TCC Hipertensão

Páginas: 35 (8667 palavras) Publicado: 10 de fevereiro de 2014
UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS
FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA – FEFIS





A INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO AERÓBICO E RESISTIDO EM PESSOAS PORTADORAS DE HIPERTENSÃO ARTERIAL


DIANA DOS SANTOS SILVA
TAIZ REGINA RODRIGUES FERNANDES
VANIA VIEIRA DE SOUSA













SANTOS2006
DIANA DOS SANTOS SILVA
TAIZ REGINA RODRIGUES FERNANDES
VANIA VIEIRA DE SOUSA








A INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO AERÓBICO E RESISTIDO EM PESSOAS PORTADORAS DE HIPERTENSÃO ARTERIAL



























SANTOS
2006
BANCA EXAMINATÓRIADEDICATÓRIA































AGRADECIMENTOS































RESUMO































ABSTRACT































SUMÁRIO


INTRODUÇÃO


1. EXERCÍCIO FÍSICO X SAÚDE
1.1.BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO FÍSICO PARA SAÚDE
1.2. EXERCÍCIO AERÓBICO
1.3. EXERCÍCIO RESISTIDO


2. HIPERTENSÃO
2.1. PATOLOGIA
2.2. COMPLICAÇÕES
2.3. CLASSIFICAÇÃO
2.4. FATORES RELACIONADOS À PRESSÃO ALTA
2.5. TRATAMENTO FARMACOLÓGICO
2.6. TRATAMENTO NÃO FARMACOLÓGICO
2.7. PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS
2.8. ALIMENTAÇÃO


3. HIPERTENSÃO NA CRIANÇA E NO ADOLESCENTE


4. HIPERTENSÃO NOIDOSO


5. EXERCÍCIO FÍSICO X HIPERTENSÃO
5.1. EXERCÍCIO FÍSICO NA REDUÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL
5.2. EFEITOS FISIOLÓGICOS DO EXERCÍCIO
5.3. HIPOTENSÃO PÓS EXERCÍCIO


6. EXERCÍCIO AERÓBIO E HIPERTENSÃO
6.1. EXERCÍCIO AERÓBICO PARA HIPERTENSOS
6.2. RESPOSTAS PRESSÓRICAS AOS EXERÍCIOS AERÓBICOS


7. EXERCÍCIO RESISTIDO E HIPERTENSÃO
7.1. EXERCÍCIO RESISTIDO PARA HIPERTENSOS
7.2.RESPOSTAS PRESSÓRICAS AOS EXERCÍCIOS RESISTIDOS


CONCLUSÃO

ANEXO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS



















INTRODUÇÃO


Segundo Silva et.al., (2006), a hipertensão arterial é um dos problemas crônicos mais comuns de saúde no Brasil e pode ser considerado um fator de risco importante para doenças cardiovasculares, representando altos gastos em saúde pública. Aprevalência da hipertensão arterial no Brasil é considerada elevada, variando de 14% a 32%, atinge 15% da população adulta e envolve considerável perda de produtividade.
O número exato de indivíduos hipertensos em nosso país não é conhecido. De acordo com os dados disponíveis, a prevalência de hipertensão arterial no Brasil varia de 14% a 47,9%; entretanto, esses estudos restringiram-se a determinadascidades ou grupos populacionais específicos. (BRANDÃO et. al., 2003).
As doenças cardiovasculares representam um importante problema de saúde publica tanto na esfera nacional como mundial. Há pelo menos mais de trinta anos, as doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte no Brasil. No ano de 2000, no Brasil, as doenças cardiovasculares corresponderam a mais de 27% do total de óbitos eforam responsáveis por 15,2% das internações realizadas no SUS (Sistema Único de Saúde) em indivíduos na faixa etária de 30 a 69 anos. Do total de casos (693.839), 17,7% foram relacionados ao acidente vascular encefálico e ao infarto agudo do miocárdio, doenças de grande importância epidemiológica e que têm a hipertensão arterial como um de seus principais fatores de risco. (BRANDÃO et. al., 2003).A hipertensão arterial é modernamente entendida como uma doença inserida em um contexto mais abrangente do que apenas aquele resultante da simples definição dos níveis pressóricos, hoje considerados por muitos como um critério intermediário dentro de um quadro mais amplo. Cifras pressóricas elevadas são reconhecidas como marcadores de risco cardiovascular, porém, isoladamente, carecem de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • tcc hipertensão
  • hipertensao
  • Hipertensão
  • Hipertensao
  • hipertensão
  • Hipertensão
  • Hipertensão
  • Hipertensão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!