Utilização do sistema de informações geográficas na visualização das áreas de queima da palha da cana-de-açúcar na região administrativa de presidente prudente – sp e sua associação com internações por doenças respiratórias.

Páginas: 17 (4184 palavras) Publicado: 14 de junho de 2011
Utilização do Sistema de Informações Geográficas na visualização das áreas de queima da palha da cana-de-açúcar na Região Administrativa de Presidente Prudente – SP e sua associação com internações por doenças respiratórias.
Vinícius Marchezi Apolinário 1 Fabiane Cristina Ceruti2 Paulo Costa de Oliveira Filho3

RESUMO A queima da cana-de-açúcar envia para a atmosfera inúmeras partículas egases poluentes, que prejudicam não apenas os trabalhadores das plantações, mas também toda a população residente nestas áreas próximas. Dentre os impactos na saúde humana causados pela poluição do ar, são mais evidentes aqueles relacionados às doenças do aparelho respiratório. O problema se agrava devido à frequência de queimadas durante o inverno. O objetivo desse trabalho foi a construção de um SIG(Sistema de Informações Geográficas) agregando dados de internações hospitalares aos dados sobre queimadas da palha de cana-de-açúcar na Região Administrativa de Presidente Prudente a fim de se analisar a correlação entre as duas variáveis. Utilizando da técnica de sobreposição das cartas foi possível verificar que nas microrregiões de Adamantina e Dracena, situadas ao norte, o cultivo dacana-de-açúcar é mais intensivo, com incidência dos focos de calor sobre as áreas de plantio de cana-de-açúcar comprovando que o uso da queima ainda é muito utilizado no manejo dessa lavoura. De modo geral, os municípios com maior incidência de queimadas apresentaram os maiores números de ocorrência de problemas respiratórios. Conclui-se, portanto, a importância do uso de Sistemas de InformaçõesGeográficas em estudos sobre a saúde pública, o qual se mostrou útil ao permitir a visualização das variáveis em sua distribuição espacial. Palavras-chave: Cana-de-açúcar, queima da palha, doenças respiratórias.

INTRODUÇÃO

1

Engenheiro Ambiental pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Irati – PR, Email: vini.apolinario@hotmail.com 2 Professora Colaboradora do Curso de EngenhariaAmbiental da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Irati - PR, Email: biaceruti@yahoo.com.br 3 Professor Adjunto do Curso de Engenharia Ambiental da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Irati - PR, Email: paulocostafh@gmail.com

O Brasil é o maior produtor de cana-de-açúcar (Saccharum sp.) do mundo. Atualmente, oito milhões de hectares do território brasileiro sãoutilizados para o plantio de cana. A produção nacional na safra 2009/2010 foi de 380 milhões de toneladas segundo a UNICA (União da Indústria de Cana-de-açúcar). Na safra de 2009/2010, em 44% da área de plantio foi utilizada queimada durante os sete meses de pré colheita, enviando para a atmosfera inúmeras partículas e gases poluentes, que prejudicam não apenas os trabalhadores destas plantações, mastambém toda a população residente nestas áreas. Segundo Ferreira et al. (2002), a queimada é uma combustão incompleta ao ar livre, e depende do tipo de matéria vegetal, de sua densidade, umidade e condições ambientais, em especial a velocidade do vento. Por ser uma combustão incompleta, as emissões resultantes constituem-se inicialmente em monóxido de carbono (CO) e matéria particulada (fuligem),além de cinza de granulometria variada. Resultam também dessa combustão compostos orgânicos simples e complexos representados pelos hidrocarbonetos (HC), entre outros compostos orgânicos voláteis e semivoláteis, como matéria orgânica policíclica – hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, dioxinas e furanos, compostos de grande interesse em termos de saúde pública pelas características de altatoxicidade de vários deles. Como nas queimadas a combustão se processa com a participação do ar atmosférico, há também emissões de óxidos de nitrogênio (NOx), em especial o óxido nítrico (NO) e o dióxido de nitrogênio (NO2), formados pelo processo térmico e pela oxidação do nitrogênio presente no vegetal. Audy (1971), citado por Ribeiro e Assunção (2002) afirmam que as pesquisas em saúde ambiental...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Queima da cana de açúcar na região de araraquara e as suas consequências ambientais
  • Potencial da palha da cana-de-açúcar
  • O impacto da queima da cana de açucar
  • VIABILIDADE ECONÔMICA FINANCEIRA NO CULTIVO DE EUCALIPTO NA REGIÃO DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP
  • Geografia econômica da região administrativa de Presidente Prudente: Analise comparativa de...
  • Doenças e Pragas da Cana de Açúcar
  • A queima da cana de açúcar e os agravos à saúde
  • Área degradada de cana de açucar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!