Transcrição Diplomática

Páginas: 5 (1241 palavras) Publicado: 19 de janeiro de 2015
Trabalho de Filologia

Nota crítica:

O texto transcrito a seguir conta a história de como Conde João Fernadez (“Comde Ioham fernandes”) escapou da morte pela primeira vez. Conta que esse Conde tinha um caso com a esposa de seu senhor, o rei.
Havia muitos rumores sobre esse caso e ele era comentado por muitas pessoas, assim, o irmão da rainha, Conde Afonso, ficou sabendosobre o caso e decidiu matar o Conde Fernandez. Juntou-se com os seus e alguns vassalos e decidiu executar o Conde Fernandes.
Alguns dizem que o irmão da rainha junto aos seus resolve se esconder e esperar o Conde para mata-lo no Paço. Mas aconteceu que ao passar por lá sozinho sentiu uma agitação estranha e resolveu voltar atrás.
Outros dizem que a rainha estava avisada de que seuirmão queria matar o Conde João e estava indo para Portugal de viagem e procurava hospedagem mandou que os hospedassem junto dela e o recebeu muito bem. Alguns acham que ela lhe deu uma grande dádiva porque depois disso o Conde desistiu de matar João Fernandez. E foi assim que o Conde João Fernandez escapou da morte pela primeira vez.
Para a edição, algumas das regras da transcriçãodiplomática descritas por César Cambraia (CAMBRAIA, César Nardelli. Introdução à crítica textual. São Paulo: Martins Fontes, 2005.) foram seguidas. Dessa forma usou-se uma barra (/) para marcar o fim da linha, duas barras (//) para o fim da coluna e três barras (///) para mudança de fólio.
Algumas adaptações foram feitas, por exemplo, nessa transcrição, foi usado o ponto deinterrogação (?) para caracteres que não foram entendidos. Para caracteres ilegíveis usou-se o símbolo #. Para o caso de símbolos de abreviação, mantiveram-se os º para esses casos e para os outros que ficaram impossibilitados de serem reproduzidos pelo Word Office foram substituídos pelo asterisco. Para caracteres de difícil leitura ou leitura duvidosa, transcreveu-se as palavras entreparênteses.
Entendeu-se que os detalhes em vermelho indicavam pontuação: ponto final ou vírgula que foram reproduzidas fielmente. Também foram interpretados como começo de parágrafos que foram representados por letras maiúsculas. Em casos de alográfos usou-se algum outro símbolo para um dele ou a mesma letra uma em maiúsculo e outra em minúsculo (a diferenciação entre maiúsculas paraalógrafos e para começo de parágrafo foram marcadas em notas de rodapé). Segue abaixo a transcrição.

Transcrição:

1. Como o/
2. conde ouveera/
3. de ſer morto per ve/
4. zes Enhuã ouve/
5. azo de ſe ffazer capᴼp1/
1. m?yro //
2. Falamdo/
3. algũs damoorte/
4. do comde Ioham firs/
5. Homde ſe comecava /
1. os feytos domestre /
2. alegua hum deriyto de/
3. que ni,nam praz diz /
4. do que fortuna muy /
5. tas vezes perlonguo /
1. tenpo he eujeuſava /
2. morte algũs homes /
3. por lhe dipois hazar /
4. mais de denonraad fim/
5. aſi como fiz aife/
1. Comde Ioham Fernã /
2. diz, que muytas ve /
3. zes lhedeswiou ha /
4. morte, que alguns /
5. tiveram cuidado /
1. de lha dar, porque. /
2. difpois. Ho lojaſe/ 3. nus niaósto nire?re /
4. perau matar novamente/5. ſouſadamente./
1. O nos defe ditohão/ 3. ſouimy contente./...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Transcrição
  • Transcriçao
  • Transcrição
  • Transcrição
  • Transcrição
  • Transcrição
  • Transcrição
  • Transcrição

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!