Transferencia

Páginas: 8 (1766 palavras) Publicado: 12 de maio de 2014
CASO CLÍNICO DE H. K

Apresentação:
H.K uma criança do sexo feminino de apenas 11 anos de idade, que passou por um processo de enfermidade que a deixou completamente cega e surda, no primeiro momento apresentou-se com uma roupa limpa e com os cabelos um pouco despenteados, com uma boneca nas mãos, a terapeuta ao se aproximar da criança sentou-se perto de H.K de imediato acriança a identificou com a sua boneca tocou em seu rosto olho, boca, nariz, fez uma bela comparação com a sua boneca, a terapeuta pegou em sua mão com um sorriso no rosto, e confirmou a pergunta da menina, da mesma forma a terapeuta tentou fazer com a criança, mas, ela tirou suas mãos com muita agressividade. A sua mãe aparentemente um pouco calma, mais muito ansiosa para vê algum desenvolvimento oumudança na linguagem da vida de sua filha.

Queixa:


O motivo pelas quais os pais de H. K. procuram pela psicoterapia foi
depois que a menina foi acometida por uma doença muito grave em sua infância, ficou com problemas visual e auditivo (surdo cegueira) que afetou diretamente impossibilitando sua aprendizagem, consequentemente seu comportamento ficou semelhante a um animalselvagem. H. K. se tornará uma criança muito agressiva, não respeitava seus pais, nem os cuidadores, eles sentiam pena de sua filha, á considerava como uma doente mental, não conseguiam colocar limites na criança, muito angustiados sem saber como lidar e educar a menina procuraram uma psicoterapeuta, para os ajudarem nesta tarefa difícil e dolorosa. H. K. depois do impacto da doença, se viu desprovidade todos os instrumentos e possibilidades de conhecer as maravilhas do mundo que a cercava. Eles não sabiam mais como lidar com a filha, sua mãe falara que a cada dia a menina se distanciava mais e mais das pessoas, não conseguia ter uma vida de socialização mais, sua mãe sempre acreditou que sua filha poderia aprender, ela relatou que aos seis meses a menina chamou a palavra água, e por isso elaacreditara que sua filha poderia voltar a pronunciar e aprender sair deste mundo dos significantes e compreender os significados como alguém já falara o que pertuba o ser humano não são os fatos, mas a interpretação que ele faz dos fatos, por isso H. precisava aprender a interpretar para entrar neste mundo magnífico das interpretações da linguagem.

Conduta terapêutica:

No inícioda primeira sessão, utilizamos uma sala adequada para realizar alguma intervenção o método da terapeuta foi aproximado ao método de Skinner (estímulo e resposta) no primeiro momento pareceu um pouco provocante. Mas observando o contexto cultural da época estar dentro do padrão vivenciado no meio daquela família. Tudo o que a menina fazia estava fora do “normal” para sua família e para terapeutatambém mais, como H. poderia se comportar se ela não sabia os significantes, nem os significados das coisas, o mundo das palavras pareciam tão distante do alcance de H. K. por isso não conseguia entrar no mundo da arte da linguagem.
Diante do que a terapeuta já tinha vivenciado com aquela família, percebeu que eles estavam vendo que ela seria a única esperança da vida de H. mais, aterapeuta precisou de um lugar só para ela e a criança, porque a terapeuta analisou que H. não tinha nenhum principio de disciplina e limites, muito pelo contrario, a criança quando ficava brava, ou fazia alguma maldade, a sua mãe dava-lhe comida que ela mais gostava, reforçando cada vez mais a conduta inadequada e agressiva de H.
Porém, a terapeuta que chega obestinada, não queria apenasprevalecer como uma tirana capaz de dobrar H. ela acreditava firmemente que podia ensiná-la a se comunicar através dos mesmos sinais que são utilizados para a comunicação dos surdos mudos. Bastava exercer um trabalho árduo e devotado, vencendo as forças de H. para impor a disciplinas básicas que seus pais não conseguiram colocar que são necessárias ao aprendizado.
Sabemos que 1912...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Transferencia
  • Transferencia
  • Transferência
  • transferencia
  • transferencia
  • Transferencia
  • transferencia
  • Transferência

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!