teologia

4551 palavras 19 páginas
TEOLOGIA POLÍTICA
1) Origem da expressão teologia política; 2) Duas acepções do conceito de teologia política;
3) A acepção descritiva da teologia política; 4) A acepção polémica da teologia política; 5) A crítica à possibilidade da teologia política; 6) O campo de possibilidade de uma teologia política. 1) A expressão “teologia política” tem a sua origem no estoicismo (Terentius
Varro), através da distinção triádica da religião em qeologiva muqikhv ou theologia fabularis (teologia mítica), qeologiva fusikhv ou theologia naturalis (teologia natural) e qeologiva politikhv ou theologia civilis (teologia política). Segundo esta distinção, a
“teologia mítica” deveria ser entregue aos poetas e a “teologia natural” aos filósofos, competindo a determinação da “teologia política” aos magistrados ou príncipes de uma determinada comunidade política. Neste sentido inicial, a expressão “teologia política” é sinónima de religião política e designa o conjunto de ritos e preceitos religiosos que os membros de uma determinada comunidade política devem observar em função da sua pertença a essa mesma comunidade.
Contudo, o conceito de teologia política distingue-se do conceito de religião política a partir da introdução da referência à revelação de um Deus absolutamente transcendente em relação ao mundo e, consequentemente, também ao mundo político. Se os planos divino e mundano estivessem intimamente relacionados, se se partisse de uma relação íntima entre deuses e homens, se um determinado chefe político pudesse ser considerado como um “homem divino” determinante da “religião civil ou política”, como acontece num horizonte pagão, a política seria naturalmente religiosa e a religião naturalmente política. Mas se, pelo contrário, o plano divino surgir como um plano transcendente e revelado, se a relação entre Deus e os homens não permitir o aparecimento de um príncipe ou de um magistrado que surja como o representante de Deus na Terra, como acontece no

Relacionados

  • Teologia
    1222 palavras | 5 páginas
  • teologia
    1661 palavras | 7 páginas
  • TEOLOGIA
    853 palavras | 4 páginas
  • teologia
    4845 palavras | 20 páginas
  • Teologia
    4754 palavras | 20 páginas
  • TEOLOGIA
    457 palavras | 2 páginas
  • teologia
    420 palavras | 2 páginas
  • Teologia
    582 palavras | 3 páginas
  • teologia
    6417 palavras | 26 páginas
  • teologia
    757 palavras | 4 páginas