Transtorno histérico

Páginas: 9 (2115 palavras) Publicado: 17 de maio de 2012
ARILDO CARLOS DAS NEVES - Niterói IX

















Trabalho apresentado para atender avaliação da disciplina de Psicodinâmica das Neuroses, ministrada pelo Prof/Dr.: Daniel Chamorro no Curso de Formação de Psicanalistas.


























Niterói
Abril, 2012
TRANSTORNO HISTÉRICO

Qual a origemda histeria? Sabe-se de quadros de histeria desde os primórdios da humanidade. De acordo com o site www.boasaude.uol.com.br, há relatos de documentos egípcios, escritos há 4 mil anos que descrevem casos de mulheres que apresentavam diversos sintomas, geralmente dores por todo o corpo, associadas à incapacidade de caminhar e até mesmo abrir a boca.
A palavra histeria está em circulação desde aantiguidade e em particular com Hipócrates. Naquela época a histeria já era usada para designar transtornos nervosos em mulheres que não haviam tido gravidez. Hipócrates pensava que a causa da histeria fosse um movimento irregular de sangue do útero para o cérebro.
Durante a Idade Média a Histeria passou a ser definida como possessão pelo demônio. Neste mesmo pensamento, o site www.boasaude.com.br,afirma que “as pacientes com quadros histéricos começaram a ser identificadas como ‘bruxas’, sendo que muitas pacientes foram assassinadas com base nessa suposição”.
Como comenta o site www.artigos.psicologado.com, “Charcot no século XIX investigava a Histeria através da hipnose. Foi durante as aulas de Charcot que Freud ficou intrigado com o fato de que a Histeria”. A histeria foi o que levouFreud a descobrir o inconsciente e a postular a psicanálise. Ele começou a observar que os sintomas físicos não possuíam causa orgânica. Foi a principal doença investigada pelo “pai” da psicanálise.
Segundo o site www.wikipedia.org, o termo histeria vem “(do francês hystérie e este, do grego ὑστέρα, "matriz"). O termo tem origem no termo médico grego hysterikos, que se referia a uma supostacondição médica peculiar a mulheres, causada por perturbações no útero, hystera em grego”.
A histeria pode ser dividida em duas manifestações fundamentais: a histeria conversiva e a histeria dissociativa. É interessante registrar o que diz o site www.boasaude.uol.com.br:

Freud explica a histeria conversiva da seguinte maneira:
Na histeria conversiva haveria um conflito inconsciente, uma ansiedadeque não consegue emergir para o consciente por mecanismos repressivos da própria mente (Superego), mas que contém uma energia que precisa se manifestar e acaba eclodindo como um sintoma físico que mantém uma relação simbólica com o conflito.

O mesmo site toma como exemplo o ódio que um filho sente pelo pai, e que este ódio vai aumentando com o passar do tempo, chegando ao ponto de desejar darum soco nele. Mas devido a educação super rígida que recebeu, ele não faz e de repente pinta o sintoma histérico conversivo, uma paralisia do braço, não conseguindo mexê-lo e, portanto não podendo concretizar o seu desejo proibido inconsciente. Na histeria conversiva pode ocorrer cegueiras, surdez, perda do tato, paralisias motoras, etc.
Na histeria dissociativa, “o estímulo é sentido de formatão intensa que quebra a funcionalidade da própria mente, descoordenando-a e levando a pessoa a atos dissociados da realidade que a cercam por mais ou menos tempo” (INTERNET). Para exemplificar, é possível pensar na pessoa com medo da barata. O minúsculo bicho torna-se assustador, além de extremamente nojento e asqueroso, e imediatamente surge a dissociação.
Por conseguinte vale assinalar queeste trabalho visa esclarecer a etiologia, a sintomatologia e o tratamento da histeria, como segue:
A) ETIOLOGIA DA HISTERIA
É muito importante saber que a histeria não é proposital e nem uma “frescura”, como pode parecer. A histeria é uma classe de neuroses que apresenta quadros clínicos muito variados. Freud considerou a histeria como uma doença psíquica bem definida e que, portanto, exige...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Comportamento histérico
  • Paciente Histérico
  • transtorno
  • Delirio histerico
  • Ataque histerico
  • transtornos
  • Transtornos
  • Transtornos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!