Socialização: como ser um membro da sociedade

Páginas: 5 (1157 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
ANIE WELTER DE OLIVEIRA

RA 1101900

O Renascimento e o Conceito de Ideia.

Trabalho apresentado ao Centro Universitário Claretiano para a disciplina de Estética Artística como requisito parcial para obtenção de avaliação, ministrado pelo Professor WILTON LUIZ DUQUE LYRA.

Para responder de que maneira o Renascimento inverteu o sentido conceitual da idéia platônica, a ponto de fazer delauma arma contra a própria concepção platônica da arte, é preciso entender as ideias de Platão, o Neoplatonismo e seus conceitos antes de tudo. Segundo Platão, antes do nascimento a alma de cada pessoa vivia em uma estrela, onde se localizavam as Ideias. Quando uma pessoa nascia, sua alma era "jogada" para a Terra, e o impacto que ocorria fazia com que esquecesse o que viu na estrela. Mas, ao verum objeto aparecer de diferentes formas, a alma se recordava da Ideia daquele objeto que fora visto na estrela (anamnesis), o que há de permanente em um objeto era a Ideia; mais precisamente, a participação desse objeto na sua Ideia correspondente. E a mudança ocorria porque esse objeto não era uma Idéia, mas uma incompleta representação da Ideia desse objeto. Como o pensamento platônicoinfluenciou no modo de conceber a arte se fazia duras críticas à arte e aos artistas? Platão chamava os artistas de imitadores e criticavam os apreciadores de obras de arte. Se o belo, no nível inferior próprio da arte, consta da imitação ou da representação do que existe no mundo das sombras, qualquer imitação do que é passional, caótico, turvo ou malvado deve ser reprovada. (Platão, República, p. 58). Asua “Teoria das Ideias” pode explicar a maneira que o Renascimento inverteu o sentido conceitual da idéia platônica, a ponto de fazer dela uma arma contra a própria concepção platônica da arte. Em seu desenvolvimento foi necessário estabelecer as ideias como unificadoras dos múltiplos objetos dados nas sensações (olfato, paladar, visão, audição e tato) que sozinhos não são suficientes paraexplicar as representações desses objetos e sua essência. O Renascimento ao trazer de volta o imperativo da “semelhança com a natureza” traz também uma herança da Antiguidade, exigindo de suas obras de arte simultaneidade, fidelidade à natureza e beleza, traz uma contradição quando também põe contra a “imitação” dos Mestres. Não contestando a falta de ideias do imitador, mas simplesmente pela infinitariqueza da natureza, aonde a obra de arte não chegaria nem aos pés se conduzir por este intuito, mas sim ao confrontá-la com a realidade poderia imitá-la ou corrigi-la. Com isso começaria a surgir umas das teorias da arte diferente dos anteriores escritos, mudando o foco da questão de “Como se faz isso” para “O que se pode fazer e, sobretudo, o que se deve saber para ser capaz dada à circunstância,de enfrentar a natureza com armas iguais”. Dissociando pela primeira vez os problemas das relações entre o eu e o mundo, a espontaneidade e a receptividade, o dado material e a atividade formal, (o problema sujeito-objeto), acontecendo exatamente o contrário os objetivos dessa teoria eram práticos e racionais, fornecendo aos artistas orientação para sua atividade criadora, cientificamente fundadas(tamanho, proporção, disposições, cor e etc). Segundo

Alberti_ “A beleza consiste numa harmonia e num acordo das partes com o todo, segundo determinações de número, de proporcionalidade e de ordem, tais como exige a ‘harmonia’, a lei absoluta e soberana da natureza”. Platão defendia que no plano real o artista nunca chegaria ao objeto imaginado ou ao plano das Ideias e o que produzia era algoinferior e no Renascimento, invertendo o que antes haviam ditado na Idade Média e no Neoplatonismo a imitação da natureza volta a ditar as regras, mas se utilizando do pensamento de Platão e seu mundo das Ideias (quando os homens estavam nas estrelas), o artista Renascentista aperfeiçoaria o objeto copiado trazendo da sua imaginação, da sua sensibilidade e emoção o novo objeto, uma obra de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Socialização: Como Ser um Membro da Sociedade
  • Socialização: como ser um membro da sociedade
  • Resumo: socialização: como ser um membro da sociedade
  • como ser um membro da sociedade
  • Como ser um Membro da Sociedade
  • Como ser um membro da sociedade
  • como ser um membro da sociedade
  • A escola e a socialização conscientização do ser na sociedade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!