Taxas de câmbio

Páginas: 8 (1943 palavras) Publicado: 4 de setembro de 2012
FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPIRITO SANTO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS









ROSIMERE VEZZONI SCHIAVO









TAXAS DE CÂMBIO















CARIACICA
2012
ROSIMERE VEZZONI SCHIAVO





















TAXAS DE CÂMBIO









Trabalho apresentado à Faculdade de Estudos Sociais doEspírito Santo, como requisito obrigatório para obtenção de nota parcial na disciplina de Macroeconomia.
.


Orientador: Prof. Francisco José Teixeira Garcia.

















CARIACICA
2012

SUMÁRIO








INTRODUÇÃO 3


TAXA DE CÂMBIO 4


TAXA DE CÂMBIO COMERCIAL, CÂMBIO TURISMO EPARALELO 6


AGENTES DE OFERTA OU DEMANDA NO MERCADO CAMBIAL 7


REAL ESTÁ ENTRE AS MOEDAS MAIS CARAS 8


CONCLUSÃO 9


REFERÊNCIAS 10



1 – INTRODUÇÃO

Uma economia estará em equilíbrio macroeconômico sustentável se puder manter, simultaneamente, contas externas em equilíbrio, inflação estável, crescimento econômico e economia a pleno emprego. O manejo daspolíticas macroeconômicas tais como as políticas fiscal, monetária, cambial e de renda, pode auxiliar no alcance desses objetivos.

Política cambial é um conjunto de ações do Governo que influenciam o comportamento das relações comerciais e financeiras entre o país Brasil e do mundo. São medidas adotadas para administrar as taxas de cambio e as operações cambiais, buscando equilíbrio efluidez da moeda nacional.

O governo mantém uma reserva de moeda estrangeira e desta forma, controla o aumento ou a diminuição do valor da moeda estrangeira negociada no país.

Da mesma forma que todo bem tem um valor, as moedas nacionais também têm seu valor, que a taxa de cambio que expressa o preço da moeda externa em relação à moeda nacional.

Como todo preço, a taxa decambio é basicamente determinada pela lei da oferta e a procura. Se a procura é maior do que a oferta, o preço da moeda estrangeira em reais sobe. Se a oferta é maior do que a procura, conseqüentemente o preço cai. É o Banco Central que define a política cambial.

As empresas brasileiras que participam do comércio internacional dependem substancialmente da taxa de câmbio. Entender ofuncionamento desse mercado é fundamental.






2 – TAXA DE CÂMBIO

A taxa de câmbio é o preço de uma moeda estrangeira, medido em unidades ou frações (centavos) da moeda nacional. A taxa de câmbio reflete, assim, o custo de uma moeda em relação à outra, dividindo-se em taxa de venda e taxa de compra. É um elemento do sistema monetário internacional, com o objetivo de facilitar astransações entre países.


Pensando sempre do ponto de vista do banco, a taxa de venda é o preço que o banco cobra para vender a moeda estrangeira (a um importador, por exemplo), enquanto a taxa de compra reflete o preço que o banco aceita pagar pela moeda estrangeira que lhe é ofertada (por um exportador, por exemplo).


Portanto, o câmbio é uma das variáveis mais importantesda macroeconomia, sobretudo no que se refere ao comércio internacional. Quando se deseja negociar ativos de um país para outro, quase invariavelmente temos de mudar a unidade de conta do valor desses ativos – da moeda doméstica para a moeda estrangeira.


Existem várias formas de regimes cambiais, contudo os mais utilizados são os câmbios fixo e o flutuante.

No regime de taxasfixas, o Banco Central se compromete a comprar e vender moeda estrangeira a um preço fixo expresso em moeda nacional. Esse preço de referencia pode sofrer alterações ou pode permanecer inalterado, isso vai depender da decisão do Banco Central.

Atualmente, vivemos um regime de câmbio flutuante, as medidas adotadas também é em relação à moeda nacional, a moeda flutua livremente em...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Taxa de Câmbio
  • Taxa de cambio
  • Taxas de Cambio
  • Taxa de cambio
  • Taxa de câmbio
  • taxa de cambio
  • Taxa de cambio
  • Taxa De Câmbio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!