Tratamento De Efluentes Industriais

Páginas: 7 (1689 palavras) Publicado: 20 de dezembro de 2014
CURSO:
TRATAMENTO DE EFLUENTES
INDUSTRIAIS

ENG.º JOSÉ EDUARDO W. DE A.
CAVALCANTI.

PRODUÇÃO INSUSTENTÁVEL
(PRODUÇÃO + SUJA)
Água de uso
Intensivo

Matérias Primas
Inapropriadas +

Energia nem sempre
“Limpa”

Produtos Químicos
e Insumos
Insustentáveis

Produto
Final

+

Resíduos,
Emissões,Resíduos
Tóxicos e muito
energéticos

Processo Industrial

MercadoTratamentos
Inservíveis
Meio Ambiente

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL
(PRODUÇÃO + LIMPA)
Água Otimizada

Matérias Primas
Apropriadas
+

Energia Limpa

Reagentes e
Insumos
“Benignos”

Processo
Industrial

Produto
Final

+

Resíduos, Emissões
e Efluentes
menos tóxicos e
menos
energéticos

Mercado

Reúso
Pós-Consumo
(Logística Reversa)
Inservíveis

Tratamento

EFLUENTESLÍQUIDOS
POR QUE TRATÁ-LOS?
“Enforcement”

•Legislação
•Opinião pública
•Competitividade
•Carência de água
•Sustentabilidade

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
Antecedentes
• Ordenações do Reino
• Código de águas
• Usinas de açúcar

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL







Antecedentes
Década de 60
Década de 70
Década de 80
Década de 90
Anos 2000

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
Década de 60• Estado de Guanabara
• Consórcio intermunicipal ABC

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
Década de 70





Legislação autoritária
Criação da SEMA
Planasa
Conferência de Estocolmo

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
Década de 80






Constituição federal
Criação do CONAMA
Política nacional do meio ambiente
Disciplina a ação civil pública
Licenciamento ambiental

LEGISLAÇÃOAMBIENTAL
Década de 90
• Criação da lei de crimes ambientais
• Rio 92

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
Anos 2000







Convenção de Estocolmo
Mudanças climáticas
CONAMA357/05
CONAMA 430/11
Lei sobre resíduos sólidos
Rio +20

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
RIO GRANDE DO SUL
NT SSMA 01/89 DE 16/03/89
• Estabelece critérios e padrões de emissão de
efluentes líquidos
• Inclui dentre os padrõesde lançamento:
Dureza O&G (mineral, vegetal e animal), DQO e SS

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
RIO GRANDE DO SUL
NT SSMA 01/89 DE 16/03/89

• DQO, DBO e SS tem padrões de lançamento
definidos em função da vazão para fontes poluídas
existentes e a serem implantadas

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
RIO GRANDE DO SUL
RESOLUÇÃO CONSEMA 128/2006
• Dispõe sobre a fixação de padrões de emissão de
efluenteslíquidos.
• Estabelece limites de lançamento para DQO, DBO
e SS em função da vazão de lançamento.
• Ponto de lançamento deverá estar a montante do
ponto de captação.

GRAU DE TRATAMENTO
• Padrões de qualidade
• Padrões de lançamento
• Padrões de reuso

GRAU DE TRATAMENTO
Padrões de lançamento
• Concentração
• Associado à matéria prima ou produção

UNIDADES DE MEDIDASTurbidez
Cor
pH
Sólidos Sedimentáveis
Outros Parâmetros

NTU
mgPt/L
0-14
mL/L
g/L ou mg/L

UNIDADES DE MEDIDAS
Transformações
1 kg/m³
1 g/m³
1 kg
1g
1L

= 1 g/L = 1 mg/mL
= 1 mg/L
= 1000g ou 10³g
= 1000 mg ou 103 mg
= 1000 mL ou 103 mL

CONCENTRAÇÕES DE SOLUÇÕES
- É dada usualmente em termos de massa por volume.
C=

M
V

Pode ser expressa em g/L, mg/L ou kg/m3-Exemplo: Qual a concentração da solução em que se
dissolvem 20 mg de sulfato de alumínio em 1 L de água?

CONCENTRAÇÕES DE SOLUÇÕES
- É dada usualmente em termos de massa por volume.
C=

M
V

Pode ser expressa em g/L, mg/L ou kg/m3

-Exemplo: Qual a concentração da solução em que se
dissolvem 20 mg de sulfato de alumínio em 1 L de água?
-SOLUÇÃO:
20 mg
C=
1L

CARACTERÍSTICASFÍSICAS






Temperatura
Oxigênio dissolvido
Sólidos
Alcalinidade
Dureza

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS
TEMPERATURA
●ONDE INFLUI?
- Reações químicas
- Solubilidade do oxigênio - ▲reações ▼solubilidade
- Atividades bacterianas

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS
OXIGÊNIO DISSOLVIDO
●DEPENDE DA:
- Temperatura
- Altitude
- Salinidade
A 20 º e ao nível do mar é igual a 9,07 mg/L...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • tratamento de efluentes liquidos industriais
  • Tratamento de efluentes industriais
  • Tratamento de efluente industrial
  • Tratamento de efluentes industriais
  • Tratamento de efluentes industriais
  • Tratamento de águas e efluentes industriais
  • Aspectos do tratamento de Efluentes Industriais
  • Tratamento e controle de efluentes industriais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!