Teste

Páginas: 23 (5648 palavras) Publicado: 2 de agosto de 2013
POR UMA DESGLOBALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO ALIMENTAR –
COMMODITIZAÇÃO DA AGRICULTURA E DIVERSIDADE
PRODUTIVA: UMA ANÁLISE DE ESPANHA
JOSÉ GILBERTO DE SOUZA1
UNESP - Rio Claro
VALENTIN CABERO DIEGUES2
Universidade de Salamanca

1. Introdução

O presente trabalho tem por objetivo apresentar uma reflexão sobre
os ainda positivos efeitos da Política Agrícola Comum da União Europeia
(PAC-EU) noque diz respeito à sua diversidade produtiva, particularmente
em Espanha. A análise realiza-se sobre as formas de uso e ocupação do
solo. No período de 2002 a 2010, nas 17 Comunidades Autônomas, e
aponta para uma reflexão sobre a necessidade de “desglobalizar” a
produção e o consumo de alimentos como estratégia de preservação
ambiental e sócio-produtiva, como forma de reprodução social docampesinato, da manutenção do banco genético de alimentos, considerando
o processo de privatização (“patenteamento”) da vida, sementes e dos
princípios ativos naturais realizados com o avanço do capital monopolista
sobre o campo brasileiro (Souza, 2010).
A produção campesina sofre ataques contundentes em todos os
países do mundo. As suas lógicas de produção e relação com a terra,
quando sesustentam na consolidação de instrumentos distantes do
1

Professor Adjunto do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências e Ciências
Exatas (IGCE) Unesp. Campos de Rio Claro.São Paulo. Brasil jgilbert@rc.unesp.br
2
Decano da Facultad de Geografía e Historia da Universidade de Salamanca (Salamanca
– Espanha) vcd@usal.es

63

mercado, criam territórios de resistência e elaboramrepresentações
territoriais que são enfrentamentos diretos ao modelo de concentração do
capitalismo contemporâneo, em sua fase mais aguda de monopolização,
mas que são pressionados pela lógica mercantil nos processos de
commoditização da agricultura (Souza, 2009).
A criação dos territórios camponeses estabelece-se pelas relações
sociais de produção solidárias e de âmbito familiar, em oposiçãoaos
processos de subsunção do trabalho no campo pela diversidade da matriz
produtiva. Configura-se, portanto, como antítese à lógica de
commoditização da produção agrícola, sobretudo alimentar, integrando
trabalho, produção e cultura regional pela diversidade produtiva como
capacidade de preservação de banco genético e em oposição à
artificialização e à mercantilização da natureza, vis avis, as sementes
transgênicas, os circuitos oligopsônicos e oligopólicos de comercialização
dos produtos e de determinação de pacotes tecnológicos, que
comprometem sobejamente a sustentabilidade dos ecossistemas em que
estão inseridos.
Assim, em âmbito mundial, torna-se necessário desfazer, em parte, o
discurso de oposição às políticas de apoio ao desenvolvimento rural, como
o projeto LEADER(Esparcia Pérez, Noguera Tur, Pitarch Garrido, 2000) e
de produção agrícolas realizadas pela Política Agrícola Comum Européia
(PAC-UE), considerando ser esse discurso portador de um anúncio futuro
de destruição da diversidade produtiva e de aprofundamento das relações
de dependência dos países periféricos, via “primarização” de suas
economias, deterioração dos termos de troca e consolidaçãodos modelos
de divisão internacional do trabalho.
O discurso de oposição às políticas de apoio à produção agrícola
europeia coloca-se em uma perspectiva economicista dos custos de
produção, de liberalização comercial e de padronização do consumo
alimentar, que representam ampliação das taxas de lucros dos setores que
oligopolizam a produção e a comercialização de alimentos e, por sua vez,
nocaso europeu, verifica-se um quadro de despovoamento do campo, de
abandono de áreas de produção e, sobretudo, da redução da diversidade
produtiva e, consequentemente, provocam desastres ambientais, como
incêndios e desertificação. (España, 2008).
Um processo com rebatimentos claros nos países produtores de
commodities agropecuárias, considerando que tais alterações, na
agricultura...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teste teste teste teste
  • teste teste teste teste
  • TESTE TESTE
  • teste de teste
  • Teste do teste
  • Teste teste
  • teste teste
  • Teste teste

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!