Vegetação da cidade de são paulo

Páginas: 6 (1427 palavras) Publicado: 1 de junho de 2012
[pic] [pic]



ROGÉRIO SODRÉ DA SILVA – 1081610







VEGETAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO ANTES DA OCUPAÇÃO HUMANA ATÉ OS DIAS DE HOJE














Centro Universitário ClaretianoLicenciatura em Geografia

Geografia Física do Brasil

Luiz Ricardo Meneghelli Fernandes







SÃO PAULO

2011





INTRODUÇÃO

Avegetação nativa da cidade de São Paulo foi quase toda devastada durante seu desenvolvimento depois de um pouco mais de 455 anos existe bem pouco, homem influenciou de forma negativa esse resultado, não se preocupando em fazer um planejamento adequado, acabando indiscriminadamente com toda a vegetação nessa pesquisa podemos ver um pouco do desenvolvimento que a cidade passou e o que era a vegetaçãonativa e que restou dela.

DESEMVOLVIMENTO

São Paulo era uma região de transição entre diferentes vegetações aqui existia um mosaico de formações, e não um tapete contínuo de Mata Atlântica como aquela que vemos na Serra do Mar. A Mata de Araucária originária do Sul, o Cerrado do Centro-Oeste, a Mata Atlântica de Encosta da Serra do Mar, se encontravam nessa área, em um fluxo de diferentesfloras, o resultado foi uma área de grande diversidade de paisagens, e de grande beleza.

A cidade nasceu e cresceu num verdadeiro compartimento de planalto colinoso. Um planalto, com um sistema de colinas, dois vales principais com largas planícies. Numerosos riachos cruzando as colinas e passando pelas planícies até se juntar com as grandes várzeas do Tietê e do Pinheiros.

O primeiro nomerecebido por esse planalto foi o de Planalto de Piratininga, ele era dominado por uma densa cobertura florestal, a mata atlântica de planalto, mais de 90% do espaço regional era florestado, existindo algumas manchas de cerrados no meio das grandes matas.

Ao longo das várzeas, nos locais mais encharcados, existiam corredores de vegetação herbácea, diferente da vegetação densa das florestas debeira-rio. Os famosos "Campos de Piratininga" não passavam de uma série de clareiras, dispostas a diferentes alturas. As "ilhas" de cerrados pontilhavam as colinas tendo também os brejos não florestados das várzeas.

O sítio original de São Paulo era um testemunho de uma escolha típica de uma época, o colégio foi construído num alto patamar encostado de difícil acesso em uma colinanotavelmente assimétrica, numa espécie de mirante natural, a cidade resguardava imensas riquezas potenciais, os solos eram férteis, tinham caudalosos rios de planalto com abundancia de peixes e grande quantidade de ferro, ouro, manganês e diamantes fazendo com que a cobiça do homem pela região fosse enorme.

A evolução da cidade

Século XVI: O sítio original era uma colina em forma de pequeno pontalalto, no ângulo interno da confluência dos rios de Piratininga: o Tamanduateí e o Anhangabaú. O marco no espaço era um Triângulo de ruas. A edificação dominante era o Colégio dos Jesuítas.

No século XVII a cidade dos jesuítas transformou-se na cidadezinha dos bandeirantes sendo composta por roças, sítios e fazendolas mantendo a vegetação original passando assim a garantir a continuidade donovo sistema de povoamento.

O século XVIII apresentou uma melhoria do seu organismo urbano, sendo realizada na sua maior parte à custa dos esforços do governador da capitania de São Paulo Morgado de Mateus (1765). Faltavam estímulos econômicos dinamizadores, a nível regional.

Até meados do século XIX o desenvolvimento da Província de São Paulo se mediu pelo crescimento geral da rede...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relevo/ Vegetação de São Paulo
  • O Transporte na Cidade de São Paulo
  • Cidade de São Paulo
  • Fichamento "A Cidade de São Paulo"
  • Desenvolvimento da cidade de São Paulo
  • São paulo
  • São Paulo, a cidade global
  • Como surgiu a cidade de São Paulo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!