Sociedades do Antigo Oriente Próximo Ciro Flamarion Cardoso

Páginas: 6 (1427 palavras) Publicado: 14 de outubro de 2013
No seu livro Sociedades do Antigo Oriente Próximo Ciro Flamarion Cardoso aborda um dos conceitos de modo de produção “modo de produção asiático". No capitulo um: Palácios, templos e aldeias: o “modo de produção asiático” o autor nos apresenta os antecedentes do conceito, seu desenvolvimento, abandono e retomada, para assim introduzir o conceito de forma direta.
Ciro Flamarion inicia o capituloPalácios, templos e aldeias: o “modo de produção asiático” mostrando os antecedentes deste conceito O maior interesse dos pensadores da época, do século XVI ao XVIII era no aspecto politico, nesse período surgiu o conceito de despotismo oriental. Fontes superficiais como textos bíblicos e escritores clássicos firmavam se essas teorias, a partir do século XVII começaram a surgir escritos deviajantes, mercadores, navegantes e diplomatas que buscavam contrastar as informações sobre a Ásia ou oriente até então encaradas como homogenias. Somente a partir do século XIX que sua heterogeneidade e multiplicidades foram reconhecidas e vistas como objeto de estudos em si mesmo. No século XVI os pensadores europeus tentavam achar respostas positivas para suas problemáticas, alguns acreditavam noestado oriental como antítese da monarquia europeia, muitas comparações foram feitas principalmente por Machiavelli e Bacon sobre os reinos orientais e europeus. No século XVII muitas especulações ocorreram sobre o poder despótico, sobretudo na França. Quando começaram a perceber o contraste entre a corte e a pobreza da população e a ausência de mediações entre eles. A china fez sua aparição nouniverso intelectual por volta do século XVIII. Montesquieu considerou o despotismo como uma forma fundamental de governo, o contraste entre monarquia e despotismo e a relação entre o déspota e o povo. É apresentada a visão de alguns pensadores a respeito da China bem como a classificação de seu despotismo segundo cada um. A partir do século XIX os estudos sobre a sociedade oriental aumentou tendo comoponto principal as unidades aldeãs e suas instituições.
Em seguida o autor faz uma breve cronologia do conceito indo de sua elaboração ao seu abandono. Ele inicia falando de Marx e como o “modo de produção asiático” aparece em suas obras pré-capitalistas. Em 1850 Marx escreveu uma serie de artigos sobre Índia e China, ao cobrir debates no Parlamento Britânico a respeito de temas como renovaçãodos privilégios da Companhia das Índias Orientais, as rebeliões Taiping, a revolta dos cipaios, etc. as cartas de Engel e suas considerações sobre a agricultura oriental, que posteriormente foram retomadas por Marx. A ausência de propriedade privada na índia, a autarquia aldeã, a estagnação social, as distinções de castas e escravidão que serviam como base para o despotismo oriental. No manuscritoGrundrisse a forma asiática de propriedade comum de terra aparece como uma entre varias modalidades possível. Ele vê na variedade asiática de comunidade um produto individual construída naturalmente, e acima delas o déspota que se apresenta como proprietário único do solo trabalhado pela comunidade. Marx teve um papel imprescindível na elaboração do conceito do “modo de produção asiático” Engelpor sua vez também obteve papel relevante apesar de menor, em Anti-Dührng ele reafirma a necessidade das obras de irrigação no oriente como elemento que explica o surgimento dos Estados Despóticos. Ele sugeria a existência de dois caminhos históricos para o surgimento do estado, o que conduz ao despotismo e o que passa pela dissolução das comunidades tribais. Muitos autores marxistas continuaram atratar do conceito após a morte de Marx. Já na época da revolução de 1917 e devido a vários acontecimentos alguns pensadores socialistas concluíram pela inexistência de um “modo de produção asiático” especifico e sim uma variante asiática do escravismo ou feudalismo e com o desaparecimento dos defensores de tal conceito este foi quase universalmente abandonado por varias décadas. Logo o autor em...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ciro Flamarion Cardoso
  • Sociedades do antigo oriente próximo
  • Sociedade do antigo oriente próximo
  • Fichamento de citações: O Egito Antigo
  • Fichamento: as sociedades do antigo oriente próximo
  • Resumo
  • Ciro flamarion cardoso
  • Antigo Oriente Próximo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!