mundo, aconteceram em
torno de 1,3 milhão de mortes por acidentes de trânsito. Se ficarmos sem tomar
nenhuma iniciativa para reduzir esses dados, estima-se que, em 2020, teremos
cerca de 1,9 milhão mortes notrânsito.
Por sua vez, o descaso do poder público na conservação de ruas e
rodovias, o crescente número de veículos em nossas estradas e o desrespeito às
regras de trânsito, principalmente por parte dos motoristas, têm gerado um
número cada vez maior de mortos e feridos no trânsito.
Mesmo os altos tributos pagos pela sociedade não se refletem na melhoria
das estradas e não me refiro à...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • violencia no transito
  • Violência no transito
  • Violência no trânsito
  • violencia no transito
  • Violencia no transito
  • Violência no trânsito
  • Violencia no transito
  • Violência no trânsito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!