Toxicidade dos alucinogenos

Páginas: 9 (2017 palavras) Publicado: 4 de dezembro de 2014


Toxicologia dos Alucinogenos

OQUE SÃO:
São substâncias químicas que produzem mudança na percepção, no pensamento e no estado de ânimo (provocam alucinações). Também conhecidas como:
•Psicodélicas
•Psicomiméticos
•Psicodislépticos
•Ilusiogênicos
Os alucinógenos incluem o LSD (dietilamida do ácido lisérgico), a psilocibina (cogumelo mágico), a mescalina (peiote) e o2,5-dimetoxi-4-metilanfetamina (DOM, STP), um derivado da anfetamina. Geralmente, essas drogas não causam alucinações verdadeiras. As alucinações verdadeiras ocorrem quando um indivíduo crê que as coisas anormais que vê ou ouve estão realmente acontecendo. Em contraste, a maioria dos indivíduos com adição a alucinógenos compreende que as sensações anormais não são reais e são causadas pela droga. Por essa razão,essas drogas são na realidade pseudo-alucinógenos ou falsos alucinógenos.
Embora as alucinações se manifestem geralmente por alterações visuais, elas também podem ser: auditivas (percepção de sons irreais), olfativas, gustativas (percepção de sabores irreais e normalmente desagradáveis) e táteis (vinculada ao tato e que geralmente têm caráter obsessivo e desagradável).
ALUCINOGENOS NATURAIS:Alguns tipos de cogumelo possuem propriedades alucinógenos. Os alucinógenos podem ser divididos em dois grupos: naturais e sintéticos. Os alucinógenos naturais têm como origem as plantas como cogumelos, jurema, mescal ou Peyot, Caapi e Chacrona. Ou animais (bufotenima, encontrado em algumas espécies de rã).

Cogumelos:
O uso de cogumelos ficou famoso no México, onde desde antes de Cristo já eramutilizados pelos nativos daquela região. Ainda hoje, sabe-se que o cogumelo sagrado” é usado por alguns pajés. Essa planta recebe o nome científico de Psilocybe mexicana e dela pode ser extraída uma substância de poder alucinógeno: a psilocibina. No Brasil são encontradas pelo menos duas espécies de cogumelos alucinógenos, uma delas é o Psilocybe cubensis e a outra, espécie do gênero Paneoulus.Jurema:
O vinho de jurema, preparado à base da planta brasileira Mimosa hostilis e chamado popularmente de jurema, é usado pelos remanescentes índios e caboclos do Brasil. Os efeitos desse vinho são muito bem descritos por José de Alencar no romance Iracema. Além de conhecido pelo interior do Brasil, só é utilizado nas cidades em rituais de candomblé, por ocasião da passagem de ano, porexemplo. A jurema sintetiza uma potente substância alucinógena, a dimetiltriptamina ou DMT, responsável pelos efeitos.



Mescal ou Peyot:
Trata-se de um cacto, também utilizado desde remotos tempos, na América Central, em rituais religiosos, que reproduz a substância alucinógena mescalina. Não existe no Brasil.

Caapi e chacrona:
São duas plantas alucinógenas utilizadas conjuntamente sob aforma de uma bebida, ingerida no ritual do Santo Daime, Culto da União Vegetal e de várias outras seitas. Esse ritual está bastante difundido no Brasil (existe nos Estados do Norte, São Paulo, Rio de Janeiro etc.), e seu uso em nossa sociedade teve origem entre os índios da América do Sul. No Peru, a bebida preparada com as duas plantas é chamada pelos índios quéchas de Ayahuasca, que quer dizer“vinho da vida”. As alucinações produzidas pela bebida são chamadas de mirações, e os guias dessa religião procuram “conduzi-las” para dimensões espirituais da vida. Uma das substâncias sintetizadas pelas plantas é a DMT, já comentada em relação à jurema.

ALUCINOGENOS SINTETICOS:
Os alucinogenos sintéticos são fabricados em laboratórios LSD, PCP e o Êxtase.

LSD:
de fórmula química, dietil-amidado ácido lisérgico é considerado um dos mais potentes dos alucinógenos. Foi sintetizado em 1938, a partir de um fungo conhecido como “ergot” (“Claviceps purpurea”). O LSD é incolor, inodoro e possui propriedades psicoativas somente na sua forma isômera d-LSD.

Ecstasy:
que é um derivado anfetamínico, possui fórmula química 3,4-metilenodioximetanfetamina, foi sintetizado em 1914 pela Merck,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TOXICIDADE
  • alucinógenos
  • toxicidade
  • alucinógenos
  • toxicidade
  • Alucinogenos
  • Alucinógenos
  • Alucinógenos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!