Técnicas de observação e avaliação da criança

Páginas: 14 (3270 palavras) Publicado: 26 de junho de 2011
Pós-Graduação em Educação Especial – Domínio Emocional e da Personalidade

Fundamentos e Técnicas de Observação e Avaliação da Criança

Discente:
Telma Filipa Fidalgo de Castro
Docente:
Dr. Carla Lima

Bragança
2010/2011

Í

NDICE

Introdução

pág. 2

Fundamentação

pág. 6

Metodologia

pág. 9

Conclusão

Bibliografia

Anexospág. 11

pág. 14

pág.15

Introdução

Este trabalho foi efectuado no âmbito da cadeira de Fundamentos e Técnicas de Observação e avaliação da Criança da Pós-Graduação em Ensino Especial - Domínio Emocional e da Personalidade, na Escola Superior de Educação de Bragança no ano lectivo 2010/2011, sob a orientação daDoutora Carla Lima.
Este trabalho tem por objectivo a construção de uma grelha que irá permitir anotar os comportamentos de um grupo de pessoas portadoras de deficiência mental moderada, quando expostas a espaços pintados e decorados com uma única cor. Pretende-se que estas pessoas reajam à cor naturalmente, dando ao observador matéria para poder chegar a algumas conclusões.
Desta forma, segundoKirk e Gallagher (1991) podemos caracterizar as pessoas com deficiência mental moderada, como uma pessoas capazes de: cuidar de si próprios; proteger-se de perigos comuns no lar, na escola e na vizinhança, aprender a compartilhar, respeitar direitos de propriedade, cooperar numa unidade familiar e comunitária; ter utilidade económica no lar e na vizinhança, auxiliar em tarefas de casa, trabalhandoem ambientes especiais ou mesmo em trabalhos rotineiros, sob supervisão. Na maioria dos casos, estes indivíduos são identificados como deficientes durante seus primeiros anos de vida, pelo fato da deficiência ser geralmente notada devido aos estigmas, desvios físicos ou clínicos da criança ou por demorar a aprender a falar e andar, e praticamente o responsável pela condição de retardo em todos ossujeitos com deficiência mental moderada foi um dano biológico.
Segundo a descrição do DSM.IV, a característica essencial da Deficiência Mental é quando a pessoa tem um “funcionamento intelectual significativamente inferior à média, acompanhado de limitações significativas no funcionamento adaptativo em pelo menos duas das seguintes áreas de habilidades: comunicação, auto-cuidados, vidadoméstica, habilidades sociais, relacionamento interpessoal, uso de recursos comunitários, auto-suficiência, habilidades académicas, trabalho, lazer, saúde e segurança”.
Estas pessoas apesar de acarretarem esta deficiência são ainda capazes de realizar muitas tarefas diárias, contudo, muitas delas devido à sua condição mental, não conseguem controlar impulsos e estados de espírito, levando muitas vezes acomportamentos desajustados. Desta forma, na tentativa de melhorar a qualidade de vida destas pessoas, surge a cor, visto que pode ajudar a colmatar algumas dificuldades sentidas no dia-a-dia por estas pessoas.
A Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções. Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, comono Egito antigo, nos templos de luz e cor de Heliópolis, como também na India, na Grecia, na China, onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas através da experimentação constante e verificação de resultados. Actualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais, etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado,dependendo do objectivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está a ser trabalhado.
A Cromoterapia é baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica, actuando desde o nível físico até os mais subtis. Através das suas cores energéticas, reestrutura o equilíbrio do organismo, levando a pessoa a uma melhoria psicológica progressiva. Com base nesta teoria,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Observação de crianças
  • Observação em crianças
  • Observação da criança
  • Observação a uma criança
  • Observação criança
  • observação de uma criança
  • Observacao de uma criança
  • Observação de crianças

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!