Toxicologia

Páginas: 11 (2745 palavras) Publicado: 9 de dezembro de 2013
CURSO DE FARMÁCIA



Disciplina: Toxicologia



APS
CANNABIS SATTIVA – DROGA ILÍCITA QUE TEM AÇÃO TERAPÊUTICA




São Paulo
2012

Alunos:
Sandra Cristina Vieira – RA. A40728-6




































São Paulo
2012
RESUMO

A Cannabis sativa é um arbusto da família cannabaceaeque cresce livremente em várias partes do mundo,principalmente nas regiões tropicais e temperadas. É uma planta dióica, pois tem espécimes masculinas e femininas.
A potencialidade medicinal da Cannabis está ligada ao grande número de substâncias químicas que foi encontrado em amostras desta planta, sendo a principal classe a dos canabinóides. O termo canabinóides foi atribuído ao grupo de compostos com 21 átomos de carbono presentes naCannabis sativa, além dos respectivos ácidos carboxílicos, análogos e possíveis produtos de transformação.
O uso dos canabinóides ativos puros foi proporcionado pelos avanços nas pesquisas química e farmacológica. Nos últimos anos, foram sintetizados vários compostos canabinóides, se contrapondo a erva in natura, que apresenta potência e composição variadas.
Os diversos tipos de canabinóides além deapresentarem atividade terapêutica produzem efeitos psicotrópicos que podem limitar seu uso como medicamento. Usuários inexperientes podem apresentar predomínio de efeitos desagradáveis com aumento da ansiedade, angústia, medo, tremor e sudorese.


Palavras – chave: Cannabis sativa, canabinóides, maconha, planta.













SUMÁRIO





1 – INTRODUÇÃO

A Cannabis é umarbusto originário da Ásia, pertencente à família das cannabaceae, cujas espécies mais conhecidas são C. sativa e C. indica, popularmente denominadas como maconha. A Cannabis sativa é a espécie predominante no Brasil, pois é a que melhor se adapta ao clima tropical.
Alguns registros históricos comprovam que há 4 mil anos, os chineses já extraíam suas fibras para tecidos, assim como a utilizavam ,através de ungüentos para o tratamento de náuseas, úlceras, febres, queimaduras e machucados. Galeno e outros físicos do período helenístico (323 a 30 a.C.) também defenderam o uso terapêutico da Cannabis; posteriormente, em torno do ano 1200, os árabes começaram a utilizá-la. Já na Europa, há registros de que passou a ser conhecida após o retorno de Marco Pólo, em 1297; entretanto, seu usomedicinal ficou mais popular em torno do século XIX, por causa do professor, físico e médico inglês William B. O´Shaugnessy, quando introduziu a cannabis sativa na medicina ocidental e na farmacopéia do Reino Unido e, posteriormente, dos Estados Unidos, país que a adotou como medicação sedativa, hipnótica e anticonvulsivante, sob forma de extrato.
Em alguns países, seu uso para fins terapêuticos comoantiemético e analgésico é legalizado, principalmente para pacientes com câncer que fazem quimioterapia e em pacientes HIV positivos, atuando no aumento do apetite; porém, no Brasil, seu uso é ilegal, pois ela faz parte da lista E da Portaria no 344/98, correspondente a plantas que podem originar substâncias entorpecentes e/ou psicotrópicas.


2 – OBJETIVO

O presente trabalho tem como objetivopesquisar alguns dos usos e efeitos terapêuticos da Cannabis sativa.






3 - DESENVOLVIMENTO

3.1 – CANNABIS SATIVA

A Cannabis sativa é um arbusto da família cannabaceaeque cresce livremente em várias partes do mundo, principalmente nas regiões tropicais e temperadas. É uma planta dióica, pois tem espécimes masculinas e femininas. A planta masculina geralmente morre após polinizar aplanta feminina. Além de Cannabis sativa, outros nomes atribuídos aos produtos da Cannabis são marijuana, hashish, charas, bhang, ganja e sinsemila. Hashish (haxixe) e charas são os nomes dados à resina seca extraída das flores de plantas fêmeas, que apresenta a maior porcentagem de compostos psicoativos (de 10 a 20%). Os termos ganja e sinsemila são utilizados para definir o material seco...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Toxicologia
  • toxicologia
  • toxicologia
  • Toxicologia
  • Toxicologia
  • toxicologia
  • Toxicologia
  • Toxicologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!