teologia lberal e progressista

Páginas: 8 (1923 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2013
 Teologia Progressista

• Conhecimento geral e sua doutrina:
O progressismo como corrente teológica traz muito dos pressupostos do modernismo, mas não se vê necessariamente vinculado a ele, nem é tão rebuscado quanto ele. Ele mescla vários tipos de posições, daí ser tão diversificado, existindo entre eles marxistas e liberais, uns que odeiam a Igreja e outros que dizem amá-la. O que osune é progresso, a mutabilidade da doutrina. Antes do Concílio do Vaticano II o modernismo estava como um cadáver, assim como hoje falece a teologia da libertação. As condenações do Papa Pio X travaram o avanço modernista. Os papas posteriores puderam respirar melhor depois disso. O Papa Pio XII pôde incentivar a pesquisa teológica, fazer grandes mudanças litúrgicas, coisas que não seriam cogitadasnos tempos do Papa Pio X, pois os modernistas poderiam entender certa aprovação. Poder-se-ia imaginar o Papa Pio XI dizendo que “o homem religioso possui um direito inalienável de professar sua fé e exercê-la segundo os ditames. Os pais, conscientes e conhecedores de sua missão educadora, têm antes que mais nada, direito essencial à educação dos filhos, que Deus os deu, segundo o espírito da suafé, e de acordo com suas prescrições. Leis que impedem ou dificultam a profissão e prática dessa fé se acham em contradição com o direito natura.
Mais, quem esperaria Pio XI falar em “liberdade das consciências” sem fazer com isso alguma distinção? Ainda, quem diria que Pio XI em relação à condenação da laicidade por Pio IX deixaria implícito que existe uma laicidade válida (Maximamgravissimamque ) E depois, diria o Papa Pio XII que existe não só uma laicidade legítima e sadia, mas que isto é doutrina católica (Discurso, 23 de Março de 1958)? É claro que poderiam ter efeitos ruins esses discursos no tempo em que o modernismo estava no seu auge.
Acontece, que depois do Concílio Vaticano II os modernistas reviveram com novos aspectos monstruosos. Não que antes não se manifestasse devárias formas. O próprio Papa Paulo VI falava no tempo do CVII que o modernismo “ainda se manifesta em várias tentativas de expressão heterogêneas à realidade autêntica do catolicismo”. (Ecclesiam Suam) Mas ao que tudo indica depois do CVII, com as várias interpretações errôneas dadas aos seus textos, à influência modernista pôde voltar com muito mais vigor, e assim deixar mais escancarado seu fruto queé o progressismo. Em 1970 Joseph Ratzinger, atual Papa, disse:
“Não é que a crise modernista tivesse vindo plenamente à luz: aconteceu que foi interrompida pelas medidas tomadas por Pio X e pela mudança de situação após a primeira Guerra Mundial. A Crise atual é apenas uma continuação, adiada no tempo, daquilo que já tinha começado antes.”
Ao iniciar-se o século XX, a teologia existente noBrasil, tanto católica quanto protestante, refletia a postura tradicional dessas duas tradições. No final do Império e nas primeiras décadas da República, a teologia católica era fortemente tridentina e ultramontana, ou seja, alinhada com o Vaticano. Entre os protestantes, predominava o pensamento conservador, tanto na vertente arminiana quanto na calvinista. Todavia, com o passar do tempo fez-senotar a influência de algumas correntes teológicas do hemisfério norte e da própria América Latina.
No âmbito protestante, a primeira das novas abordagens a causar um impacto no Brasil, como também em outros países latino-americanos, foi o Evangelho Social. Contribuíram para isso duas conferências missionárias patrocinadas por norte-americanos: o Congresso do Panamá (1916) e o Congresso deMontevidéu (1925). Os relatórios desses encontros revelam o grande interesse de muitos participantes pela dimensão social do evangelho. Um entusiasta do evangelho social foi o pastor e líder da cooperação evangélica Erasmo de Carvalho Braga (1877- 1932). A nova ênfase encontrou expressão através de entidades como a Confederação Evangélica do Brasil (criada em 1934) e a União Cristã de Estudantes do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TEOLOGIA PROGRESSISTA E LIBERAL
  • teologia liberal e progressista
  • Progressista
  • Progressista
  • teorias progressistas
  • Escola Progressista
  • Abordagem Progressista
  • tendencias progressistas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!