Tecnologia de aproveitamento do pescado

Páginas: 5 (1053 palavras) Publicado: 30 de setembro de 2014
Tecnologias de Aproveitamento de Subprodutos de Pescado
Introdução
O que são resíduos do Pescado?
Sobras do processamento do pescado;
Fauna acompanhante.
Pescado fora dos padrões;

Descarte do Pescado pelo Beneficiamento
Indústrias de filetagem do peixe:
Rendimento de 30-50% e o restante vai para o descarte!
Indústrias de conserva de atum:
65% vai para descarte!
Indústriasde elaboração de filé de salmão:
Rendimento 55%  45% descarte!
Indústrias de elaboração de filé de tilápia:
Rendimento 30-37% e o restante vai para descarte!
Em 2009, no Estado do Rio de Janeiro, foram produzidos aproximadamente 7,4 mil toneladas de resíduos no beneficiamento.

Descarte de espécies da fauna acompanhante:
7,3 milhões de toneladas por ano no período entre 1992 e 2001;38,5 milhões de toneladas por ano;
23 maiores países produtores (período entre 2000 e 2003): 63.291.770 toneladas capturadas, 43,3% (27.453.242 t) foram espécies da fauna acompanhante;
Países da América Central e Caribe (período entre 2000 e 2003): 375.000 t, sendo 64,4% (242.000 t) fauna acompanhante;
Países da África (período entre 1999 e 2004): 9.967.000 t sendo 70,2% (6.992.000 t) faunaacompanhante.


Descarte de espécies da fauna acompanhante:
Camarão-rosa-oceânico (Farfantepenaeus brasiliensis e F. paulensis): captura acidental de 17.141 indivíduos de 38 famílias e 91 espécies (10,5 kg de peixes da fauna acompanhante para cada 1kg de camarão);
Camarão sete-barbas (Xiphopenaeus kroyeri): Captura acidental de 10.868 indivíduos de 31 famílias e 62 espécies (5kg depeixe: 1kg de camarão);

Produção e destino do Pescado

Objetivos do aproveitamento dos resíduos do pescado
Recursos: Garantir que não sejam desperdiçados;
Meio Ambiente: Assegurar que os impactos negativos sejam minimizados.

Importância do aproveitamento dos resíduos do pescado
Produção de subprodutos;
Gera emprego e renda;
Emissão zero para o Meio Ambiente.

Tipos deaproveitamento de resíduos de pescado
Alimentação Humana;
Alimentação Animal;
Adubos/Fertilizantes.


RIISPOA- Seção III - Produtos não comestíveis de pescado (Art. 470 a 474)
Art. 470 - Entende-se por "subprodutos não comestíveis de pescado" todo e qualquer resíduo de pescado devidamente elaborado, que se enquadre nas denominações e especificações deste Regulamento.
Parágrafo único - os resíduosresultantes de manipulações de pescado, bem como o pescado condenado, devem ser destinados ao preparo de subprodutos não comestíveis.
Art. 471 - São considerados subprodutos não comestíveis de pescado, além de outros, os seguintes:
1 - farinha de pescado;
2 - óleo de pescado;
3 - cola de pescado;
4 - adubo de pescado;
5 - solúvel concentrado de pescado.

Art. 472 - Os resíduosresultantes de manipulações sobre o pescado, bem como o pescado condenado pela Inspeção Federal devem ser destinados ao preparo de subprodutos não comestíveis.
Art. 473 - Os subprodutos não comestíveis devem ser rotulados de acordo com o que determina o presente Regulamento, declarando-se na embalagem sua composição.
Art. 474 - São considerados subprodutos não comestíveis do pescado: as farinhasdestinadas à alimentação de animais, resíduos destinados a fertilizantes, o óleo de fígado de peixe, cola de peixe e outros que venham a ser elaborados nos estabelecimentos registrados pelo D.I.P.O.A.


Farinha de Pescado
RIISPOA Art. 471 § 1º - Entende-se por "farinha de pescado" o subproduto obtido pela cocção de pescado ou de seus resíduos mediante o emprego de vapor, convenientementeprensado, dessecado e triturado.
1ª Qualidade
2ª Qualidade
Mín. 60% proteína
Mín. 40% proteína
Máx. 10% umidade
Máx. 10% umidade
Máx. 8% gordura
Máx. 10% gordura
Máx. 5% cloretos (NaCl)
Máx. 10 % cloretos (NaCl)
Máx. 2% areia
Máx. 3% areia




Óleo de Pescado

RIISPOA Art. 471 § 5º - Entende-se por "óleo de pescado" o subproduto líquido obtido pelo tratamento de matérias-primas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • tecnologia do pescado
  • Tecnologia de Pescados
  • Tecnologia do pescado
  • Tecnologia do Pescado
  • Tecnologia de pescados
  • Tecnologia de pescados
  • Tecnologia de carnes e pescados
  • TECNOLOGIAS PARA O APROVEITAMENTO INTEGRAL DE PEIXES

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!