:Utopias Republicanas + As proclamações da República. Texto 2: A Formação de um pensamento político autoritário na primeira República. Texto 3: A crise dos anos 20 e a revolução de 1930.

Páginas: 15 (3732 palavras) Publicado: 22 de junho de 2014



Resenhas:
Texto 1:Utopias Republicanas + As proclamações da República.
Texto 2: A Formação de um pensamento político autoritário na primeira República.
Texto 3: A crise dos anos 20 e a revolução de 1930.







Rio Branco – AC 18.02.2014
Texto 1:Utopias Republicanas + As proclamações da República
No primeiro capítulo, Utopias Republicanas, o autorcomeça citando uma conferência de Benjamin Constant, proferida em 1819, onde delimita-se a diferença entre dois tipos de liberdade: Liberdade jacobina, ou seja, liberdade antiga (Roma, Atenas), da participação coletiva.Liberdade dos modernos, liberdade do homem privado, onde a participação política se dá mediante representação.
A diferença se dá devido às mudanças ocorridas na sociedade moderna,no desenvolvimento comercial e industrial. O que o autor busca demonstrar é a forma como tais conceitos de liberdade irão influenciar na concepção da República a ser adotada. A Primeira República francesa, a fase jacobina, pregava a intervenção direta do povo. Como o autor demonstra, será este último modelo que chegará ao Brasil através dos positivistas. Dentro deste positivismo existem duasvertentes: a primeira dos ortodoxos, que repudiava o parlamentarismo, defendia a separação entre Igreja e Estado e pregava a ditadura republicana. Já no outro polo, teremos o grupo de Littré que defendia o parlamentarismo e o compromisso com questões com a relação entre Estado e Igreja. O autor ainda demonstra neste primeiro capítulo que a estrutura presente no Brasil já era composta de uma combinaçãode elementos externos (inglês, português, francês e anglo-americana). No processo de construção do novo governo e da nação, existe a importação de alguns modelos e três tipos de República que disputavam pela posição de idealizadores:
.Primeiro temos os proprietários rurais paulistas, fundadores do Partido Republicano Paulista (1870 – PRP) e que buscavam uma ruptura com a centralização sufocantedo Estado brasileiro. Sua matriz ideal de República é a americana, com sua visão individualista do pacto social – sendo o grupo a soma dos interesses particulares. Vale destacar que, na Constituição de 1891, o modelo americano será, em boa medida, vencedor.
.Em seguida temos a versão jacobina de República, constituída por membros da população urbana. Tal grupo opõe-se ao liberalismo ortodoxo eaproximam-se dos ideais de liberdade, igualdade e participação. Para os jacobinos o Estado apresenta-se como a forma de conseguir seus objetivos.
.Por último, a versão positivista como suas fases de evolução, condenação à Monarquia, defesa da ditadura republicana, de um executivo forte e interventor. Além disso, buscavam a incorporação do proletário à sociedade moderna.O autor destaca como, nastrês perspectivas republicanas o Estado assume papel central. Isso se deve, como destacado, ao fato de, no Brasil, existir uma longa tradição estatista, onde todos viam no Estado sua salvação. Além disso, José Murilo destaca o fato de, no Brasil, inexistir um sentimento, anterior a República, de comunidade. Este fato trás a dificuldade brasileira com os dois modelos de liberdade.
A disputa entreas partes envolvidas na Proclamação, e suas visões de República, na busca por construir o mito de origem, a busca pela verdade dos fatos históricos que cercam o 15 de novembro de 1889. Algumas preocupações rodeiam tal intento:definir os papéis dos atores, definir o “título de propriedade” de cada um dos grupos sobre o novo regime, a natureza do regime, e a não redução da Proclamação à questãomilitar, embora esta também seja importante. Existem três grupos lutando pela “paternidade” do regime recém-implantando: Os deodoristas, constituídos por oficiais superiores da Guerra do Paraguai e jovens oficiais autores da mobilização das tropas de São Cristóvão. Para tal grupo, a Proclamação foi um fato estritamente militar cuja participação de Deodoro foi motivada pelo tema comparativo, e este...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A primeira república (1889-1930)
  • A formação das almas – o imaginário da república no brasil as proclamações da republica
  • 9º ano
  • RESENHA DO TEXTO A INVENÇÃO DA REPUBLICA.
  • O processo politico na primeira Republica e Liberalismo
  • O processo de formação da primeira república
  • As proclamações da republica
  • A crise do império e os primeiros anos da república

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!