Trabalho de derrame

Páginas: 7 (1510 palavras) Publicado: 4 de novembro de 2014
DRENAGEM TORÁCICA
Tem como objetivo a manutenção ou restabelecimento da pressão negativa do
espaço pleural.

INDICAÇÕES





Pneumotórax
Hemotórax
Derrame pleural
Empiema



Quimioterapia

MATERIAL NECESSÁRIO
















Bandeja de pequenas cirúrgias
Capote estéril
Luva estéril/Máscara/Touca
Lidocaína 2%
2 seringas de 10ml
2 agulhas25x7
Agulha para toracocentese
Fios de sutura catgut 3.0
Lâminas de bisturi
Compressas estéreis
Clorexidine degermante
Clorexidine alcoólico
S.F. 0,9% 500ml
Frascos de drenagem
Tubos de drenagem (12 a 42 Fr)

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM






Preparar o sistema de drenagem.
Verificar se a extremidade do tubo no interior do frasco está submersa cerca de 2cm
abaixo do nívellíquido mínimo obrigatório.
Marcar na etiqueta do frasco coletor o nível líquido, a data e a hora da instalação do
frasco coletor.
Explicar o procedimento ao paciente.
Administrar sedativo.



Deixar o paciente em decúbito dorsal.

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM







Colocar almofada oucoxinem baixo do paciente do lado do procedimento.
Membro superior levantado fletido sob acabeça e preso.
Auxiliar o médico a se paramentar e no procedimento.
Realizar o curativo após o procedimento.
Após o procedimento solicitar Raio-X.
Realizar a limpeza da ferida cirúrgica assim como o curativo da pele, diariamente ou
quantas vezes forem necessárias.

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM






Realizar o curativo com técnica estéril e com soluçãoanti-séptica.
Verificar ascondições dos pontos cirúrgicos e a fixação do dreno durante o curativo.
A mangueira deve ser mantida esticada e sem curvas.
O frasco coletor deve ser mantido sempre abaixo do nível da cintura.
Quando na necessidade de deslocamento do paciente e/ou elevar o frasco o mesmo
deve seclampeadona mangueira

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM







Evitar oclampeamentoprolongado.
Nãotracionar a mangueira da drenagem.
Medir e anotar volume, cor e aspecto do líquido drenado a cada 6horas.
Trocar o conteúdo do frasco a cada 12horas ou sempre que atingir a capacidade
máxima do frasco.
Se o sistema de drenagem estiver ligado a um sistema de aspiração, verificar se este
está funcionando.
Realizar as manobras de ordenha, com técnica adequada, caso necessário.

INSUFICIENCIA REANAL

É a condição em que os rins perdem a capacidade de efetuar suas funções.

Pode ser:



Aguda (IRA)
Crônica (IRC)
IRA



Ocorre quando há uma súbita e rápida queda das funções renais.



Temporária.

Pode ser:




Pre-renal } devido a redução do fluxo sanguíneo glomerular.
Renal} Afecções na estrutura do rim.
Pós-renal} Obstrução do fluxo urinário.

ETIOLOGIA









Hipotensão
Septicemia
ICC
Desidratação grave
Medicamentos
Glomerulonefrite
NTA
Obstrução renal



Tumores

IRC





Ocorre lenta e progressivamente perda das funções renais.
Durante um longo período de tempo.
Só é originada por fatores renais.
Pode levar a falência renal.

ETILOGIA


IRA



Hipertensão arterial




Diabetes
Infecções urinárias de repetição
Neoplasias renais
Má formações congênitas

MANIFESTAÇÕES CLINICAS


Anúria/Oligúria














Uremia
Hipertensão arterial
Anemia
Musculares ou articulares.
Edema
Fraqueza
Náuseas
Insônia ou sonolência excessiva
Prurido
Manchas roxeadas
Pele cor de palha
Gastrite



Desnutrição



Hematúria

Náuseas



Insônia ou sonolência excessiva




Pele cor de palha



Gastrite



Desnutrição

DIAGNOSTICO E TRATAMENTO







Uréia e creatinina sérica
Exame de urina
TFG
Biópsia renal
USG abdominal
TC abdominal

TRATAMENTO





Tratar a patologia de base.
Dieta balanceada
Hemodiálise
Diálise peritoneal



Medicamentoso (diuréticos,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • derrame
  • Derrames
  • Derrame
  • derrames
  • Derrame Pleural
  • derrame pleural
  • derrame articular
  • Derrame Pleural

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!