Tutorial

Páginas: 9 (2220 palavras) Publicado: 3 de junho de 2015
ANÁLISE RASTER

Experimentos com
Modelos Digitais de Elevação
em QGIS

SUMÁRIO
1.
2.
3.
4.

Introdução
Obtenção dos dados
Operações básicas
Representação
a. Falsa-Cor
b. Relevo sombreado
c. 3D com QGIS2threeJS
4. Exemplos aplicados
a. Ciclovias

02
04
09
12
12
14
17
26

INTRODUÇÃO
Dados raster, em geoprocessamento, são dados geográficos representados por meio de uma grade de pixel.
Em outraspalavras, são imagens do tipo “bitmap”, como arquivos .bmp, .png ou .tif, cujos pixels são, ou
podem ser, georreferenciados.
Entre os diversos tipos de dados raster incluem-se os chamados Modelos Digitais de Elevação, aqui
designados DEM (da sigla em inglês para Digital Elevation Model). Um DEM é normalmente uma imagem de
radar, em que as informações de altura do terreno, geralmente medidas emmetros, são associadas aos pixels
que a compõem. Essa estrutura de dado possibilita uma série de funcionalidades, tais como, obtenção de
mapas de relevo, extração de curvas de nível, mapas de declividade, mapas de aspecto (para estudos de
insolação e de campo de visão), estudos hidrológicos e representação tridimensional.
A intenção deste tutorial é demonstrar algumas dessas funcionalidades, usandoferramentas do software
QGIS, em especial, as disponíveis no menu de processamento raster (menu raster). Para tanto, é preciso,
antes de mais nada, obter os dados (DEM) da área com a qual se pretende trabalhar, na caso, a subprefeitura
do Tremembé, subdivisão administrativa do Município de São Paulo.
Os dados abertos e mais amplamente disponíveis para a superfície terrestre são os DEM(s) gerados namissão SRTM e pelo sensor ASTER. As resoluções espaciais dos produtos disponíveis são, respectivamente,
90 e 30 metros.
Devido a maior precisão, trabalharemos, preferencialmente com os dados ASTER. De qualquer modo, ambos
os produtos, além de outros dados, podem ser baixados do site “EarthExplorer”, cujo funcionamento será
explicado abaixo. Em sequência, será sumariamente discutida sua manipulaçãono software QGIS.

OBTENÇÃO DOS DADOS
1.
2.

Acesse site: earthexplorer.usgs.gov
No canto superior direito, registre-se e faço o login.

OBTENÇÃO DOS DADOS
3.

Em “address/place”, digite um endereço conhecido do local. Selecione o
endereço da lista que abrirá abaixo. O Mapa deverá centralizar a área de
interesse (Usar zoom se necessário). Com a área de interesse no mapa,
selecione a guia “DataSets”.

OBTENÇÃO DOS DADOS
4.

Na lista da guia “Data Sets”, selecione “Digital Elevation” e, então,
“ASTER GLOBAL DEM”. Acesse guia “Results”.

OBTENÇÃO DOS DADOS
4.

Na guia “Results”, caso exista um produto ASTER disponível para a área
de interesse, ele aparecerá listado, como abaixo. Clique no ícone de
download para baixar a imagem. Descompacte o arquivo baixado e
carregue o DEM no QGIS(botão de adicionar camada raster).

OBTENÇÃO DOS DADOS
5.

O resultado será algo como na figura abaixo.

OPERAÇÕES BÁSICAS
1.

A imagem então carregada deverá ter como SRC original o Datum WGS-84 e o sistema de
coordenadas geográficas, o que confere ao mapa unidades angulares (latitude e longitude). Como
as unidades de altura da imagem estão em metros, será mais fácil trabalhar com ela em um
sistemade coordenadas projetadas cujas unidades também sejam metros, a exemplo do sistema
UTM. Para converter o SRC basta acessar: Raster  Projeção  Atribuir projeção. Defina um
nome e uma pasta para a nova imagem e escolha o SRC desejado (Datum e Sistema de
Coordenadas). Seguindo o padrão adotado pela prefeitura de São Paulo, usaremos o SRC “SAD69/UTM 23 S” (EPSG: 29193).

OPERAÇÕES BÁSICAS
2.Talvez seja de seu interesse recortar a imagem para focá-la em área de estudo, reduzindo seu
tamanho e a capacidade necessária para seu processamento. Isso pode ser feito acessando:
Raster  Extração  Cortador/clipador/juntar(?! – dependendo da versão). Defina um nome e
uma pasta para o arquivo recortado. Marque a opção “nenhum valor de dado”. Em “modo clipping”,
você pode selecionar uma extensão...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TUTORIAL DE
  • Tutorial
  • Tutorial
  • Tutoriais
  • Tutorial
  • Tutorial
  • Tutorial
  • tutorial

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!