texto contra o casamento homoafetivo

Páginas: 8 (1861 palavras) Publicado: 6 de maio de 2014
Crença
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
/wiki/Ficheiro:Conhecimento-Diagrama.png/wiki/Ficheiro:Conhecimento-Diagrama.pngDiagrama do Conhecimento. Em amarelo representa-se o conhecimento como um conjunto de crenças verdadeiras, que foram provadas e justificadas. Em marrom estão as crenças verdadeiras, mas ainda não provadas. Em azul representam-se as crenças falsas, e em vermelho, asverdades desconhecidas.
Crença é o estado psicológico em que um indivíduo detém uma proposição ou premissa para a verdade, ou ainda, uma opinião formada ou convicção.
Crença, conhecimento e epistemologia
Os termos crença e conhecimento são usados ​​de formas diferentes na filosofia.
A Epistemologia é o estudo filosófico do conhecimento e da crença. O principal problema na epistemologia éentender exatamente o que é necessário para que nós tenhamos conhecimento verdadeiro. Em uma noção derivada do diálogo de Platão Teeteto, a filosofia tem tradicionalmente definido conhecimento como "crença verdadeira justificada". A relação entre crença e conhecimento é que uma crença é o conhecimento, se a crença é verdade e se o crente tem uma justificativa (afirmações/provas /orientações razoáveis​​e necessariamente plausíveis) para acreditar que é verdade.
A falsa crença não é considerada conhecimento, mesmo que seja sincera. Por exemplo, um crente da teoria da Terra plana não sabe que a Terra é plana. Mais tarde, os epistemólogos por exemplo Gettier (1963)3 e Goldman (1967),4 questionaram a definição de "crença verdadeira justificada".
Como Descartes, Peirce começou diferenciandocrença de dúvida, para ele, esses são dois estados de mente relativamente fáceis de distinguir, o estado de dúvida, ele observa, é "um estado irritante e insatisfatório, do qual lutamos para nos libertar"; diferentemente, o estado de crença "é clamo e satisfatório". Não somente sentido um forte desejo de converte a dúvida em crença, mas chegamos a nos esforçar para manter as crenças que já temos, paraevitar cair novamente em dúvida. Peirce diz "Atemo-nos tenazmente, não somente em crer, mas a crer exatamente naquilo que já cremos."
Crença e psicologia
Na psicologia, o termo crença na auto-eficiência, define a crença de alguém em seu próprio poder de agir de modo efetivo ou de influencia eventos. Associada ao trabalhado de Albert Bandura, a teoria da auto-suficiência argumenta que uma fortecrença na auto-suficiência contribui para um senso positivo de lidar com o mundo, portanto está intimamente ligada com a noção de locus interno de controle. De acordo com Bandura, é mais saudável psicologicamente para um inidivíduo ter uma crença em sua auto-suficiência levemente mais alta do que a evidência pode garantir, desde que isso o encoraja a assumir tarefas mais difícies e a persistirnelas.
As crenças são, por vezes, divididas em crenças raiz (que estão ativamente pensadas) e crença disposicionais (a que pode ser atribuída a alguém um que não tenha pensado sobre o assunto). Por exemplo, se perguntado: "você acredita que tigres vestem pijamas?" uma pessoa pode responder que não, apesar do fato de que eles podem nunca ter pensado sobre essa situação antes.
A formação da crença
Osestudos dos Psicólogos estudam a formação das crenças e a relação entre crenças e ações. As crenças se formam a partir de várias maneiras:
Tendemos a interiorizar as crenças das pessoas ao nosso redor durante a infância. Albert Einstein é frequentemente citado como tendo dito que "O senso comum é a coleção de preconceitos adquiridos por dezoito anos." A maioria das pessoas acreditam na religiãoque foram ensinados na infância.
As pessoas podem adotar as crenças de um líder carismático, mesmo que essas crenças desapareçam em face de todas as crenças anteriores e produzam ações que não são claramente de próprio interesse. A crença é voluntaria? Indivíduos racionais precisam conciliar sua realidade direta com qualquer dita crença e, portanto, se a crença não está presente ou possível,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • texto contra o casamento homoafetivo
  • Textos a favor e contra o casamento homoafetivo
  • Argumentos Contra O Casamento Homoafetivo
  • CONTRA O CASAMENTO HOMOAFETIVO
  • ARGUMENTOS CONTRA O CASAMENTO HOMOAFETIVO
  • Argumentos contra casamento homoafetivo
  • Argumentos contra o casamento homoafetivo
  • Argumentações a FAVOR e CONTRA o casamento homoafetivo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!