Trabalho de economia

Páginas: 3 (587 palavras) Publicado: 2 de abril de 2013
Faculdades Integradas Torricelli

Professor Rogério Lopes
Economia

14 desetembro de 2009

ADM 1° B




Rogério Agra
RA:
Carlos Eduardo de Aguiar
RA:14 de setembro de 2009

Nas paginas a seguir, você encontrará tudo sobre a aprovação do uso do FGTS em ações da Petrobras, e quanto emporcentagem pode ser utilizado sem desestabilizar o FGTS, e quais serão o futuro das ações.

Assunto retirado do jornal Folha de São Paulo 07 de setembro de 200914 de setembro de 2009
Fundo FGTS/Petrobrás rende quase 800%

O principal argumento entre trabalhadores é de quem usou o FGTS para comprar ações, e que o governo volte a aceitar o uso do FGTSpara compra de ações.
No entanto o governo se manifesta com contradição sobre o assunto, com o argumento que se o FGTS for usado em ações faltará dinheiro para financiar a construção de novas casaspopulares, saneamento básico e infra-estrutura urbana.
Até a última sexta feira a rentabilidade de quem usou o FGTS para comprar ações da Petrobras em 2000 é de 791% no mesmo período o FGTS rendeu59,75%. Segundo cálculos do presidente da ONG instituto FGTS Fácil Mario Avelino. Já a rentabilidade da VALE desde 2002 é de 716% , onde apenas 47,86% do fundo.
Uma proposta da câmara em queAvelino avaliou é que no mês anterior elevou 20% o percentual para que os trabalhadores invistam recursos do FGTS em projetos do PAC, se a discussão for aprovada e virar lei estará comprometendo arentabilidade financeira do FGTS.
O saldo do FGTS em 31 de dezembro de 2008 era de R$ 175,3 bilhões pressupondo que o governo permita que trabalhadores usem no mínimo R$ 500,00(sendo que entre 2000 e 2002...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalho de economia
  • Trabalho de economia
  • Trabalho economia
  • Trabalho de Economia
  • trabalho economia
  • Trabalho de economia
  • Trabalho de economia
  • Trabalho de economia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!