Terra e grilagem no maranhão

Páginas: 13 (3186 palavras) Publicado: 22 de abril de 2013
TERRA E GRILAGEM NO MARANHÃO

Conceição de Maria Costa Wolff

RESUMO: O presente artigo analisa os conflitos existentes nas terras maranhenses entre posseiros e fazendeiros/grileiros. Tomando como ponto de partida o processo de ocupação das terras pelos posseiros, a grilagem das terras pelos fazendeiros, a resistência e conscientização política dos camponeses para permanecer nas terras.Palavra- chave: terra, conflitos, posseiros, grileiros.

INTRODUÇÃO

A formação do campesinato e a expansão da pequena produção acontecem no período colonial, onde os camponeses eram obrigados a plantar nas terras do latifundiário. No Maranhão o número de terras livres era grande, motivo este que favoreceu a vinda de nordestinos que fugiam da seca, que vinham em busca de terras para a práticada agricultura, assumindo o papel de povoação das terras livres.
As terras maranhenses eram alvo de cobiças pelos fazendeiros, não sendo ocupado e sim apropriado por eles, tornado-se propriedade privada, esse processo aconteceu por meio da grilagem, que consistia no uso de documentos falsos para tomar posse das terras devolutas, a maioria pertencente ao Estado. Esse momento foi à causa de diversosconflitos entre fazendeiros/grileiros que acontecem até hoje. Os posseiros praticavam a agricultura e fixaram suas residências nas terras.
O ato da grilagem tinha o apoio do das oligarquias locais, na maioria das vezes a justiça oferecia suporte para os grileiros. Vários tipos de violência eram empregadas contra os posseiros, principalmente nas regiões de Santa Luzia e Pindaré, que tinhamgrande número de terras devolutas pertencentes ao Estado. Entre os tipos de violência sofrida estava a ameaça de expulsão das terras. Para o camponês que fazia o uso da terra, o que interessava era o trabalho feito na terra, no caso a agricultura, e não a legitimação da propriedade.

O processo de ocupação e conflitos das “terras livres” no Maranhão

No período colonial, o Maranhão era um Estadoque se caracterizava pelo sistema de monocultura, como o cultivo do algodão e do arroz. Com a abolição dos escravos e as transformações ocorrentes no mercado internacional, houve uma desagregação na forma de produção, levando o sistema agroexportador ao declínio, onde o latifúndio sofreu um processo de reorganização nas formas de produção, aumentando de modo gradual as áreas de cultivo de produtoscomo a mandioca, arroz e frutas.
A decadência do algodão e a expansão da pequena produção contribuíram para o início do campesinato, favorecida pela abolição da escravatura, o campesinato era submetido ao grande proprietário, trabalhando nas terras do próprio latifúndio. O Maranhão era um Estado de “terras livres” sendo exploradas durante o período colonial, ocupadas por parte pela pequenaprodução, após a abolição, essas terras foram sendo ocupadas por ex- escravos. No inicio do século XX essas terras foram sendo ocupadas por camponeses nordestinos que vieram por causa da crise açucareira e as constantes secas ocorridas no Nordeste. No Meio-Norte maranhense duas regiões são distinguidas com diversas características, a região de povoamento antigo com predomínio da pecuária extensiva,associada ao cultivo de outros produtos comerciais, e a região de povoamento recente, sendo a principal atividade a agricultura. Os lavradores que trabalhavam nas terras dos grandes proprietários recebiam os pagamentos através do regime de parceria ou de foro, dividindo a produção com os proprietários das terras na qual trabalhavam. As regiões recentes foram sendo ocupadas por migrantes nordestinos quetiveram suas terras expropriadas na região em que moravam. Esses migrantes praticavam uma agricultura itinerante, buscando novas terras após as colheitas, essa corrente migratória de nordestinos para as terras maranhenses já existia desde 1920. Esse fator era considerável para a economia maranhense.
A partir de 1950 as chamadas “frentes de expansão agrícola” vão ocupando o estado através da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Grilagem de terra
  • ESPACIALIZAÇÃO DOS CONFLITOS PELA POSSE DA TERRA NO ESTADO DO MARANHÃO
  • A LUTA PELA POSSE DA TERRA NO MARANHÃO: CASO DE CAXIAS-MA
  • Maranhao
  • Maranhão
  • maranhão
  • Maranhão
  • maranhâo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!