Uma análise histórica da transfiguração social e cultural dos índios da amazônia

Páginas: 9 (2044 palavras) Publicado: 21 de abril de 2013
UMA ANÁLISE HISTÓRICA DA TRANSFIGURAÇÃO SOCIAL E CULTURAL DOS ÍNDIOS DA AMAZÔNIA

Francisco Leno Alves Sales
Graduado em Gestão Pública pela Universidade do Estado do Amazonas - UEA
Pós-Graduado em Docência do Ensino Superior – FASE


RESUMO

Falar sobre os índios da Amazônia, em qualquer dos seus aspectos é aventurar-se a enfrentar questões indefinidas pela história, como a confederaçãoameríndia de Ajuricaba, a Cabanagem entre outras, criando todo um notável movimento social e cultural, que representa hoje um panorama surpreendente nos quadros nacionais e internacionais. Proponho-me, como é óbvio analisar resumidamente algumas considerações em torno da regressão social e cultural dos indígenas da Amazônia, sem que as minhas palavras envolvam um sentido de crítica.Palavras-chave: Índios da Amazônia. Transfiguração. Sociedade e Cultura.


ABSTRACT

Talking about the Indians of the Amazon, in any of its aspects is venturing to address issues undefined by history, as the confederation of Amerindian Ajuricaba the Cabanagem among others, creating an entire remarkable social and cultural movement, which today represents an amazing panorama in national andinternational frameworks. I intend, of course examine briefly some considerations about the social and cultural regression of indigenous Amazonian without my words involve a sense of criticism.

Keywords: Indians of the Amazon. Transfiguration. Society and Culture.


HISTÓRIA DE LUTAS E GUERRAS

A história não é então um substantivo, mas um atributo de uma coletividade em desenvolvimento; não se trataapenas de registrar mudanças, mas também de levar em conta aquilo que muda. A história concebida fora de seu contexto social é como um movimento percebido sem aquilo que se move. (MANNHEIN, 1974)


Sob um olhar cultural e social dos indígenas da Amazônia, desprovido de preconceito ou critica, destacamos que os índios são o painel de nossa antropologia, e matrizes culturais e sociais.
E nesteprimeiro momento, certo que mais importante que produzir cultura, os portugueses que aqui vieram, estavam mais atraídos pela riqueza da Região e possibilidades de sucesso financeiro do que pela nobre intenção de produção cultural.
Os confrontos entre portugueses e os indígenas da Amazônia começaram segundo Batista (2006, p.163) quando Orellana, descendo pela primeira vez o rio, enfrentou lutas eguerras, à procura de alimentos, ao passar pelas aldeias indígenas, e Carvajal (ed. De 1941), escriba da expedição, não falou, senão de passagem, nas mortes resultantes desses encontros. Não pôde escapar, todavia, ao relato de que houve índios enforcados e outros atingidos mortalmente pelos arcabuzeiros e balhesteiros, revidando guerreiros munidos de arco e flecha, no máximo flechas envenenadascom curare.
Os nativos preferiram, nos primeiros tempos, os Ingleses, Irlandeses e Holandeses aos portugueses (e as disputas entre eles duraram mais de 50 anos), “dado o tratamento mais afetivo que aqueles lhe dispensavam”. Segue-se os lusitanos não começaram com habilidade (REIS, 1956, p.36)
Na verdade, desde o princípio, houve a disputa física entre brancos e selvagens, cuja vitória já estavapreviamente decidida a favor dos portadores de armas municiadas com pólvora – pólvora que tinha sido, exatamente, uma das invenções que assinalaram, a partir do franciscano Rogério Bacon (século 13) ou do frade alemão Bertoldo Schwartz (século 14), o dealbar dos Tempos Modernos, que culminaram com o Renascimento e as Descobertas (BATISTA, 2006, p.163).
O mesmo autor destaca ainda que, as guerras eguerrilhas, na Amazônia, tiveram início no 1500, e desde então não parariam mais, ate agora, quatro século e meio transcorridos, para que se estabelecesse a “frente extrativista” a que se refere Darcy Ribeiro (1970, p.21), em confronto com a “fronteira agrícola” e a “fronteira pastoril” do restante do brasil. “O período colonial foi aqui um contínuo motim”, diz o historiador, que acrescenta ter...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ASPECTOS CULTURAIS DA AMAZoNIA (DIJALMA BATISTA;DOS ÍNDIOS E DOS BRANCOS)
  • ANALISE HISTÓRICA DO SERVIÇO SOCIAL
  • Análise histórica e cultural de Dom Casmurro
  • Análise Social de Produção Cultural
  • os indios na amazonia
  • A COMPLEXIDADE HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL DOS QUADRINHOS AMERICANOS NO BRASIL
  • “Cidadão”: uma construção social, histórica, cultural e discursiva
  • DESMATAMENTO E ÍNDIOS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!