vale tudo

Páginas: 469 (117176 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013
VALE TUDO: O SOM E A
FÚRIA DE TIM MAIA
O Som e a Fúria de Tim Maia

Nelson Motta
Pesquisa de Denilson Monteiro
http://groups.google.com/group/digitalsource

Copyright 2006 by Mix Criação e Produção Ltda.
EDITORA OBJETIVA LTDA.
www.objetiva.com.br
Ouça todas as músicas deste livro no site:
www.objetiva.com.br/valetudo
CAPA E PROJETO GRÁFICO Luiz Stein Design (LSD)
DESIGNERSASSISTENTES Cláudio Rodrigues João Marcelo
PRODUÇÃO LSD Solange Barcellos
COORDENAÇÃO EDITORIAL Isa Pessoa
ASSISTÊNCIA EDITORIAL Maryanne Linz Marcelo Diego
PESQUISA DE TEXTO E IMAGEM Denílson Monteiro
PESQUISA DE FOTOS E LEGENDAS Sônia Peçanha
PRODUÇÃO GRÁFICA Marcelo Xavier
REVISÃO Raquel Corrêa Ana Kronemberger Diogo Henriques
EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Abreu’s Systems Ltda.
IMPRESSÃO Lis GráficaCIP-BRASIL.CATALOGAÇÃO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES
DE LIVROS, RJ.
M857v Motta, Nelson Vale tudo: o som e a fúria de Tim Maia / Nelson Motta. - Rio de Janeiro:
Objetiva, 2007. 392p.
ISBN 978-85-7302-874-4 Inclui bibliografia Maia, Tim, 1942-1998 - Biografia. 2. Músicos Brasil - Biografia. 3. compositores - Brasil - Biografia. I. Título 07-3689
CDD:927.8042
CDU:929:78.067.26 Minha filha ganhou um gatinho e contei a Tim que ela ia dar o seu nome ao bicho.
Ele adorou:
“Já sei, porque é preto, gordo e cafajeste!”
O gato era cinzento, magrinho e carinhoso, e só nos deu amor e alegria.
À sua memória N. M.
NOVA YORK, JULHO DE 1997

De manhã cedo, atendi o telefone e ouvi a voz inconfundível, em ritmo acelerado e
inglês perfeito: "Good morning, Mister Nelson Motta,here's your good old friend Tim Maia,
calling from room 9-B of the Delmonico's Hotel, Park Avenue, New York City.”
Que alegria! Foi a maior surpresa, nem imaginava que ele estivesse na cidade, onde
eu morava havia cinco anos. Não o via desde um espetacular show no Scala, numa viagem ao
Brasil, uns dois anos antes.
"Ô Nelsomotta, eu tô aqui sentado numa cadeira e tomando café numa mesa tãoantiga que estou me sentindo um Dom João VI, porque tudo é antigaço nesse hotel, mas o fogão
está funcionando e você está convidado a tomar um breakfast e a torrar unzinho comigo. Now!”
Cinco estações de metrô depois, cheguei à esquina da Park Avenue com a Rua 59 e
entrei no decadente Delmonico's, que não vivia mais os seus dias de glória mas ainda mantinha
os pisos de mármore, os janelões egrandes espelhos, as imensas suites com cortinas de veludo,
paredes forradas de madeira e um mobiliário escuro e antigo, que davam mesmo um ar de Dom
João VI doidão a Tim Maia comendo um croissant numa cadeirona, atrás de uma pesada
mesa de madeira trabalhada.
"Tá vendo? Agora só me falta escrever com uma pena de ganso", soltou uma
gargalhada e se levantou para me receber. Nos abraçamos ebeijamos, celebrando uma amizade
iniciada em 1969, quando ele começava sua carreira e o convidei a participar do disco de Elis
Regina que eu produzia. Quase trinta anos de música, escândalos e gargalhadas.
Ofereceu logo um baseado de boas-vindas: tinha acionado suas conexões novaiorquinas e já estava com três qualidades diferentes de skunk, e ainda tinha um haxixe
paraguaio, coisa de que eu nuncaouvira falar, mas que ele recomendou muito.
Enquanto enrolava um tronco do que chamava de misto-quente, gritou para sua
secretária, na cozinha da suíte:
"Adriana, faz umas torradas e uns ovos mexidos pro meu amigo Nelsomotta e traz
mais uma rodada pra mim. E traz panquecas também. E mel. E maple. E geléia. Traz tudo.”

Estava muito feliz de reencontrá-lo tão alegre e bem-disposto, achei até queestava
um pouco mais magro — embora ainda imenso — do que em nosso último encontro no Rio.
Me contou em detalhes a sua epopéia de três cirurgias no saco e seu rompimento definitivo com
o goro e a brizola; jurou que nunca mais tinha faltado a um show, que a vida estava dura mas
estava boa.
Mostrou fotos e contou histórias hilariantes sobre a viagem que fizera de Miami a
Nova York, cruzando...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Vale tudo
  • o vale tudo que não vale nada
  • tudo sobre mirante do vale
  • História do MMA e do Vale Tudo
  • Tudo vale a pena
  • RECENS O CRITICA Semin rio Vale tudo pelas audi ncias
  • Vale
  • Vale

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!