teste

Páginas: 14 (3388 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
A QUESTÃO DO SER EM M. HEIDEGGER VISTA A PARTIR DO TEXTO “A SENTENÇA
DE ANAXIMANDRO”

Guilherme Pires Ferreira – Bolsista PET - Filosofia / UFSJ (MEC/SESu/DEPEM)
Orientadora: Profa. Dra. Glória Maria Ferreira Ribeiro - DFIME / UFSJ (Tutora do Grupo PET Filosofia)

Resumo: Segundo Heidegger, a tradição filosófica, ao longo de seus períodos históricos foi
desviada de seu caminho mais radicalque a conduzia em direção à questão do ser. Para ele, a
história da Filosofia, que assim se revela como e desde esse desvio, nada mais é do que a história
do esquecimento do ser. Na segunda fase de sua obra, Heidegger propõe uma volta à essa questão
original da Filosofia e, para tanto, se dispõe a uma interpretação dos pensadores originários (pré –
socráticos) que vivenciaram e conceberam oser em seu modo mais próprio. Isto porque esses
pensadores não se encontravam sob o jugo de uma linguagem conceitual, que se firmou a partir de
Aristóteles e guiou toda metafísica, concebendo o ser como o conceito mais geral e indeterminado.
O presente trabalho propõe um estudo sobre a questão do ser do ente a partir do texto “A sentença
de Anaximandro”, no qual Heidegger, a partir da análiseda sentença primeira da tradição filosófica,
tenta resgatar o sentido originário da questão guia da Filosofia Ocidental.
Palavras-chave: Ser, ente, errância.

S

egundo Heidegger, a tradição filosófica, ao longo de seus períodos históricos, foi

desviada de seu caminho mais radical que a conduzia em direção à questão do ser. Para
ele, a história da Filosofia, que assim se revela como edesde esse desvio, nada mais é do
que a história do esquecimento do ser. Mas o que levou a Filosofia a esquecer a sua
questão essencial?
Em resposta, Heidegger aponta alguns motivos, tais como o erro historiográfico que vê no
passado algo ultrapassado ou “morto”, mas que serviria para a construção do futuro, caso
seguíssemos seus exemplos. Essa visão historiográfica despreza toda relação vivacom o
passado que vige vigorosamente no presente e no futuro, ou melhor, “a historiografia é
assim a constante destruição do futuro e da relação historial como advento do que é
destinado” (HEIDEGGER, 1989, p.28). E é tal concepção historiográfica a responsável
pelo equívoco que levou muitos filósofos a interpretarem anacronicamente os pensadores
primordiais (pré–socráticos), uma vez que essaconcepção não leva em consideração a
necessidade de transportar a linguagem e o pensamento junto àqueles que se espera
interpretar.

“Existência e Arte” - Revista Eletrônica do Grupo PET - Ciências Humanas, Estética e Artes da
Universidade Federal de São João Del-Rei - Ano II - Número II – janeiro a dezembro de 2006

Guilherme Pires Ferreira
-2-

Além do erro historiográfico, Heideggeridentifica um motivo maior para tal desvio da
questão essencial da filosofia. Motivo esse que determinaria o próprio destino do Ocidente
e que se encontra situado junto à própria essência do ser e que levaria ao seu ocultamento
tanto na história da filosofia, quanto no âmbito mais próximo e ordinário ao homem, qual
seja: no cotidiano. Essa essência ou traço fundamental do ser coincidirajustamente com a
essência do próprio esquecimento, isto é, com o modo mais intrínseco do velamento,
daquilo que se perde frente à luz do que se objetiva e se determina.
Mas, como retomar esse sentido do ser que teria sido deixado de lado pela tradição
filosófica, uma vez que nele impera o esquecer (o velar)? Isto é, como iluminar algo que se
situa junto ao obscurecer (ocultar) sem se perder em meioàs sombras? Heidegger nos diz
que a resposta a tais questionamentos está justamente naqueles que originalmente
pensaram o ser, ou seja, os filósofos conhecidos como pré–socráticos. Esses por estarem
junto ao nascimento da própria filosofia, não estariam “contaminados” pela linguagem
conceitual, que gerou e guiou toda metafísica pós - aristotélica. E é justamente por esse
motivo que Heidegger...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teste teste teste teste
  • teste teste teste teste
  • TESTE TESTE
  • teste de teste
  • Teste do teste
  • Teste teste
  • teste teste
  • Teste teste

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!