Teorias da educação e o problema da marginalidade.

Páginas: 10 (2307 palavras) Publicado: 23 de março de 2012
Universidade Federal de Alagoas Curso: Biologia Disciplina: Projeto Pedagógico e Gestão do Trabalho EscolarProfessora: Gorete Amorim Estudante: Camila Lemos Santos Turma: A Sala: 27 Bloco: C

Atividade: Fichamento de citações.

Referência: Saviani, Demerval . As teorias da educação e o problema da marginalidade. 35º edição Revista-Campinas, SP: In: Escola e Democracia. Autores e Associados, 2002.Citações
“De acordo com estimativas relativas a 1970, cerca de 50% dos alunos das escolas primárias desertavam em condições de semi-analfabatismo ou analfabetismo potencial na maioria dos países da América Latina.” (p. 03)
“ [...] as teorias educacionais podem se classificadas em dois grupos. No primeiro, temos aquelas teorias que entendem ser a educação um instrumento de equalizaçãosocial, portanto, de superação da marginalidade. No segundo, estão as teorias que entendem ser a educação um instrumento de discriminação social, logo, um fator de marginalização.” (p. 03)
“Como se vê, no que diz respeito às relações entre educação e sociedade, concebe-se a educação uma ampla margem de autonomia em face da sociedade. Tanto que lhe cabe um papel decisivo na conformação dasociedade evitando sua desagregação e, mais do que isso, garantindo a construção de uma sociedade igualitária.” (p. 04)
“Nesse sentido, a educação, longe de ser um instrumento de superação da marginalidade, converte-se num fator de marginalização já que sua forma específica de reproduzir a marginalidade social e a produção da marginalidade cultural e, especificamente, escolar.” (p. 05)
“[...]denominarei as teorias do primeiro grupo de “teorias não-críticas” já que encaram a educação como autônoma e busca compreendê-la a partir da mesma. Inversamente, aquelas do segundo grupo são críticas uma vez que se empenham em compreender a educação remetendo-a sempre a seus condicionantes objetivos, [...]” (p. 05)
“E marginalizado na nova sociedade quem não é esclarecido. A escola surge comoum antídoto a ignorância logo, um instrumento para equacionar o problema da marginalidade. Seu papel é difundir a instrução, transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade e sistematizados logicamente. O mestre-escola será o artífice dessa grande obra.” (p. 06)
“A referida escola, além de não conseguir realizar seu desiderato de universalização ( nem todos nela ingressavam e mesmo osque ingressavam nem sempre eram bem-sucedidos) ainda teve de curvar-se ante o fato que nem todos os bem-sucedidos se ajustavam ao tipo de sociedade que se queria consolidar. Começaram, então, a se avolumar as críticas a essa teoria de educação e a essa escola que passa a ser chamada de Escola Tradicional.” (p. 07)
“Se a escola vinha cumprindo essa função, tal fato se devia a que tipo deescola implantado – a Escola Tradicional – se revelaria inadequado, Toma corpo, então, um amplo movimento de reforma, cuja a expressão mais típica ficou conhecida sob o nome de “escolanovismo”.” (p. 07)
“A pedagogia nova começa, pois, a efetuar a crítica a pedagogia tradicional, esboçando uma nova maneira de interpretar a educação e ensaiando implantá-la, primeiro, através de experiênciasrestritas: depois advogando sua generalização no âmbito dos sistemas escolares.” (p. 07)
“Forja-se então, uma pedagogia que advoga um tratamento diferencial a partir da “descoberta” das diferenças individuais. Eis a “grande descoberta”: os homens são essencialmente diferentes; não se repetem; cada indivíduo é único. Portanto a marginalidade não pode ser explicada pelas diferenças entre os homens,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE DE DERMEVAL SAVIANE
  • As Teorias Da Educa O E O Problema Da Marginalidade
  • Teorias da EDUCAÇÃO( antiautoritárias e da marginalidade)
  • As teorias da educação e o problema da marginalidade na américa latina
  • Resumo de Escola e Democracia
  • O problema da marginalidade
  • Resenha crítica sobre o capítulo 1 – as teorias da educação e o problema da marginalidade do livro escola e...
  • Teorias antiautoritárias e a teoria da marginalidade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!