Vícios e Virtudes

Páginas: 28 (6979 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
Trabalho de Ética Profissional:
Vícios e Virtudes

Introdução

Segundo Aristóteles, nosso caráter é formado a partir da repetição dos atos progressivos por meio do hábito, pois somos capazes de praticar bem aqueles atos que já fizemos antes, e eles podem ser aperfeiçoados tanto para melhor ou para pior. Com o hábito, adquirimos as virtudes morais e nos tornamos virtuosos pelo exercício,assim como os homens tornam-se justos praticando a justiça.


São as disposições viciosas ou virtuosas que constituem um caráter. Somos todos responsáveis por nossos atos, assim como também pelos nossos vícios. Somente aqueles indivíduos que têm suas atividades conforme a virtude se tornará virtuoso e, assim, atingem sua finalidade humana, sendo que o fim humano consiste, portanto, na busca dasabedoria.


O bem maior realizável para o homem é aperfeiçoar-se enquanto homem.


A infelicidade humana advém da ausência de virtude, pois aquele que pratica atos injustos não alcançará seu objetivo final por tender sempre para os pontos extremos (vícios), ficando além do meio-termo que é uma virtude.

Neste trabalho apresentaremos conceitos, tipos e exemplos de vícios e virtudes.Virtudes
Virtudes, segundo o Aurélio, são disposições constantes do espírito, as quais, por um esforço da vontade, inclinam à prática do bem. 

Virtude é uma qualidade moral particular. Virtude é uma disposição estável em ordem a praticar o bem; revela mais do que uma simples característica ou uma aptidão para uma determinada ação boa: trata-se de uma verdadeira inclinação.
Virtudes são todos oshábitos constantes que levam o homem para o bem, quer como indivíduo, quer como espécie, quer pessoalmente, quer coletivamente.
A virtude, no mais alto grau, é o conjunto de todas as qualidades essenciais que constituem o homem de bem.

“A virtude é, portanto, uma disposição adquirida voluntária, que consiste, em relação a nós, na medida, definida pela razão em conformidade com a conduta deum homem ponderado. Ela ocupa a média entre duas extremidades lastimáveis, uma por excesso, a outra por falta. Digamos ainda o seguinte: enquanto, nas paixões e nas ações, o erro consiste ora em manter-se aquém, ora em ir além do que é conveniente, a virtude encontra e adota uma justa medida. Por isso, embora a virtude, segundo sua essência e segundo a razão que fixa sua natureza, consista numamédia, em relação ao bem e à perfeição ela se situa no ponto mais elevado”. (Ética a Nicômaco, II, 6)


“A virtude é a fortaleza moral da vontade de um homem no cumprimento do seu dever, que é uma coerção de sua própria razão legisladora, na medida em que esta se constitui a si mesma como poder executivo da lei” (MS, AA, 6: 405).




1. Tipos de Virtudes

1.1 Segundo Aristóteles
SegundoAristóteles, o homem que age de acordo com o princípio intelectivo vai solidificando o hábito de agir sempre de modo correto sem pender para os excessos ou as faltas que, segundo ele, são os vícios. Esse se mantém firme no justo meio (meio-termo). A virtude moral é uma virtude ética adquirida pelo hábito. A educação é o modo correto de adquiri-lo, daí a necessidade de praticar ações conforme avirtude e por escolha voluntária por toda a vida e não somente em alguns momentos. 
Aristóteles conceitua as virtudes, dividindo-as em duas:
Virtudes Morais: Correspondem às múltiplas ações da presença e atuação do ser humano em suas diversas situações, entre as quais as mais importantes são a prudência, a justiça, a fortaleza e a temperança, que envolvem todos os demais tipos, embora muitos citam acoragem como a virtude que garante todas as outras. Também o pudor – o sentimento de vergonha procedente de pensamentos e ações vis – pode ser considerado uma virtude moral, uma vez que regula a libido e o relacionamento sexual.

Virtudes Intelectuais ou Dianoéticas: Aperfeiçoam a inteligência para a percepção e conhecimento das verdades, constituindo-se por entendimento, sabedoria, ciência,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Virtudes e Vícios
  • Ética aristotélica: virtudes e vicios
  • Ética, Responsabilidade, Liberdade, Virtude e Vícios.
  • a vicios que são virtudes: maquiavel, teorico do realismo politico
  • Usos Costumes Vicios Virtudes Excelencia Moral Alunos
  • Virtude, vicio e pecado nas obras éticas de pedro abelardo
  • “HÁ VÍCIOS QUE SÃO VIRTUDES”: MAQUIAVEL, TEÓRICO DO RELISMO POLÍTICO
  • Resumo de Virtudes e Vícios em Aristóteles e Tomás de Aquino: Oposição e Prudência

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!