TEORIA DO ACTOR REDE

Páginas: 35 (8714 palavras) Publicado: 4 de fevereiro de 2014
José Manuel de Oliveira Mendes*

Análise Social, vol.

XLV

(196), 2010, 447-465

Pessoas sem voz, redes indizíveis e grupos
descartáveis: os limites da teoria do actor-rede**
Neste artigo procede-se a uma reflexão crítica sobre a teoria do actor-rede de Michel
Callon e Bruno Latour. Salienta-se a necessidade de incorporar no estudo do social as
emoções e a imponderabilidade.Tendocomo referência a análise de situações de catástrofe ou de acontecimentos extremos, propõe-se uma reflexão sobre o trabalho político
que coloca fora das redes sociais, como irrecuperáveis e descartáveis, todos os que não
criam ou não possuem valor na perspectiva hegemónica e que, por conseguinte, não
são construídos como portadores de direitos sociais e políticos, tornando-se invisíveis
eausentes das análises convencionais propostas pela teoria do actor-rede.
Palavras-chave: teoria do actor-rede; emoções; acontecimentos extremos; grupos
descartáveis.

Voiceless people, unnamable networks and disposable
groups: the limits of Actor-network theory
In this paper a critical analysis of Bruno Latour and Michel Callon’s Actor-network
theory is proposed. It is argued that studies aboutthe social must incorporate
emotions and imponderability. Focusing on the analysis of catastrophes and extreme
events, a reflection on the political work that excludes from the social networks, as
irretrievable and disposable, all those that do not create or do not carry value in the
hegemonic perspective and, therefore, are not construed as having social and political
rights is presented.These irretrievable and disposable persons and groups become
invisible and absent in the conventional analyses proposed by Actor-network theory.
Keywords: Actor-network theory; emotions; extreme events; disposable groups.

INTRODUÇÃO
Neste artigo procuro estabelecer um diálogo crítico com alguns dos
pressupostos da teoria do actor-rede (TAR) e, de forma mais lata, com os
estudos sociais deciência e de tecnologia. Argumento que estas correntes
analíticas, ao enfatizarem a componente sociomaterial, a simetria dos
* CES, Universidade de Coimbra, Colégio de S. Jerónimo, apartado 3087, 3001-401
Coimbra, Portugal. jomendes@ces.uc.pt.
** O artigo insere-se no âmbito do projecto de investigação “Risco, cidadania e o papel
do Estado num mundo globalizado” (ref.ª PTDC/SDE/64369/2006),financiado pela Fundação
para a Ciência e a Tecnologia e a decorrer no Centro de Estudos Sociais da Universidade

447

José Manuel de Oliveira Mendes
actantes e a lógica reticular do poder, subestimam a importância da ordenação dos factos pelas narrativas e o papel da imaginação emocional1. Seguir
os actores ou incorporar as entidades materiais, princípios basilares da TAR,
implica a inclusãonum tipo qualquer de associação ou de rede. Colocar em
ordem implica escolhas epistemológicas e uma epistemologia política
(Latour, 2005, pp. 249-253), não atendendo aos que ficam fora das redes-actores. As estratégias analíticas e de narração da TAR, baseadas em
positividades, omitem ou esquecem os não-ditos, os silêncios, as ausências,
o trabalho urdido nos interstícios das redes para ser efazer valer, um
trabalho baseado no cuidado e na gestão das emoções, para além das redes
e da lógicas de poder.
Partindo do exemplo de dois acontecimentos extremos, o furacão
Katrina, em 2005, e a onda de calor em França em 2003, procurarei mostrar
como os indivíduos e grupos descartáveis são colocados no exterior das
redes e dos agenciamentos sociotécnicos e, dado que esses indivíduos egrupos são vistos como não-produtores de valor, não são construídos socialmente como portadores de direitos, tornando-se invisíveis e difíceis de
incluir nas análises convencionais da TAR. Mostrarei que os princípios de
agnosticismo, simetria e livre associação propostos por Michel Callon (1986)
parecem recomendações difíceis ou impossíveis de aplicar no caso da onda
de calor de 2003 ou no...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teoria das organizações
  • teoria ator rede
  • Teoria das redes bravais
  • PONTO DE VIDADA: A TEORIA DA SOCIEDADE EM REDE
  • Resumo ECOLOGIA ORGANIZACIONAL E TEORIA DE REDES
  • PSICOLOGIAS DA EDUCAÇÃO E TEORIAS DA APRENDIZAGEM & REDES SOCIAIS E COMUNICAÇÃO
  • Actor network
  • Actores da comunicação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!