Tratando dos cargos políticos, passando pela noção de cidadania, entendendo a expansão e chagado até vida cotidiana e política. Um breve relato sobre os romanos.

Páginas: 5 (1012 palavras) Publicado: 14 de novembro de 2013
Nome: Lucas Faccin Basso

Texto formulado Leitura do texto de FUNARI, P. P. A. Roma. Grécia e Roma. São Paulo: Contexto, 2002, p. 77 a p.134.


Tratando dos cargos políticos, passando pela noção de cidadania, entendendo a expansão e chagado até vida cotidiana e política.
Um breve relato sobre os romanos.

Sem sombra de dúvida tratar de Roma Antiga é um assunto que interessa a todos osgraduandos de História, essa paixão já é visível desde o Ensino Médio, esse texto busca discorrer sobre algumas das características mais marcantes dessa grande sociedade, que praticamente deu origem ao modo de vida ocidental. Preliminarmente devemos anotar que a história romana é dividida em três importantes períodos: Monarquia (753 a.C. – 509 a.C.), República (509 a.C. – 27 a.C.) e Império (27a.C. – 395 d.C.).
Os romanos, no período republicano, eram divididos em patrícios (os nobres), clientes (servidores dos nobres) e plebeus (demais habitantes).
Esse tempo foi marcado por intensas “lutas sociais”, onde os plebeus buscavam se tratados legalmente iguais aos nobres. Desse modo, em 450 a.C. os plebeus conquistaram o direto de ter suas leis regularmente formalizadas, assim possibilitandoa melhor compreensão das “regras do jogo”. O conjunto dessas leis foi chamado de “A Lei das Doze Tábulas”. E com os conflitos sociais, a plebe também conseguiu que fosse criado o cargo de Tribuno da Plebe, pessoa que defendia os seus anseios. No que tange a cargos políticos na república romana, devemos falar sobre as magistraturas, que eram ocupadas por mais de uma pessoa onde seu “mandato” tinhaa vigência de um ano. Os dois principais magistrados eram chamados de cônsules. O Senado ganhou maior importância com a instituição da república.
Devido a toda ebulição entres os populares percebemos que a sociedade romana possuía uma considerável mobilidade social. Aspecto demonstrado pelo fato que um escravo poderia deixar de ser escravo, mesmo que a plenitude dos direitos políticos somenteseja garantida aos filhos do escravo, nascidos livres. Os romanos também concediam o direto a cidadania a pessoas dos povos aliados, sendo assim, o numero de romanos aumentava. Devemos anotar também que somente os homens eram considerados cidadãos, mesmo assim algumas mulheres participavam ativamente da vida sua comunidade, apoiando seus candidatos.
Os romanos tinham uma relação bem diversificadacom os povos que eles tinham contato, de modo a escravizar alguns, dominar territorialmente outros, ou apenas exigir o pagamento de impostos e auxilio militar, ou até mesmo concedia cidadania romana a alguns, como já foi falado. Essa característica de tratar diferentemente seus “vizinhos”, concedendo a cidadania a alguns, era uma estratégia para diminuir a possibilidade de revolta.
De um modo gerala economia romana era baseada no comercio de escravos e na utilização de sua mão de obras pela iniciativa pública e privada. Por esse motivo a ampliação de sua área de dominação era tão importante. Os romanos tinham consciência disso, sabemos disso por causa da importância que eles davam a seu exercito e as suas fronteiras. Vejamos, em 111 a.C. o General Mário começar a assalariar seus soldados,profissionalizando seu exercito, portanto deixando de ser apenas um “exercito de camponeses”. Já no século I d.C. inicia-se a construção da Limes auto-germânico após diversos conflitos e instalando bases militares bem consolidadas em sua extensão Além de possuir pessoas especializadas, como engenheiros e pessoas especializadas na construção de pontes. Não podemos nos esquecer de falar das estradasromanas que eram essenciais para a mobilidade das tropas. Essa rede viária eficaz, que durante o governo de Trajano chegou a atingir cerca de 100 mil quilómetros.
Além de lutar pelos seus direitos e fazer guerras, estradas e muralhas a população romana possuía outros aspetos relacionados à sua vida cotidiana que são muito interessantes, depois que estudamos sobre a cidadania romana já vimos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Breve relato sobre A Política de Aristóteles
  • Uma breve relato sobre o Brasil
  • Sobre a psicopatologia da vida cotidiana
  • BREVE RELATO SOBRE A GEOLOGIA DO PARANÁ
  • Breve relato sobre a educação de surdos
  • Breve relato sobre a educa o de surdos
  • Breve Relato sobre a Assembleia de Deus
  • BREVE RELATO SOBRE MUDAN A OGANIZACIONAL

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!