Tuberculose

Páginas: 42 (10382 palavras) Publicado: 23 de junho de 2015
Tuberculose
Autor(es)
Edimar Pedrosa Gomes 1
Erich Vidal Carvalho2
Júlio César Abreu de Oliveira 3
Nov-2010
1 - Qual o impacto epidemiológico da tuberculose?
A Organização Mundial de Saúde, em publicação de 1995, estimou a presença de oito milhões
de casos novos de tuberculose ativa no mundo, somente no ano de 1990, com
aproximadamente 2,6 milhões de mortes naquele ano. Atualmente, no mundo,existem
aproximadamente dois bilhões de indivíduos infectados, a grande maioria em países
subdesenvolvidos ou em desenvolvimento.
Os países de maior incidência da tuberculose são a Índia, China, Indonésia, Bangladesh,
Nigéria, Paquistão, Filipinas, Congo, Rússia e o Brasil.
A condição sócio-econômica do Brasil, com grandes bolsões de pobreza nas cidades mais
populosas, a emergência da AIDS e apresença de um sistema de saúde deficiente no sentido
de promoção e cuidados básicos da saúde estão entre os fatores responsáveis por tamanha
incidência. Veja alguns números da tuberculose no Brasil e no mundo:
Tabela 1. Prevalência da Tuberculose – 2008 (número absoluto)
1º- Índia
2.186.402
2º- China
1.175.048
3º- Nigéria
922.575
4º- Bangladesh
659.586
5º- Paquistão
555.237
6º- Indonésia
483.512
21º-Brasil
55.694
Esses números não representam a total realidade, em função da subnotificação dos doentes
diagnosticados, das dificuldades diagnósticas de alguns doentes e da presença de enfermos
que não chegam aos serviços de saúde.
Apesar do Brasil ser um dos países mais afetados pela tuberculose, nas duas últimas décadas
houve uma redução de 26% na incidência da tuberculose e 32% na mortalidadeatribuída a tal
infecção. A taxa de incidência atual está ao redor de 38 casos/100.000 habitantes, sendo mais
alta nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste (50 casos/100.000) do que no Sul e Centro-oeste
(30 casos/100.000).
2 - Quais são as principais características microbiológicas do bacilo da tuberculose?
O bacilo da tuberculose é o Mycobacterium tuberculosis, conhecido como bacilo de Koch (BK),
emhomenagem ao cientista que o isolou pela primeira vez em 1882. O termo Mycobacterium,
derivado do grego (myces = fungo) deve-se a sua característica de espalhar-se difusamente
em seu crescimento nos meios de cultura, de forma semelhante a um fungo.
O bacilo da tuberculose é aeróbio estrito, tem crescimento e duplicação lentos, não forma
esporos e não produz toxina. Ele é capaz de sobreviver emultiplicar-se no interior de fagócitos
(intracelular facultativo). Sua principal característica é a presença de um envelope celular
1

Médico do Serviço de Pneumologia do Hospital Universitário da UFJF.

2

Pneumologista do Serviço de Pneumologia do Hospital Universitário da UFJF
Especialista em Pneumologia, titulado pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
3

Chefe do Serviço dePneumologia e da UTI do Hospital Universitário da Universidade
Federal de Juiz de Fora.
Doutor em Pneumologia pela UNIFESP - Escola Paulista de Medicina.
Professor Associado da Universidade Federal de Juiz de Fora.

www.pneumoatual.com.br

composto de macromoléculas (peptideoglicanas, arabinogalactana e ácido micólico),
lipopolissacárides e lipoarabinomannan. O ácido micólico, o principal componente desteenvelope, é o responsável pela característica de álcool e ácido resistência do bacilo durante
sua coloração pelo Ziehl-Neelsen.
A cultura do M. tuberculosis é lenta, levando de 3 a 6 semanas para o crescimento do bacilo.
Os meios de cultura mais comumente usados são o de Lowenstein-Jensen, à base de
albumina e ágar, e o de Middlebrook 7H-11, à base de ovo e batata. Outros meios de cultura
têm sidodesenvolvidos na tentativa de isolamento mais rápido do bacilo, como, por exemplo, o
sistema BACTEC, capaz de isolar o BK entre 5 e 10 dias. Os altos custos dos equipamentos
necessários limitam a utilização dessas novas técnicas no Brasil.
3 - Como se transmite a tuberculose?
A transmissão da tuberculose dá-se pela inalação do bacilo, eliminado em gotículas
respiratórias (gotículas de Flugge)....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tuberculose
  • Tuberculose
  • TUBERCULOSE
  • Tuberculose
  • TUBERCULOSE
  • Tuberculose
  • Tuberculose
  • Tuberculose

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!