TDAH E A ESCOLA: UMA CRÍTICA DO DIAGNÓSTICO AO TRATAMENTO

Páginas: 12 (2939 palavras) Publicado: 11 de agosto de 2013
TDAH E A ESCOLA: UMA CRÍTICA DO DIAGNÓSTICO AO
TRATAMENTO

Lívia Resende de Miranda
Samira Paula Carvalho Pontes

Resumo: Este artigo apresenta inicialmente uma breve história do
Transtorno de Déficit de Atenção a Hiperatividade (TDAH) e a sua definição
atual segundo o DSM-IV-TR. Em seguida, é lançada uma discussão crítica
acerca de seu diagnóstico clínico. Posteriormente, tratamos decriticar seu
tratamento medicamentoso muitas vezes indiscriminado. Por conseguinte, uma
reflexão sobre a escola perante tal situação é realizada, uma vez que ela faz
uso do diagnóstico do TDAH para se eximir de certas responsabilidades, já que
ela não se faz capaz de falar a linguagem de seus alunos e de percebê-los
como sujeitos de seu tempo.
Palavras-chave: Transtorno do Déficit deAtenção/Hiperatividade
(TDAH). Escola. Medicalização infantil.
Junto à família, os psicólogos já colaborariam se
deixassem de emitir laudos sobre a criança que vai mal
na escola, que insistem em depositar sobre ela as
causas de seu fracasso. Se os psicólogos puderem
perceber que, no momento, os comportamentos
individuais são menos devidos a fatores psíquicos e
mais à pressão social, colaborariam emnão fazer da
psicologia parte importante da ideologia moderna mas
em construir um referencial crítico que a tornaria crítica
àquilo mesmo que ela vem afirmando ser o indivíduo
sem perceber que afirma a sua caricatura.
José Leon Crochík (1999)

1

INTRODUÇÃO
Este artigo se refere à polêmica temática do Transtorno de Déficit de
Atenção e Hiperatividade (TDAH). Propusemos-nos a escreversobre esse
tema a partir da atual demanda encontrada no contexto escolar para os
psicólogos que ali trabalham. Outro fator que nos motivou é o crescente
consumo de psicotrópicos para o seu tratamento, principalmente o cloridrato de
metilfenidato, especificamente a popular Ritalina®. Este medicamento por
muitas vezes tem sido usado com outras finalidades, como por exemplo, por
jovens que osassociam com bebidas alcoólicas e por estudantes em geral, que
se veem pressionados em épocas de exames.
Dividimos o seguinte trabalho em quatro partes. Na primeira, um breve
histórico da construção desse transtorno foi traçado, indo de uma morbidez
similarmente descrita como esse transtorno até o atual diagnóstico de TDAH, o
qual recebeu várias nomeações, como por exemplo, lesão cerebral mínima,disfunção cerebral mínima, entre outras. Na segunda parte, focamos na crítica
ao atual diagnóstico do TDAH, que vem sendo realizado por meio de
instrumentos como o DSM-IV-TR e CID-10. Tal diagnóstico se ampara somente
na dimensão fenomênica dos sinais e sintomas, que por sua vez não bastam
para tratar do sofrimento psíquico do sujeito. Na terceira parte discutimos sobre
o tratamento doTDAH, que é essencialmente medicamentoso, com rara
procura à psicoterapia ou intervenção na escola.

Um dos tópicos de

preocupação é a medicalização infantil, que vemos a partir da generalização do
diagnóstico do TDAH. Na quarta e última parte, fazemos uma reflexão sobre a
escola perante tal situação, já que “coincidentemente” esse transtorno só se
apresenta na fase escolar. A escola temfeito uso do diagnóstico do TDAH para
se eximir de certas responsabilidades, já que ela não se faz capaz de falar a
linguagem de seus alunos e de percebê-los como sujeitos de seu tempo.

2

O QUE É O TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE
(TDAH)?
Com base na literatura médica, a história do TDAH nos conta que ele foi
primeiramente tomado como um defeito do controle moral. Eleapareceu em
1902, no King´s College Hospital, em Londres, através de George Still, pediatra
responsável pela primeira descrição médica do TDAH. Essa condição mórbida
descrita por Still e o atual TDAH resultam do defeito da função inibitória da
vontade. Conforme afirmava Still, o comportamento agressivo e desafiante que
está na base da criminalidade é uma manifestação comum e nas crianças...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tratamento de tdah
  • Tratamento TDAH
  • tdah na escola
  • TDAH e a ESCOLA
  • TDAH E ESCOLA
  • TDAH: sinais, sintomas e tratamento.
  • Diagnostico da escola
  • TDAH: ENTRE EDUCADOR, FAMILIA E ESCOLA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!