Urbano em Londres

1248 palavras 5 páginas
A avenida Strand daquela época era o núcleo do que havia de melhor em Londres, rodeada de travessas e becos era ladeada por inúmeros pequenos restaurantes refinados, tabernas, bares e pequenas lojas enfileiradas lado a lado, preenchendo o espaço entre os teatros, mas o que havia de ruim era o barro, o cheiro e o barulho, indícios de passagem de cavalos. O congestionamento do trânsito de quatro rodas em certos trechos da cidade até impedia a circulação. Carroças, ônibus, carruagens, veículos particulares de todos os tipos dependiam especialmente dos cavalos, isso trazia a cidade um odor característico que vinha dos estábulos. Mas o indício mais marcante dos cavalos era o barro, que vários grupos de garotos com jaleco vermelho com pás e vassouras ficavam encarregados de limpar, essa sujeira se misturava as poças e recobria o meio fio ou o leito da rua como uma graxa que atormentava os pedestres.
Além do barro havia o barulho que também era causado pelos cavalos, agora dos seus cascos que batiam nos granitos da rua e faziam um barulho ensurdecedor e simultaneamente as rodas ressoando de uma pedra a outra, como varetas arrastadas por uma cerca, ampliados pelos gritos e urros das pessoas transformavam o ambiente em uma imensidão de sons.
Essa era a Londres de Ebenezer Howard e não surpreende que ele achasse as ruas inadequadas para os seres humanos. Le Corbusier, quando projetou sua Ville Radiuse na década de 1920, gabava-se de estar fazendo projetos para uma nova era e junto um novo sistema viário e não era, ele estava adaptando de maneira superficial reformas que haviam sido uma reação a aspirações nostálgicas de uma vida mais simples, quanto ao sistema viário ele apenas desenhou aquilo que aparentemente satisfazia suas noção de projeto mas que não condizia com a realidade, em que havia uma quantidade imensamente maior de automóveis, vias e extensão de estacionamentos que nesta época não havia estacionamento que bastasse.
Os automóveis em si, não destroem

Relacionados

  • Patrick Geddes
    7082 palavras | 29 páginas
  • Londres - sistema de transporte
    1282 palavras | 6 páginas
  • Doklands
    3495 palavras | 14 páginas
  • Tribos urbanas
    1870 palavras | 8 páginas
  • Job - Publicidade
    778 palavras | 4 páginas
  • Resumo livro peter hall
    2658 palavras | 11 páginas
  • Turismo na Inglaterra
    748 palavras | 3 páginas
  • EURALILLE
    4646 palavras | 19 páginas
  • nicolas
    1265 palavras | 6 páginas
  • Mobilidade Urbana
    4364 palavras | 18 páginas