Valarauko

Páginas: 10 (2413 palavras) Publicado: 2 de fevereiro de 2015
VALARAUKO

“A história que agora chega aos teus ouvidos, Fëanor, Espírito de Fogo”, comecei eu a falar com o incompreendido elfo, “não é uma lenda, mas principiou muitas eras antes de ter início o teu papel nesse mundo, e chegou ao fim, de certa maneira, eras após o teu recolhimento aos Salões de Mandos, de onde tu te recusas a sair para conversar com teus antigos parentes e amigos”.
Fëanorseguia na impassibilidade eterna que havia assumido logo ao retornar para Aman, após sua histórica morte numa luta contra diversos Valaraukar, entre os quais eu me encontrava. Sentado, de pernas cruzadas e de cabeça erguida, ele mantinha os olhos fechados.
“Conto-te isso”, prossegui, “porque sei que, aí sentado, ainda me escutas; e porque teus ouvidos ainda funcionam, mesmo que desejes ocontrário. Acredito que esta história não seja longa, e a eternidade que nos aguarda me impede de aceitar que não terei tempo de terminá-la; pelo que me foi revelado após chegar ao fim o meu papel na História de Arda, Eru não está tão próximo de retornar. Assim, nosso tempo em Aman ainda é indeterminado e, mesmo que tu não olhes para mim, estarei a teu lado, contando-te uma história que pode te iluminar ereacender o fogo de teu espírito. De muitas maneiras esse fogo se assemelha ao meu, e ainda há muito que podes fazer.
“Durante a construção de Arda, ajudei os Valar por muitas eras, mas o poder de Melkor e suas palavras sujas falavam alto aos espíritos de fogo e, como muitos outros, fui atraído por suas mentiras e por seu desejo pela Luz. Assim, fui um de seus espiões entre os Valar, pois naquelaépoca eu ainda podia abandonar a horrenda forma que assumi posteriormente. Não traí por maldade, pois amava os Poderes de Arda; mas pelo controle que Melkor era capaz de exercer sobre mim, mesmo enquanto virava suas costas para a Luz e procurava as trevas. Por muito tempo lamentei não conseguir abandoná-lo e viver no Oeste, ao lado de Arien, que agora é inalcançável.
“O Senhor do Escuro foi oprimeiro a encontrar os elfos nas praias escuras da Terra-Média” disse eu para Fëanor, referindo-me aos filhos primogênitos de Eru. “Na época, ele havia criado a fortaleza de Utumno e nós, os Valaraukar, a habitávamos. Foi então que assumimos nossos chicotes de fogo, açoites terríveis que representavam nossa corrupção e com os quais aterrorizávamos tudo o que víamos. Nós não éramos os únicos ao seulado, pois muitos monstros ele criou e diversos outros espíritos carregou consigo através de palavras poderosas, para ocupar também a fortaleza de Angband.
“Em Angband vivemos até que, certo dia, ouvimos um assustador grito de terror e desespero. Melkor estava de volta à Terra-Média e trazia consigo as Silmarils. Tuas Silmarils”. Dessa vez esperei alguma reação de meu silencioso ouvinte, mas nema menção às fatídicas gemas o fez mexer-se ou abrir os olhos. Então, continuei.
“Partimos de Angband como uma tempestade de fogo, pois durante a ausência de nosso senhor perdemos a capacidade de mudar de forma: a crueldade reinaria sobre nós para sempre. E foi com essa crueldade que chegamos a Lammoth – como foi chamado aquele lugar, a partir de então – e espantamos a escuridão, a macabraUngoliant.
“Foi após esses acontecimentos que os primogênitos de Ilúvatar retornaram das Terras Imortais, seguindo teus próprios passos, Fëanor. E tu e teus filhos desnortearam o próprio Morgoth, destruindo um exército cujo objetivo era tomar toda Beleriand, que já não existe. Mas teu espírito de fogo, assim como o meu, te fez imprudente. Tua ira te enganou, não te permitiu ver o momento em que erascercado por Balrogs. Podes não te lembrar, pois nunca ouviste minha voz e minha forma hoje é outra – mas era de meu chicote que te defendias no momento em que Gothmog, o terrível, te derrubou”.
Nesse momento, foi possível sentir a ira daquele elfo; seus nervos e músculos ficaram claramente tensos. Sua morte, tantas eras atrás, ainda o incomodava. E mesmo depois de tanto tempo, eu ainda me lembro...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!