UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU 1

Páginas: 5 (1020 palavras) Publicado: 2 de junho de 2015
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
ANDREZA FRANCISCA SOUSA E SILVA

O CASO DOS EXPLORADORES DE CAVERNAS

Teresina, 02 de Junho de 2015.

FULLER, Lon L. O Caso Dos Exploradores De Cavernas, Tradução
Original por Plauto Faraco de Azevedo. Porto Alegre, Editor, Sérgio Antonis
Fabris, 1976, Reimpresso, 1993.

Referência
SILVA, Tania de Oliveira. O Caso Dos Exploradores De Cavernas. In
Âmbito Jurídico,Rio Grande do Sul, XIV, n. 93, Out. 2011. Disponível
em:.
Acesso em jun. 2015.
O caso dos exploradores de caverna é uma obra que trás
a tona uma discussão sobre leis naturais e leis positivas, o livro
mostra através de um caso fictício a contraposição destes
valores. A obra narra à história de cincohomens membros da
sociedade espeleológica que ficam presos em uma caverna após
um desmoronamento de pedras que acaba por bloquear a entrada
(e saída) da caverna, após passarem 20 dias presos os
exploradores recebem a noticia de que seriam necessários mais
dez dias para que o resgate fosse feito, durante as tentativas de
resgate

dez

homens

morreram

por

conta

de

outros

deslizamentos. A beira damorte por inanição um dos membros
da sociedade espeleológica, Whetmore tem a ideia de tirar a
sorte para que um dos exploradores fosse sacrificado e servido
de alimento para a garantia da sobrevivência dos restantes até o
resgate, quando questionou a equipe de resgate sobre esta
decisão, um medico relutante respondeu que seria possível que
sobrevivessem desta forma. Após isso a comunicação foiperdida. Quem sugeriu a ideia o desafortunado Whetmore,
acabou por desistir do acordo, porém seus companheiros não
aceitaram sua resolução e um deles tirou a sorte no lugar de
Whetmore que não protestou e acabou sendo o “sorteado” e
morto para servir de alimento para seus companheiros. Após
trinta e dois dias de clausura o resgate foi concluído, os homens

mandados para tratamentos médicos epsicológicos e logo em
seguida foram indiciados pelo assassinato de Roger Whetmore,
crime este que seria punido com a condenação a forca, os
acusados recorrem à decisão com um pedido de clemência.
Dentro deste contexto surgem os conflitos entre seguir a lei de
forma exata, ao pé da letra, se esta seria aplicável àqueles
homens já que estes não se encontravam com suas faculdades
mentais em perfeito juízo eainda é abordada a questão de
legitima e defesa e autopreservação. Concluindo que os
exploradores eram inocentes.
O julgamento começa com o juiz Foster, mostrando-se a favor das leis
naturais, fazendo o uso de argumentos como legitima defesa e autopreservação,
de que seria muito injusto que aqueles homens fossem condenados a morte
considerando os imensos esforços feitos para salva-los e ainda comoa opinião
publica reagiria a isto e ainda de que a jurisdição das leis não poderia atingi-los
considerando que estes estavam separados da sociedade por uma “cortina de
rochas”. O juiz Foster apresenta uma opinião totalmente baseada na busca de
brechas na lei e no direito natural, algo que não se aplica aqui, pois estes homens
uma vez socializados não poderiam voltar ao seu estado de natureza, umestado
primitivo. A ainda a questão da legitima defesa que também não cabe, pois esta
ocorre quando alguém repele uma agressão injusta, Whetmore não os atacou para
que assim caracteriza-se a legitima defesa. Quanto à distância, as leis de um país
valem para todo o território geográfico.
Um segundo ponto de vista, o do juiz Tatting mostra-se contrário às leis
naturais levantadas pelo juiz Foster,não se tem conhecimento dessas leis naturais
e ainda questiona quando estas leis começaram a valer, antes u depois do
assassinato de Whetmore. Aponta ainda o fato de o “contrato” ter sido cumprido
de toda forma apesar da desistência de Whetmore, Tatting reflete sobre o fato de
condenar a morte estes homens cujo resgate custou à vida de dez operários. O juiz
diz abertamente que está envolvido...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Universidade Federal Do Piau
  • Universidade Federal Do Piau
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAU historia da educa o

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!