Tracoma - medidas de saúde

Páginas: 6 (1313 palavras) Publicado: 26 de outubro de 2011
FACIMA – FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ
V. Durval de Góes Monteiro – 4354 – Tabuleiro dos Martins
Maceió - Alagoas

Medidas Primárias, Secundárias e
Terciárias Aplicadas ao Tracoma

MACEIÓ
2011
FACIMA – FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ
V. Durval de Góes Monteiro – 4354 – Tabuleiro dos Martins
Maceió - Alagoas

Medidas Primárias, Secundárias e
Terciárias Aplicadas ao TracomaTrabalho requerido e apresentado ao professor especialista Francisco Silvestre, como requisito para compor a 1ª nota correspondente ao 2º período da disciplina: Fundamentos da Saúde Coletiva.

Orientado pelo professor esp.: Francisco Silvestre

Aline Permínio,
André Bezerra,
Adriana,
Arytana,
Jessica Viana,
Cássio Cezar,
Roberta,

Maceió, 03 de setembro de 2011

Introdução

Entres tantosproblemas de saúde, estão às doenças de pobreza, geralmente causadas por bactérias e fungos. A população de baixa renda é a mais prejudicada, uma vez que, a resistência dessas doenças é devido à falta de higiene que alimenta o reaparecimento das infecções. Grandes exemplos são os casos de tuberculose, esquistossomose, malária e a tracoma, que será nosso caso de estudo.
Este trabalho foirealizado através de pesquisas em sites relacionados à saúde e aos programas governamentais, os quais tentam erradicar surtos infecciosos como os de tracoma. Tais doenças chamadas de negligenciadas também estão presentes no plano de ação do governo do país e que também atingem outros países da América Latina, Ásia e África. A definição dada às doenças negligenciadas são as que afetam a população de baixopoder aquisitivo em países em desenvolvimento, ou seja, a falta de cultura em higienização, hábitos alimentares, além da falta de serviços de saúde e saneamento básicos.



Medidas Primárias, Secundárias e Terciárias Aplicadas ao Tracoma

Pré-diagnóstico:
Trata-se de uma afecção inflamatória do globo ocular, que se caracteriza reincidência de conjuntivite crônica, as quais produzemcicatrizes na conjuntiva palpebral superior. o quando pode se desenvolver e ocasionar o que se chama de entrópio (pálpebra virada para o interior do olho) e ainda a triquíase (cílios em má formação nas bordas das pálpebras, ocasionando a irritação do globo ocular). As reincidências dessas infecções podem ocasionar cicatrizes e evoluir para a cegueira.

1. Agente Etiológico
A transmissão écaracterizada pela bactéria gram-negativa, Chlamydia Trachomatis, uma dos sorotipos A, B, Ba e C, outra forma de adquirir por meio da herpes simples, .

2. Quanto ao hospedeiro:

O homem é o hospedeiro. A infecção ativa em outras mucosas é transmitida principalmente por crianças e pessoas com nível de cultura e educação baixa. Geralmente se desenvolve de forma endêmica.

4. Vetores
Não são osprincipais princípios, mas ajuda bastante no que se desenvolve a endemia. Insetos como a mosca doméstica e o mosquito lambe-olhos.

5. Quanto ao modo de transmissão.
Forma direta, pessoa para pessoa.
Forma indireta, através de objetos contaminados.
Forma mecânica, a qual acontece através das ações dos vetores.
Observação: a transmissão só é possível através de lesões ativas infectadas.

6.Período de incubação e transmissibilidade.
De 5 a 12 dias, mediante contato direto, indireto ou mecânico. Ocorre quando existem lesões ativas nas conjuntivas, o que podem durar anos.

7. Quem está suscetível ao Tracoma:
De uma forma geral, todos estão passiveis de adquirir o tracoma, sendo as crianças as mais vulneráveis, inclusive a reincidência da doença. O organismo humano ainda nãoadquiriu imunidade, ou ainda, não se sabe de nenhum ser humano que já tenha nascido com a tal.

8. Medidas primárias:
As medidas preventivas estão relacionadas ao ambiente em que os pacientes habitam e suas condutas higiênicas, solicitando dos órgãos públicos de saúde as campanhas preventivas para doenças infectocontagiosas, como bem a ação de higiene pessoal que imprescindível principalmente às...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Guia do Tracoma
  • Medidas de saude coletiva
  • SOBRE MEDIDAS DE SAÚDE COLETIVA
  • A EPIDEMIOLOGIA COMO MEDIDA DA SAÚDE COLETIVA
  • MEDIDAS PREVENTIVAS (PROCESSO DE SAÚDE E DOENÇA)
  • Tracoma
  • Tracoma
  • Tracoma

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!