vai que cola

Páginas: 26 (6479 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
SEM

PERDER A MAJESTADE: “PROFISSÕES IMPERIAIS”
NO BRASIL

Hustana Maria VARGAS*

RESUMO: Esse artigo discute a inserção particular das chamadas profissões
imperiais – Medicina, Direito e Engenharia – em nosso país, destacando elementos
de sua constituição e da situação atual dessas carreiras em um momento de inflexão
na política educacional para o ensino superior no Brasil. Sobre esseponto, indaga: a
expansão de vagas verificada atualmente no ensino superior alteraria sua posição de
destaque? Essa questão é examinada a partir do perfil socioeconômico dos futuros
profissionais dessas áreas, em comparação com o de outras carreiras. Por fim, levanta
a questão da hierarquia de carreiras em sua expressão de mercado, bem como na
diferenciação e hierarquização interna do próprio campodo ensino superior.
PALAVRAS-CHAVE: Sociologia das profissões. Ensino superior.

Introdução
Medicina, Direito e Engenharia são as nomeadas profissões imperiais em nosso
país (COELHO, 1999). Como tal, historicamente produziram práticas monopolísticas
que reforçaram suas posições de prestígio e estabeleceram barreiras frente às demais
profissões. Os ares republicanos teriam modificado aestrutura sócio-profissional
dessas carreiras, de forma a afetar sua distinção e o imaginário sobre elas? Esse
artigo discute alguns aspectos da constituição e a situação atual dessas carreiras
em um momento de inflexão na política educacional para o ensino superior no
Brasil. Esse ponto é destacado na medida em que acreditamos que a produção e a
* UFF – Universidade Federal Fluminense. Centro deEstudos Sociais Aplicados. Niterói – RJ – Brasil.
24210-350. E-mail: hustana@gbl.com.br
Estudos de Sociologia, Araraquara, v.15, n.28, p.107-124, 2010

107

Hustana Maria Vargas

reprodução da distinção destas profissões conjugam fatores endógenos e exógenos
ao processo de formação profissional nos cursos superiores correspondentes. Assim
sendo, discutimos:
1. a inserção particular dessascarreiras1 no quadro nacional, especialmente em sua
feição corporativo-profissional,
2. o perfil socioeconômico dos futuros profissionais das áreas. Sobre esse ponto,
interpela-nos, especialmente, a seguinte questão: tomando como um dos aspectos
da distinção dessas carreiras a raridade dos títulos conferidos pelas respectivas
faculdades, a expansão de vagas nesse nível de ensino2 verificadaatualmente
alteraria sua posição de destaque? e
3. a questão da hierarquia de carreiras e sua contraface no mercado refletida numa
diferenciação interna no campo do ensino superior.

Profissionalismo e desigualdades: medicina, direito e engenharia no brasil
Desde a sociologia clássica, os grupos profissionais ganham centralidade como
objeto de estudo como solução para a crise moral em Durkheim;identificados com
o “ideal de serviço” necessário à vida social pelos atributos de neutralidade afetiva,
qualificação e orientação para a comunidade em Parsons e finalmente apreendidos
de forma crítica em relação a ambos por Weber3:
A crítica weberiana a estas teorias introduz o conceito de poder e de monopólio
ao mesmo tempo em que dá maior relevo aos processos históricos de formação do
espaçoprofissional: a especificidade das formas sociais de existência das profissões
passa a se vincular aos modos de ordenação do mundo social, tomados como
expressão do domínio de um determinado grupo (BARBOSA, 1993, p.29).

A abordagem da temática das profissões se torna tão mais relevante quanto a
sociedade moderna tem se mostrado uma sociedade profissionalizada. Para Larson
(1997, p.xvii).
[...] theprofessionalization movements of the nineteenth century prefigure the
general restructuring of social inequality in contemporary capitalist societies:
Nesse trabalho empregamos os termos profissão e carreira indistintamente.
Saltamos de aproximadamente 2.000.000 matrículas no ensino superior no final dos anos 90 para
aproximadamente 5.000.000 em 2007.
3
E seus herdeiros contemporâneos como...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • vai que cola
  • Vai que cola
  • Template Colaborativa ALUNO Programa De Televisiv O Vai Que Cola
  • Vai vai
  • Vai
  • cola
  • Cola cola
  • Cola \o/

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!